Android P: data de lançamento, funções e novidades

Em março a Google anunciou a primeira prévia do Android P para desenvolvedores. Depois, durante a conferência para desenvolvedores da companhia, a Google I/O, tivemos o anúncio da segunda prévia. Dei uma olhada nas novidades do Android P, posso dizer que estou bem feliz com o que vi. Neste artigo, você confere as funções do Android P que devem fazer valer a atualização do sistema.

Android P
Android P traz modificações significativas da UI e da UX © Android Developers

Android P: data de lançamento

Quem acompanha o desenvolvimento do Android e suas versões, sabe que faz algum tempo que a Google libera a versão prévia do novo sistema operacional para desenvolvedores. Com o Android P não está sendo diferente. Isso faz com que a comunidade Android possa adaptar seus aplicativos para o novo SO e acelerar o processo de atualização dos mesmos.

Este ano, a equipe do Android liberou a segunda prévia do Android P durante o Google I/O 2018. Se tudo ocorrer como no ano passado, podemos esperar pelo lançamento oficial do Android P para o final do mês de agosto de 2018.

Android P: funções e novidades

1. UI e UX refinadas

Primeira coisa: eu amo o lançamento de novas versões do Android, independente de mudança ou não da interface do usuário. Porém, é difícil não ver que o Android P vai modernizar a UI e a UX do sistema operacional da Google.

Customização das cores e visual do Android

Novas formas de personalização do sistema operacional chegam com o Android P. Que tal poder escolher novas cores para a interface do seu smartphone?

A nova versão do SO permite mudar a cor da barra de notificações e a dos botões virtuais na base da tela. Isso pode ocorrer de acordo com a cor ou tonalidade do aplicativo em uso, ou mesmo através de uma escolha de cor especificada pelo usuário previamente.

Customização é a palavra de ordem no Android P
Customização é a palavra de ordem no Android P? © Gabriel Bryne

Navegação por gestos

O Android P vai ter um novo sistema de navegação por gestos semelhante ao que temos hoje no iPhone X. No novo SO temos um ícone de botão de início diferente daquele que temos no Android Oreo, que imita os botões do Play Station.

Assim que ativado, o novo visual introduz uma barra, bem como remove e substitui o botão multitarefas. Desta forma, será possível deslizar para a esquerda e para a direita na tela usando apenas essa barra de início.

Além disso, o novo gesto permite trocar de aplicativos rapidamente ao arrastar o dedo de baixo para cima sobre a tela, a partir da barra no menu de navegação. Usando o gesto pela segunda vez, você acessa a gaveta de apps do Android.

Navegação por gestos no Android P
Android P possui navegação por gestos © Gabriel Bryne

E sim, isso oferece uma nova experiência de uso do sistema operacional, visto que deixa de mostrar os aplicativos recentes na vertical, pois os apps aparecerão na horizontal.

De início, essa navegação por gestos se parece bastante com a que temos no iOS, da Apple. No entanto, o uso é bem mais intuitivo, pois além de mostrar os aplicativos abertos recentemente, ainda oferece uma sugestão dos aplicativo mais usados por você, usuário.

Para ver como essa nova função de navegação por gestões funciona, assista ao vídeo abaixo, liberado horas antes do anúncio oficial da segunda prévia do Android P, por Gabriel Bryne:

Controles de volume

Depois de anos de otimizações, me parece que agora teremos reais modificações nas características do próprio sistema. Por exemplo, o novo controle de volume. Por anos, tivemos a barra horizontal aparecendo na parte superior mostrando tais controles. No Android P, até o momento, o controle de volume aparece na lateral, próximo aos botões físicos de volume do dispositivo.

Além do controle de volume, a partir deste atalho também será possível rapidamente configurar fones de ouvido ou speakers Bluetooth, por exemplo, bem optar pelo modo silencioso ou vibrar.

Modo silencioso

Falando em modo silencioso, no Android P será possível silenciar o dispositivo rapidamente pressionando ao mesmo tempo o botão para aumentar o volume e o botão para ligar o aparelho.

Android P: silenciar o smartphone está mais simples
Android P: silenciar o smartphone está mais simples © Gabriel Bryne

Menu de configurações

Se existe algo que valorizo em um sistema operacional são as características visuais que tornam o uso do aparelho mais fácil. Por exemplo, no menu de configurações do meu Galaxy S8, como existem inúmeras opções, fica difícil encontrar algumas funções à primeira vista. Porém, nos acostumamos com os desenhos e as cores de cada categoria com o passar do tempo.

Contudo, como a Samsung foi super minimalista no desenvolvimento da UX Experience, temos apenas traços e contornos nas imagens que identificam cada categoria no menu principal. Já a Google está sendo mais generosa neste sentido e, apesar de uma experiência visual mais madura em relação às outras versões do SO, o Android P traz ícones com preenchimento e mais fáceis de gravar na memória.

2. Sistema de notificações mais informativos

Já faz um tempo em que vemos os desenvolvedores da Google preocupados com o sistema de notificações. A ideia é oferecer mais controle aos usuários. Desta vez, temos aquilo que a empresa chamou de “ajudante de bloqueio” para que os nós possamos filtrar notificações indesejadas com um único toque.

