Expansão da Amazon no Brasil: eu não queria ser um dono de ecommerce agora

A expansão da Amazon no Brasil levou bastante tempo de maturação, mas essa semana ela chegou sem dúvida em seu ápice. A partir de agora, a Amazon conta com um centro de distribuição próprio em São Paulo, e, se eu fosse dono de um ecommerce agora, estaria em pânico.

Pode parecer que eu estou exagerando, mas não estou. A Amazon é um verdadeiro titã do ecommerce mundial, e quando ela entra num jogo, não é para perder.

O Brasil é um mercado super complexo para qualquer empresa estrangeira, mas ao mesmo tempo também é super atraente, já que o volume de compras aqui é enorme, mesmo em períodos de crise. Não é a toa que o Brasil é um dos mercados mais importantes para a Motorola, por exemplo.

Maior expansão da Amazon no Brasil até hoje começa com “cartinha”

Para inaugurar a nova era da Amazon no Brasil, a loja publicou hoje, dia 22 de janeiro de 2019, na home de seu site, uma cartinha “fofa” para todos os clientes:

Expansão da Amazon no Brasil: carta para os clientes - Mobizoo

Além disso, também foi divulgada uma nota para a imprensa, onde, Alex Szapiro, Country Manager da Amazon no Brasil, fala do novo momento da empresa:

“O anúncio de hoje representa mais um marco histórico para nós. Estamos muito felizes em aumentar a quantidade de categorias e produtos que oferecemos para nossos clientes, com o compromisso de continuar trazendo a melhor experiência de compra e ofertas, como temos feito desde o lançamento da nossa operação com livros no Brasil há seis anos.”

“Para oferecer a melhor experiência de entrega, lançamos um novo Centro de Distribuição, possibilitando a entrega rápida para milhares de produtos, criando centenas de empregos diretos e indiretos. Com a expansão de hoje, reiteramos nosso compromisso de longo prazo com o Brasil e com nossos clientes.”

Expansão da Amazon no Brasil: novo centro de distribuição em São Paulo

O interesse dos brasileiros pela loja já vinha aumentando um bocado desde a implementação de seu market place em 2017, e agora com essas novidades o salto deverá ser ainda maior. Certamente teremos um ano bem “interessante” para o ecommerce nacional, para dizer o mínimo.

Grandes empresas do varejo online como a B2W já se preparam há anos para os movimentos da Amazon por aqui, mas outras como o Mercado Livre devem sofrer bastante com a nova expansão, especialmente por conta das dificuldades impostas pelos Correios.

E não podemos esquecer da Livraria Cultura e da Saraiva, que sucumbiram em 2018 e talvez não consigam mais se reerguer diante de tantos desafios.

Frete grátis a partir de R$ 100 e entrega rápida

Numa pesquisa realizada no ano passado sobre o comportamento do consumidor brasileiro, 90% dos participantes afirmaram que já deixaram de concluir uma compra pela internet devido ao custo do frete. Além disso, o tempo de entrega para algumas cidades também se mostrou decisivo na hora da compra.

Num contexto mais amplo, podemos considerar que esse fator representa uma das principais barreiras para o crescimento do comércio eletrônico no país.

Graças ao novo centro de distribuição, a Amazon irá oferecer frete grátis nas compras acima de R$ 99 para livros e videogames, e para todas as outras categorias nas compras acima de R$ 149.

Para completar, a empresa também irá disponibilizar entrega rápida de apenas 2 dias para algumas cidades, assim como acontece nos Estados Unidos, por exemplo.

Só esses 2 itens já são suficientes para fazer qualquer ecommerce do Brasil tremer, mas ainda temos mais um: preços muito competitivos.

Preços muito competitivos

Numa pesquisa rápida pelos itens que estão disponíveis através da nova venda direta da Amazon, encontrei alguns eletrônicos com preços consideravelmente mais baixos que em todos os outros concorrentes, todos com frete grátis. Veja alguns exemplos:

Câmera GoPro Hero 2018

  • R$ 799 com frete grátis na Amazon
  • R$ 1.099 com frete de R$ 28 na Shoptime

Máquina de café Nespresso Inissia Titan

  • R$ 209 com frete grátis na Amazon
  • R$ 413 com frete de R$ 41 na Ponto Frio
Fiz as simulações usando o endereço do Mobizoo, que fica no centro do Rio de Janeiro.

Como você pode ver, o combo de novidades da Amazon no Brasil para 2019 é praticamente imbatível (se tudo correr bem), e, na minha opinião, ele pode sim quebrar muitas empresas que não conseguirem competir com o alto padrão de serviço estabelecido a partir de agora.

Todo mundo está cansado de sofrer com o péssimo serviço e os altos custos dos Correios, e se todas essas pessoas migrarem suas compras online para a Amazon, isso pode acabar sendo muito bom para o Brasil.

E você, o que acha da expansão da Amazon no Brasil? Será que isso irá forçar uma melhora no ecommerce nacional? Comente aí embaixo!

Fontes: Amazon, Tecnoblog, TechTudo Imagens: Divulgação/Amazon Brasil

Mais sobre: amazon