Carteira Digital: tudo o que você precisa saber (CNH, CTPS, Eleitor e Pagamentos)

Nem só de aplicativos de mensagens e serviços de streaming vivem os smartphones. Com um celular Android ou iOS, todos os usuários podem contar com alguns serviços e comodidades que tornam seus dispositivos em uma verdadeira carteira digital.

Os mais populares são os sistemas de pagamentos, como Google e Apple Pay, mas há documentos que também contam com versões digitais e tem o mesmo valor jurídico do tradicional modelo impresso. Veja a seguir como digitalizar sua vida, ou melhor, sua carteira, em poucos passos.

Carteira Digital: CNH, CTPS, Eleitor e pagamentos no celular - Mobizoo

CNH Digital

Motoristas de 26 estados e do Distrito Federal já podem usar a versão digital da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), desde que seu documento tenha sido emitido a partir de 2017. Isso porque a CNH digital exibe um QR Code que reúne os detalhes sobre seu usuário, e este item só está presente em documentos expedidos a partir deste ano.

Se este é seu caso, baixe o app da CNH digital para Android ou iOS, vá até o Detran onde o documento foi emitido para que seus dados possam ser validados. É preciso estar com a CNH ativa e nenhum dado pode estar desatualizado.

CNH Digital no celular

Depois de atualizar o cadastro no Detran, ou emitir a segunda via da CNH, caso a sua tenha saído antes de 2017, entre no Portal de Serviços do Denatran (portalservicos.denatran.serpro.gov.br) e siga o passo a passo para validação do documento através do menu “Cadastro”.

Pronto! Você pode usar a CNH digital normalmente em todo território brasileiro. A versão digital é aceita e tem o mesmo valor da carteira impressa.

Carteira de Trabalho Digital

Lançada há pouco tempo, em outubro de 2019, a Carteira de Trabalho Digital reúne todas as informações do trabalhador, como registros, contribuições, férias, FGTS, abonos, bonificações e promoções.

Quem nunca perdeu a carteira de trabalho e precisou passar por empresas antigas para reaver esses registros? Pois bem, com a versão digital tudo fica salvo na nuvem. A Carteira de Trabalho Digital substitui a versão impressa, mas é recomendado que você mantenha o “caderno” de capa azul a salvo.

Carteira de Trabalho Digital no celular

Informações vinculadas ao seu CPF são exibidas automaticamente nessa versão, desde que as empresas que você trabalhou tenham feito esses registros na plataforma eSocial que é integrada ao governo federal.

Ao arrumar um novo emprego ou conseguir promoções, basta informar o número do seu CPF para que os novos registros sejam feitos, dispensando a apresentação do documento antigo.

Para baixá-la, basta ter um celular Android ou iOS. Depois, acesse o site do Ministério da Economia para validar seus dados (servicos.mte.gov.br), clicando em “Quero me cadastrar”. Só depois de criar e validar seu cadastro neste site você conseguirá ativar sua CTPS Digital.

Título de Eleitor Digital

Assim como os outros dois documentos, o Título de Eleitor Digital é um documento válido e que substitui a versão impressa.

Detalhe: para usá-lo nas Eleições sem a necessidade de apresentar documento com foto é preciso ter o cadastro biométrico feito junto ao TSE da sua cidade. Sem isso, você só poderá usar o e-Título no lugar do Título de Eleitor impresso acompanhado por um documento válido e legível.

Para usá-lo, basta baixar o e-Título no Android ou iOS. Depois, entre com seu nome, o nome da mãe e do pai e a data de nascimento. O aplicativo será validado no mesmo instante.

Título de Eleitor Digital no celular

A versão digital do título de eleitor tem algumas novidades em relação à via tradicional, impressa. O documento mostra a foto do eleitor, informações sobre a quitação eleitoral, dados sobre o seu cadastramento biométrico e o endereço de seu local de votação, inclusive com um mapa com geolocalização. Há ainda um QR Code para a validação na zona eleitoral.

Pagamentos pelo celular

Saindo dos documentos e passando para os sistemas de pagamentos, encontramos plataformas que prometem substituir cartões de crédito e débito físicos por um simples app.

Para quem usa Android, a solução é o Google Pay, que pode ser baixado aqui e aceita cartões de bancos como o Itaú, Banco do Brasil, Next, Banco Inter e outros. A lista completa de bancos e cartões compatíveis está aqui.

Do outro lado, usuários do iOS tem acesso ao Apple Pay, que aceita apenas cartões do Itaú, Bradesco e Banco do Brasil das bandeiras Visa, MasterCard e Elo. O Apple Pay já tem instalado no iOS dentro do aplicativo Wallet. A lista de cartões compatíveis você confere aqui.

Pagamentos pelo celular

Ambos os sistemas são plataformas de pagamentos por aproximação no varejo físico e também estão integradas em lojas online. Isso significa que, em lojas físicas, você precisa procurar por uma máquina de cartões compatível com essa tecnologia.

Dica extra: alguns meios de transporte já aceitam o pagamento por aproximação e oferecem funções de recarga de crédito e consulta de saldos. Para a cidade do Rio de Janeiro há o aplicativo para o metrô com essa finalidade, o MetrôRio, enquanto em São Paulo, o app equivalente é o Ponto Certo (Bilhete Único).

Quem não quer depender do sistema de pagamento por aproximação pode contar com serviços que processam pagamentos após o escaneamento de QR Codes, como o MercadoPago e o PicPay. Ambos rodam no Android e iOS e, para usá-los, basta que o estabelecimento tenha um código QR que seja compatível com uma dessas plataformas.

Acesse aqui o site do MercadoPago, e aqui o PicPay, e veja os estabelecimentos credenciados e formas de pagamentos que você pode usar neles.

Existem ainda outras opções que podem funcionam em algumas marcas de smartphones, como o Samsung Pay, por exemplo, dedicado aos Galaxy.

E você, já digitalizou sua carteira?

Mais sobre: comportamento