Samsung finalmente descobre causas das explosões no Galaxy Note 7 e começa a tomar atitudes

A Samsung finalmente descobriu a causas das explosões no Galaxy Note 7 e já começou a tomar atitudes para evitar novos incidentes em seus próximos smartphones.

Como você já deve saber, o Galaxy Note 7 era para ser um dos grandes lançamentos de 2016, mas acabou se tornando uma enorme dor de cabeça para a coreana, chegando inclusive a ser proibido em voos, por conta de seu alto risco de explosão.

Neste artigo você vai saber quais foram os problemas que a empresa encontrou em suas investigações, e o que ela irá fazer para garantir que coisas deste tipo nunca mais aconteçam em seus aparelhos.

causas das explosões no Galaxy Note 7

As causas das explosões

Conforme havia prometido, a Samsung revelou no início desta semana os resultados de sua investigação para a série de incidentes que forçaram a empresa a retirar o seu top de linha de circulação.

Depois de meses de silêncio e após um recall global de seu smartphone, em outubro passado, a Samsung divulgou suas longas conclusões sobre o que causou as explosões nas baterias do Galaxy Note 7.

As descobertas foram anunciadas depois da verificação de 200.000 dispositivos e 30.000 baterias em um gigantesco teste.

Segundo o chefe de comunicações móveis da Samsung, DJ Koh, essa mega operação contou com uma equipe de 700 engenheiros da empresa, que passaram semanas realizando testes internos e revisões.

Com base neste trabalho e em uma análise científica independente, foi concluído que o perigoso superaquecimento do Galaxy Note 7 foi causado por problemas separados, em baterias provenientes de dois fornecedores diferentes.

1º problema

No caso de baterias provenientes da própria Samsung, não havia espaço suficiente entre a bolsa térmica em torno da bateria e seus componentes internos.

Nos casos mais graves, os eletrodos que deveriam ficar separados juntaram-se causando aquecimento e curto-circuito.

Veja o infográfico detalhado do problema, divulgado pela empresa:

Galaxy-Note7-causas
Nota do editor: Ai que saudade das baterias removíveis!

2º problema

Durante recall, devido à pressa nas substituições dos dispositivos, as baterias provenientes da Amperex Technology Limited estavam sem uma fita de isolamento, o que aumentava os riscos de danos no separador e provocando curto-circuito.

Veja as explicações da empresa no vídeo abaixo.

https://youtu.be/6s4uqr1serU

Novas atitudes

Durante evento ocorrido no último domingo, na Coreia do Sul, a Samsung não forneceu detalhes sobre seus procedimentos anteriores de controle de qualidade, mas a empresa diz que revisou seu processo de testes de segurança com base nessas investigações.

Ao final do evento, DJ Koh disse o seguinte:

“Estamos assumindo a responsabilidade pelo nosso fracasso ao identificar os problemas decorrentes do processo de fabricação e produção da bateria antes do lançamento do Note 7“.

De acordo com Koh, a Samsung não pretende apenas tornar suas próprias baterias mais seguras. Mas também, como parte de seus novos procedimentos de segurança, a empresa testará as baterias em todos os pontos do processo de fabricação.

Eles também treinarão funcionários em todos os níveis da cadeia de suprimentos para realizar oito etapas de inspeção nas baterias de todos os smartphones da marca, antes de serem enviados para o varejo.

Confira quais são os oito pontos de verificação a serem realizados em todas as baterias da Samsung a partir de agora:

  1. Teste de durabilidade;
  2. Inspeção visual;
  3. Raio-X;
  4. Teste de carga e descarga;
  5. Teste de Composto Orgânico Volátil Total (vazamentos);
  6. Teste de desmontagem;
  7. Teste de uso acelerado;
  8. Teste de tensão.
testes-de-bateria-samsung
Esta é a apresentação oficial da Samsung dos seus novos procedimentos de checagem de baterias.

Fica claro que a Samsung está investindo pesado para recuperar sua credibilidade junto a seu público consumidor, seja através de novos e rigorosos testes de qualidade, seja através de uma comunicação transparente.

A empresa errou feio, mas está agindo de forma ética.

E você, o que você pensa sobre as atitudes da Samsung? Não deixe de compartilhar suas opiniões aí embaixo, no campo de comentários!

Mais sobre: galaxy Samsung