Android P notificações
Android P: veja mensagens completas a partir da barra de notificações © Android Developers

Além disso, a nova função MessagingStyle passa a destacar quem enviou uma mensagem e como você pode responder anexando fotos e adesivos, usar sugestões de respostas inteligentes e, finalmente, apenas ver as mensagens completas ou as imagens compartilhadas, tudo isso direto da barra de notificações!!!

Android P: veja imagens a partir da barra de notificações © Android Developers

3. Suporte para recursos do futuro

O suporte para dispositivos de tela ponta-a-ponta com recortes no display, o famoso Notch ou chifres, é uma característica que aparece nas Opções para Desenvolvedor do Android P, a partir do menu de configurações, e não é realmente voltada para os usuários, mas para os desenvolvedores que precisam preparar seus aplicativos para tal recurso.

Suporte para dispositivos de tela ponta-a-ponta com recortes no display
Suporte para dispositivos de tela ponta-a-ponta com recortes no display © Android Developers

A Google passou a oferecer a mudança do layout da tela, de forma virtual, para fazer com que os aplicativos criados para o Android possam estar adaptados para os modelos recentes, tais como o Zenfone 5, por exemplo.

Entretanto, o fato disso ser voltado para os desenvolvedores, não significa que não tivemos mudanças globais no sistema por conta do Notch. O relógio presente na barra de status passa a ficar agora no lado esquerdo da tela.

Pensando ainda mais longe, pode ser que este também seja um movimento lógico para a própria Google que, este ano, pode vir a lançar o novo Pixel 3 ou Pixel 3 XL com o Notch físico na tela. Quem sabe?

4. Serviços inativos menos intrusivos

No Android Oreo já vimos uma maior preocupação em informar o usuário sobre o acesso de recursos do sistema de aplicativos em segundo plano. Agora, o Android P vai bloquear o acesso ao microfone, câmera e a todos os sensores do SensorManager para aplicativos inativos. Além de uma clara preocupação com a nossa privacidade, isso também implica em mais eficiência no consumo de energia.

Se você ainda não entendeu a importância disso, lá vai: sabe quando você e seus amigos falam sobre comprar uma passagem aérea para visitar o Rio de Janeiro e, em seguida você começa a ver propaganda de voos baratos para a cidade maravilhosa e descontos em estadia? Pois é, talvez com o Android P isso não aconteça mais.

5. Otimização da energia

Bateria adaptativa

Um novo recurso chamado “Bateria Adaptativa” vai oferecer maior controle sobre o uso da bateria por aplicativos não utilizados com frequência. De acordo com a descrição desta função, o sistema operacional aprenderá como utilizar esses apps ao longo do tempo.

Ou seja, se você não usa o aplicativo, o mesmo não precisará consumir energia. Logo, o Android P está mais inteligente graças ao aprendizado de máquina (ML)!

Brilho adaptativo

Além disso, temos o brilho da tela adaptado às preferências dos usuários. O que muda em relação ao brilho adaptativo que temos hoje é que o sistema operacional aprende com as mudanças manuais dos usuários para o uso do aparelho em ambientes abertos e fechados.

Desta forma, mais tarde, o software vai configurar o brilho da tela da forma praticada pelo dono do aparelho anteriormente.

6. Bem-estar digital (do usuário)

O Android P vai trazer um serviço social: informar o tempo que os usuários passam no smartphone. Por exemplo, se você é do tipo que passa o final de semana no Netflix, receberá um informativo semanal indicando o tempo dedicado a este app no seu smartphone e, com base nisso, poderá mudar seus hábitos caso ache necessário.

Existem outras opções também, como rapidamente silenciar o dispositivo ao colocá-lo com a tela para baixo. Tal função foi batizado por “Shush”.

A ideia é oferecer uma visão geral de comportamento aos usuários. Contudo, sinto que por trás desta função existe mais do que a preocupação com o bem-estar dos usuários. O que vejo aqui é mais uma forma de armazenar informações sobre os hábitos dos usuários. O que você acha?

Android P beta: quais dispositivos podem baixar a versão prévia

É claro que existem muitos outros novos recursos e melhorias, mas fiz questão de salientar aqui funções e novidades do Android P que mais me chamaram a atenção. Como o novo sistema operacional ainda está em desenvolvimento e muitas das atuais características podem até nem chegar à versão final, ainda terei muito mais o que falar sobre o Android P!

Até  momento, o Android P Beta para desenvolvedores está disponível apenas para os dispositivos Pixel e em dispositivos específicos de outras sete fabricantes: OnePlus, Essential, Sony, Nokia, Vivo, Xiaomi e Oppo. Os dispositivos que podem baixar o Android Beta são:

Por enquanto, nenhum dos modelos que já podem atualizar o sistema operacional para Android P beta estão disponíveis no Brasil. Para mais informações, acesse Android Developers ou Programa Android Beta.

E você, o que mais gostou desta prévia do Android P? Quero saber sua opinião nos comentários abaixo.

Mais sobre: android