8 dicas para acelerar seu celular antigo

Vontade para comprar um celular novo quase todo mundo tem, agora, dinheiro para fazer isso, no momento atual do Brasil… hum… tá difícil. O jeito então é tentar viver da melhor maneira possível com o celular antigo mesmo.

Por isso elaboramos uma lista com 8 dicas para você viver bem com o seu celular “véio de guerra”, enquanto vai fazendo umas economias para trocá-lo.

São dicas para contornar, principalmente, os problemas de pouco espaço no armazenamento interno, que são a grande dor de cabeça de quem possui um celular com 2 ou 3 anos de estrada. Acompanhe.

8 dicas para acelerar seu celular antigo - Mobizoo

Armazenamento interno

Quanto mais velho o dispositivo, menor será seu armazenamento interno, isso porque a maior parte dos telefones dos últimos anos têm provavelmente 8 GB, e quando muito, 16 GB de espaço.

Se o seu celular é antigo, é bem provável que ele tenha muito poucos gigabytes restantes, já que o sistema operacional tende a crescer com as atualizações, e os aplicativos estão cada vez maiores.

Há poucos anos atrás, 8 GB era bastante espaço, mas hoje é bem pouco.

E não podemos esquecer daquele monte de bloatware que você não consegue remover, daqueles games que você já não joga faz tempo, e daqueles apps “queridos” que não podem ser movidos para o cartão de memória.

Bom, agora que você já conhece os motivos, vamos às soluções:

armazenamento
Livre-se dessa mensagem assustadora.

Dica 1: não use o aplicativo do Facebook

O aplicativo oficial do Facebook para Android é sabidamente um dos mais pesados disponíveis na Play Store. Ele consome muito processamento, espaço de armazenamento e bateria.

Portanto, se o seu aparelho já tem alguns anos de vida, nem pense duas vezes: livre-se dos apps Facebook e Messenger, ou substitua-os por versões compactas, como o Facebook Lite, por exemplo.

Ou use tudo no navegador mesmo e seja feliz.

Dica 2: procure apps mais leves

Você sabia que pode estar usando um app “pesadão” sem a menor necessidade?

Pois é, existem muitos aplicativos super leves disponíveis na Play Store que cumprem exatamente as mesmas funções que os mais pesados, e alguns podem até ser movidos para o cartão SD, liberando ainda mais espaço.

Assim como as versões mais leves do Facebook, existem ótimas alternativas para SMS, agenda e clima. É só procurar.

Dica 3: utilize o Google Fotos

Dependendo da câmera do seu dispositivo, suas fotos podem estar entre os itens que mais ocupam espaço interno.

Por isso um boa opção é utilizar o Google Fotos, que sincroniza automaticamente as fotos enviando-as para a nuvem. Além de remover instantaneamente as fotos que já foram copiadas.

Dica 4: deixe os aplicativos que você usa pouco guardados no cartão SD

Você pode fazer backup dos aplicativos instalados no seu aparelho em um cartão micro SD quando estiver precisando de espaço, e reinstalá-los somente quando de fato precisar utilizá-los (inclusive quando estiver sem internet).

Para essa missão, nós recomendamos o app Titanium Backup.

Dica 5: volte os apps para as configurações originais

Nas configurações de aplicativos do Android é possível reverter os apps pré-instalados para seu formato original (como eles vieram de fábrica).

Para aplicativos como o Chrome, que vão ficando cada vez maiores com o tempo, isso pode significar uma diferença de 100 MB ou mais.

Para isto basta ir até Configurações > Aplicativos e escolher o aplicativo em questão.

Na página de informações do aplicativo, toque no botão Desinstalar Atualizações, e pronto. O app é revertido para sua configuração inicial, liberando um bocado de espaço no armazenamento.

desinstalar-atualizacoes-app-android

Dica 6: crie links simbólicos

Para usuários mais avançados, que já dominam a arte de fazer Root, é possível também fazer uso do Link2SD, criando links simbólicos dos aplicativos no cartão SD.

Este mecanismo, irá simplesmente “enganar” o telefone, fazendo-o trabalhar como se os aplicativos estivessem instalados, quando na verdade eles estarão no cartão SD.

Dica 7: instale uma ROM mais leve

As versões mais atuais do Android permitem que se tenha um controle maior sobre os aplicativos pré-instalados. Porém, nas versões mais antigas, o melhor que você pode fazer é desativá-los.

Só que isso só impede os apps de serem executados, ou seja, eles continuam ocupando espaço do mesmo jeito.

Felizmente hoje existem várias ROMs pequenas destinadas aos dispositivos mais antigos, como as SlimRoms.

Mas apesar dessas ROMs serem a melhor saída para deixar o seu celular velhinho como novo novamente, a instalação delas não é para qualquer um: é preciso ter conhecimento mais profundo do Android, e, de preferência, ter experiência com troca de ROMs.

Dica 8: guarde dinheiro

É importante destacar que, apesar de serem ótimas dicas, todas estas soluções são temporárias, e que, com o passar do tempo, seu celular antigo vai começar a apresentar outros tipos de problemas, como manchas na tela, bateria que não dura mais nada e travamentos sem fim.

Então não tem jeito: enquanto você se vira como dá com o celular antigo, é importante já ir juntando uma grana para comprar um celular novo, porque essa “bomba relógio” uma hora vai explodir.

Ah, e hoje em dia você nem precisa gastar uma fortuna com um top de linha para ser feliz.

Como mostramos toda semana por aqui, existe uma enorme variedade de smartphones com ótimo desempenho e preço amigável esperando por você.

E aí, conseguiu acelerar seu celular antigo com essas dicas? Conte aí nos comentários!

Mais sobre: manutenção