Os melhores celulares com Android puro em 2019

Felizmente, encontrar celulares com Android puro não é mais uma tarefa difícil hoje em dia.

Antigamente, o Android stock (puro), do jeitinho que o Google pensou, só estava disponível nos smartphones Nexus e Pixel, mas isso mudou bastante nos últimos anos, graças ao projeto Android One e outras iniciativas que popularizaram a versão “limpa” do sistema.

Além disso, você pode contar com outras opções de celulares que entregam o que chamamos de “experiência do Android puro”, que é um sistema com poucas interferências visuais e que roda mais leve pela ausência de incrementos do fabricante. Mais fiel ao original, digamos.

Nesta seleção você confere nossas indicações de celulares que são vendidos oficialmente no Brasil e que entregam um software próximo do puro.

Até R$ 500 – Motorola Moto E5 Play

O Moto E5 Play é um dispositivo básico, mas que carrega uma versão pura e simplificada do Android, chamada Android Go, desenvolvida pelo Google para rodar em celulares com pouca memória RAM e espaço interno.

Se você estiver precisando de um celular simples e que consiga rodar recursos e aplicativos essenciais, como o WhatsApp ou Google Maps, sem engasgos ou travamentos, pode apostar no Moto E5 Play.

Além de contar com um sistema gerenciado pela própria Google, este modelo se destaca por entregar bateria de longa duração, com 4.000 mAh de capacidade, e tela grande de 5,7 polegadas com resolução HD.

Até R$ 800 – Multilaser MS80X

Sim, temos um Multilaser em nossa seleção. O MS80X merece seu lugar ao sol pois entrega um conjunto de especificações aceitáveis e a famosa experiência com o Android puro.

Hoje, esse modelo custa menos do que seu valor de lançamento, que era de R$ 1.000 em fevereiro deste ano, e se tornou uma opção interessante para quem gosta de tela grande, de 6,2 polegadas Full HD+, e precisa de bastante espaço interno, com 64 GB.

O processador é o famoso Snapdragon 450 que dá conta de executar todo tipo de tarefa simples, como acessar e-mails, rodar jogos essenciais, acessar redes sociais e fazer streaming. O MS80X traz ainda sensor biométrico na traseira e até um recorte – ou notch, como quiser – na tela no maior estilo iPhone 11.

Até R$ 1.000 – Motorola Moto G7

Oferecer celulares com Android puro é uma tradição da Motorola e, por isso, a fabricante costuma aparecer com um ou mais produtos em listas com esse tema.

O Moto G7 pode ser uma opção interessante para quem quer câmeras melhores que as outras duas opções anteriores, mais memória RAM, maior velocidade de processamento e outros extras, como o carregamento de bateria turbo, que entrega 60% de carga em menos de 40 minutos.

Estes são recursos do G7 que não estão presentes nos outros dois modelos do início da nossa seleção e que podem fazer diferença na experiência de uso com o aparelho. Com relação às câmeras, temos duas lentes na traseira (12 MP + 8 MP) que fazem um bom trabalho, entregando fotos com efeito retrato de fundo desfocado e até slow-motion.

Até R$ 1.200 – Xiaomi Mi A3

O Mi A3 é o primeiro da nossa lista com Android One, que é uma certificação concedida pelo Google a aparelhos que rodam com uma versão mais pura do Android e que entregam atualizações mais rápidas.

Além do sistema puro e da homologação do Google, o Mi A3 também se destaca por ser o primeiro da lista a contar com revestimento em vidro no acabamento, que tem efeito reflexivo colorido, além de tela Super AMOLED e Snapdragon 665, processador de performance superior e lançado este ano pela Qualcomm.

De fato, o Mi A3 pode ser considerado o celular com o melhor custo/benefício entre os demais celulares da nossa seleção. A Xiaomi Brasil começou a vendê-lo pelo preço promocional de R$ 1.499 no dia do lançamento, passando para os atuais R$ 2.599.

Por outro lado, você pode encontrá-lo na Amazon através de revendedores nacionais, sem necessidade de importação, por valores inferiores e que chegam em até R$ 1.300.

Xiaomi Mi A3 - Tela

Até R$ 1.500 – Motorola One Vision

O Motorola One Vision é outro aparelho com certificado Android One e que pode agradar quem busca por uma experiência de tela confortável e câmeras com qualidade superior. É a opção que entrega o melhor custo/benefício em termos de fotografia móvel nesta faixa de preço e para quem busca pela experiência Android puro.

A tela tem 6,3 polegadas e formato de 21:9, padrão utilizado pela indústria do cinema, e permite que diversas séries e filmes possam ser reproduzidos sem as faixas pretas na parte superior e inferior do vídeo. O One Vision conta com notch na tela como alguns modelos da nossa lista, mas aqui ele aparece em formato circular e bastante discreto.

O destaque da câmera dupla na traseira fica por conta do modo noturno que é considerado o melhor nesta faixa de preço, sendo capaz de otimizar fotos capturadas em ambientes com baixa iluminação sem grandes distorções ou perda de nitidez.

Acabamento em vidro e conjunto de processamento semelhante ao do Mi A3 fazem parte do pacote da Motorola para o One Vision.

Até R$ 1.700 – Asus Zenfone Max Pro (M2)

Por fim, fechamos a seleção com uma opção da Asus que concorre diretamente com o Mi A3 e o Motorola One Vision. O Zenfone Max Pro (M2) também conta com um modo noturno para fotos, menos eficiente que os demais, mas entrega a mesma tela Full HD+ com notch.

O ponto forte do Max Pro (M2) é sua bateria de 5.000 mAh de capacidade que pode oferecer longa duração de energia a depender do seu estilo de uso. Esse modelo, contudo, não tem carregamento rápido superior a 15 W, como é o caso do One Vision, fazendo com que sejam necessárias em média 2 horas para seu carregamento total.

A experiência com Android puro segue presente e faz com que o Max Pro (M2) seja uma opção compatível para quem gosta de usar uma versão menos modificada do sistema. Com descontos, o Max Pro (M2) pode ser uma escolha ainda mais interessante.

 

E você, qual dessas opções escolheria? Você acha que o Android Puro faz diferença?