Como sair do Facebook definitivamente

Pois é, pode parecer chocante, mas, segundo pesquisa recente, 73% dos brasileiros querem do Facebook definitivamente.

A pesquisa realizada pela Kaspersky Lab mostrou que boa parte desse percentual (37%) acredita estar perdendo um tempo precioso de suas vidas na rede social.

Mas o fato é que no final das contas, a grande maioria não sai do “face” por puro hábito, medo de perder memórias importantes, ou mesmo o sentido “voyeur” da coisa.

Por isso decidi escrever esse artigo, que busca ajudar quem já tomou a decisão de sair da rede mas precisa de um “empurrãozinho” para consumar o ato.

Como sair do Facebook definitivamente - Mobizoo

Esse meu trabalho de escrever sobre o universo dos celulares me leva a observar muito como as pessoas se comportam: qual o aparelho mais popular, o que as pessoas estão fazendo enquanto olham pra telinha numa viagem de metrô, e até mesmo o que elas perguntam para vendedores em lojas físicas quando estão pesquisando por um novo modelo.

E uma das coisas mais assustadoras que tenho observado é a onipresença do aplicativo do Facebook nas telinhas. A coisa é tão grave, que muita gente acha que a Internet é o Facebook.

O Facebook virou um monstro

Nos primórdios o Facebook era apenas uma rudimentar rede de paqueras, onde os usuários apenas curtiam fotos de gatinhas/gatinhos da escola ou faculdade.

Os anos passaram, o negócio cresceu, e hoje a rede social de Mark Zuckerberg tem quase 2 bilhões de usuários, sendo uma das empresas mais lucrativas do mundo.

Obviamente que para chegar nesse ponto o face teve que crescer em funcionalidades, e hoje ele tem tantos recursos, que fica até difícil listar neste artigo.

Hoje as pessoas utilizam a rede para se comunicar, reviver memórias, compartilhar fotos, vender e trocar produtos, estudar, jogar, promover eventos, trocar experiências nos grupos e mais uma porção de coisas. Ufa.

Se você parar para pensar um pouco, vai perceber que a timeline (ou newsfeed) do face é a parte menos importante da rede, sendo a mais dispensável entre todas as funcionalidades. Afinal, é nela que encontramos todo aquele lixo de “textões” revoltadinhos, fotos de cachorros feridos, fofocas de baixo nível, tretas, e o que mais seu estômago aguentar.

E assim chegamos à nossa primeira dica:

fuck-you-facebook

1. Desinstale o aplicativo do celular

Para deixar de ser um zumbi que fica rolando a timeline do face infinitamente no celular, a primeira atitude a tomar é remover o aplicativo do Facebook do seu aparelho.

Sim, pode desinstalar sem medo! Pois sua conta continua lá, intacta, com todas as suas conversas, fotos, postagens e comentários salvos.

E olha que legal: sem o app do face instalado, seu smartphone vai ficar mais rápido, e sua bateria vai durar muito mais!

Além desse ganho de performance, você vai notar que seu cérebro terá mais espaço para reflexões importantes, novas ideias, tarefas urgentes e tudo mais que aquele monte de meme idiota fez você esquecer.

Sério, eu fiz isso e posso provar. Já na primeira semana eu notei a diferença. Se quiser eu te conto os detalhes lá nos comentários.

2. Divida o Facebook em partes

Você removeu o app do face do seu celular e agora deve estar se perguntando: e agora? como eu faço para conversar com as pessoas? e aquele meu grupo de vendas e rolos? minha fan page? minhas fotos?

Calma amiguinho(a)! Por sorte o Facebook tem um aplicativo para cada uma dessas funcionalidades.

Se você precisa gerenciar uma fan Page, instale apenas o app Gerenciador de Páginas do Facebook. Se você quer apenas manter contato com os seus amigos, deixa apenas o Messenger instalado no celular.

Além disso há o app Groups para você acessar e administrar todos os recursos dos seus grupos e o app Moments para você guardar e compartilhar suas fotos.

Na verdade ainda tem uma penca de outros apps do face disponíveis, como o Anúncios e o Flash, mas não vou entrar em detalhes aqui.

Ilustração: Matt Hebrona
Ilustração: Matt Hebrona

3. Para recaídas use o navegador

Como disse antes, remover o aplicativo oficial do Facebook do celular já representa um ganho enorme de qualidade de vida. Você não terá mais a tentação de rolar a timeline em qualquer momento de tédio, ou aquelas notificações a cada minuto, indicando fofocas quentinhas.

Remover isso do seu celular é importante, pois esse é o dispositivo que te acompanha o dia todo, do café da manhã até a hora de dormir.

Já com o computador é diferente, você só irá acessar em momentos definidos, como num momento mais tranquilo do trabalho, num intervalo dos estudos, ou em casa no final do dia.

Assim você já diminui bastante o tempo que perde com as frivolidades da rede, e no caso de uma recaída, sempre pode apelar para o navegador do smartphone.

E não se preocupe com essas recaídas, pois com o tempo você vai acabar perdendo a vontade, já que o navegador do celular exige esforço extra para utilizar.

E você, pretende sair do Facebook em 2019? Conte aí nos comentários!

Mais sobre: comportamento facebook