Motorola Moto E6 Plus: um celular difícil de entender [Review]

Com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento, o Motorola Moto E6 Plus tinha tudo pra ser a melhor opção de celular na faixa dos R$ 700. Infelizmente, bastaram 2 semanas usando o aparelho para eu perceber que a coisa não é bem assim.

Apesar do conjunto interessante no papel, o smartphone de entrada da Motorola decepciona no dia-a-dia, oferecendo inclusive uma experiência inferior à do Moto G7 Play em diversos aspectos. Vem comigo que eu te explico.

Vá direto para:

Motorola Moto E6 Plus é bom? Vale a pena? [Review] - Mobizoo

Prós e contras

Prós:

  • Leve e confortável;
  • Som bacaninha.

Contras:

  • Tela praticamente ilegível ao ar livre (no sol então, só Jesus);
  • Desempenho inconsistente – tem hora que é rápido, tem hora que é lerdo e egasgado;
  • A bateria só dá pra 1 dia, e olhe lá;
  • O carregador é lento, muito lento;
  • Não possui bússola;
  • Não possui NFC.

Unboxing [vídeo]

Ficha técnica

  • Android 9 Pie;
  • Tela IPS de 6.1” HD+ (720 x 1560), 282 ppi;
  • Chipset MediaTek Helio P22;
  • GPU PowerVR Rogue GE8320;
  • 2 ou 4 GB de RAM;
  • 32 ou 64 GB + entrada para micro SD de até 512 GB;
  • Câmera traseira dupla: 13 MP f/2.0 com autofoco PDAF + sensor de profundidade de 2 MP;
  • Câmera frontal de 8 MP f/2.0;
  • Gravação de vídeo Full HD / 30 fps;
  • Rádio FM;
  • Bluetooth 4.2;
  • Micro USB (com OTG);
  • Leitor de impressão digital traseiro;
  • Sensores: acelerômetro, luz, proximidade, giroscópio.
  • Bateria de 3000 mAh.
Importante: o Moto E6 Plus que eu testei para esta análise foi a versão com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento.

Design e tela

Veja bem, eu queria muito gostar do Moto E6 Plus. Afinal, não é todo dia que você encontra um smartphone de entrada com um design tão bonito e confortável, tela grande e notch discreto.

O modelo é super leve e compacto, sendo gostoso de usar até com apenas uma mão, mas infelizmente os elogios param por aí.

A tela tem boa definição, apesar de não ser Full HD, mas seu brilho não é suficiente para uma boa visualização ao ar livre.

Eu tive muita dificuldade de enxergar o que estava capturando durante os testes com as câmeras, e até ver o mapinha do Uber debaixo do sol foi um sofrimento.

Tela do Moto E6 Plus

Em ambientes fechados o painel é até aceitável para a faixa de preço, mas com certeza você encontra coisa melhor por aí.

Há um LED de notificações acima da tela, mas ele é tão pequenininho, TÃO PEQUENININHO, que você praticamente não vai perceber que ele existe. Confesso que eu até ri quando descobri aquilo ali.

Câmeras

O Moto E6 Plus possui uma câmera dupla traseira que apresentou bons resultados nos meus testes, mas como é comum nos modelos mais baratos, ela só dá conta de capturar bem as cenas com muita luz. Veja:

Teste de câmera com o Moto E6 Plus Teste de câmera com o Moto E6 Plus Teste de câmera com o Moto E6 Plus

O sensor possui boa sensibilidade, o foco é ok, o HDR é bem decente, e até o Modo Retrato oferece experiência satisfatória. Nada é muito incrível por aqui, mas também nada é muito ruim. A única coisa que eu estranhei foi o software da câmera, que é bem diferente dos demais Motorolas (Lenovo, é você?)

Teste de câmera com o Moto E6 Plus

As selfies também são aceitáveis para a faixa de preço, mas é aquela coisa: fotos boas para as redes sociais, e nada além.

Teste de câmera com o Moto E6 Plus
Para ver as fotos deste review em tamanho original, acesse o Google Drive do Mobizoo.

Teste de desempenho [vídeo]

Eu esperava que o Moto E6 Plus tivesse velocidade de processamento parecida ou até superior à do Moto G7 Play, mas me enganei.

Estranhamente, mesmo tendo o dobro de memória RAM e armazenamento, o dispositivo mais novo se sai pior em praticamente tudo. Ele só vence na alternância entre aplicativos, por conta da RAM extra.

As animações de sistema e as rolagens de tela do Moto G7 Play rodam bem mais lisas que as do Moto E6 Plus, e nos games, a história se repete: todos os títulos que eu testei rodam melhor no G7 Play.

A impressão que fica é que há algo muito mal otimizado no E6 Plus e, se esse é o resultado que o Moto E6 Plus de 4 GB / 64 GB consegue, eu não quero nem ver a versão 2/32.

Se você considera os testes de benchmark importantes, então dá só uma olhada nisso:

Resultado do Antutu Benchmark v8 no Moto E6 Plus

Veredito

Os smartphones de baixo custo melhoraram um bocado nos últimos anos, e hoje já é possivel comprar, por menos de R$ 700, um dispositivo bastante digno.

As fabricantes cortam o que dá pra cortar (pra manter o preço baixo), e investem nos itens que já sabem que são importantes pro consumidor: bateria, desempenho, câmeras.

Esse ano eu gostei muito do Redmi 7A por suas câmeras, do ZenFone Max Pro M1 por seu desempenho, e do Moto G7 Power por sua bateria. Mas infelizmente, no caso do Moto E6 Plus, nada se destaca.

Pra piorar a situação, o dispositivo não traz bússola para ajudar na navegação por mapas e nem NFC, tem bateria que mal dá pro dia todo, e ainda vem com um dos carregadores mais lerdos que eu já vi em um smartphone.

Sendo assim, o meu veredito é:

Ainda não conhece a escala memética de avaliação do Mobizoo? Então veja como fazemos nossas análises de celular.

Deixo o meu agradecimento à assessoria da Motorola, que gentilmente emprestou o celular utilizado nesta análise.

Mais sobre: Motorola
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

Apoie o conteúdo que você ama!

Desative o seu bloqueador de anúncios e nos ajude a manter o site :)