Os melhores celulares intermediários de 2019

Faz algum tempo que os celulares intermediários se tornaram os preferidos dos brasileiros. São opções que trazem tecnologias mais atuais e cabem na maioria dos bolsos, porém, devido à variedade de modelos disponíveis, escolher um não é nada fácil.

Por isso, elaboramos essa seleção com os melhores smartphones intermediários lançados em 2019, com preços entre 800 e 1500 reais, e que na nossa opinião podem ser ótimas escolhas para você.

Os melhores celulares intermediários de 2019 - Mobizoo

Samsung Galaxy M30

Abrimos a lista com o Galaxy M30, modelo que atualmente é o topo da série Galaxy M, que começou a ser vendida em meados de abril. Esse modelo entrega tela grande, de 6,4 polegadas Full HD, com boa capacidade de memória RAM e espaço interno: 4 GB e 64 GB, respectivamente.

Outros extras acompanham o Galaxy M30, alguns deles incomum para sua faixa de preço de R$ 850, como a conexão USB-C, o carregamento rápido (15W) e a bateria grande, de 5.000 mAh.

Outro destaque do M30 é sua câmera tripla na traseira: 13 MP (f/1.9) + 5 MP (f/2.2) + 5 MP. Esse conjunto permite a captura de vídeo em 4K, fotos com efeito retrato (fundo desfocado) e até um modo noturno para ambientes pouco iluminados. Uma boa opção para orçamentos mais curtos.

Motorola Moto G7 Plus

O Moto G ainda manda bem quando o assunto é custo/benefício, embora o mesmo não seja mais unanimidade neste quesito. O Moto G7 Plus, por sua vez, entrega um conjunto de especificações semelhante ao do Galaxy M30, com a mesma capacidade de RAM e armazenamento, mas com apenas 3.000 mAh de bateria.

O G7 Plus, por outro lado, tem uma qualidade de construção superior e entrega também câmeras ainda melhores. A lente principal tem 16 megapixels e abertura f/1.7, ideal para capturar em ambientes desfavorecidos de luz, enquanto a secundária é de 5 MP (f/2.2).

Por, em média, R$ 1.100, o Moto G7 Plus pode ser uma ótima escolha para quem quer hardware justo, qualidade de construção e câmeras que entregam resultados acima da média.

Agora, se você gosta da experiência que a Motorola oferece, mas busca por câmeras ainda melhores, talvez o melhor modelo para você seja o One Vision, que falamos mais abaixo.

Xiaomi Redmi Note 7

O Redmi Note 7 custa quase o mesmo valor do Moto G7 Plus, mas tem seus diferenciais. A Xiaomi entrega um modelo com construção consistente, com bateria grande, de 4.000 mAh, e sensor principal de 48 MP para fotos com maior nitidez.

Um ponto forte dos aparelhos da marca chinesa é a sua interface proprietária que é quase um sistema operacional alternativo ao Android, a MIUI 10, que oferece uma gama de recursos que vão desde os mais básicos aos avançados, que controlam o sistema e fazem customizações mais profundas.

O Note 7, por sua vez, pode ser visto como um Moto G7 Plus com leves refinamentos, o que inclui uma câmera ainda melhor e bateria de maior capacidade. A versão vendida por revendedores nacionais tem preço que varia entre R$ 1.000 e R$ 1.400, a depender da configuração de memória RAM (entre 4 GB e 6 GB) e armazenamento (entre 64GB e 128 GB) que você escolher, tornando o modelo uma ótima opção.

Samsung Galaxy A50

O Galaxy A50 segue a cartilha do Redmi Note 7 e do Moto G7 Plus sobre como um intermediário deve ser. O que torna o modelo da Samsung uma escolha que se destaca são alguns extras que podem otimizar sua experiência de uso com o aparelho, como a tela Super AMOLED, que tem contraste profundo e cores vibrantes, e a biometria sob o display, sendo essa última função uma novidade neste segmento.

Em termos de design, o A50 não fica para trás, com um visual consistente e com revestimento de qualidade. Sob o capô encontramos memória RAM, armazenamento e capacidade de bateria semelhantes ao do Redmi Note 7, com o acréscimo de uma câmera na traseira.

O Galaxy A50 oferece três câmeras no total: grande angular (25 MP, f / 1.7), telefoto (5 MP, f / 2.2) e ultra grande angular (8 MP, f2.4). Entre os modelos da nossa seleção ele é o único que tem lente grande angular na traseira e na frontal (25 MP), o que facilita a inclusão de mais pessoas ou objetos em uma foto ou selfie (selfie em grupo).

É claro que o A50 tem um preço mais elevado por entregar um conjunto mais atualizado em termos de novidades. Seu preço médio no varejo é de R$ 1.240 atualmente.

Motorola One Vision

Fechamos a seleção com um modelo mais caro, de R$ 1.400 em média, mas que entrega um meio termo entre tudo o que vimos até agora, com leves destaques.

Começando pelo “bônus”, o Motorola One Vision é o primeiro celular do mercado brasileiro a contar com tela na proporção de 21:9, o que significa que seu painel é mais estreito nas laterais e alto (esticado).

Esse padrão de tela é excelente para reprodução de vídeos, sobretudo filmes, que contam com faixas pretas em cima e em baixo, visto que esse padrão se adequa a este tipo de formato usado por produtoras de cinema e preenche todo o display proporcionando uma experiência mais imersiva.

Motorola One Vision: dicas e truques - Mobizoo

Do lado do software encontramos outro ponto a favor do One Vision, o software concebido pelo Google como parte do programa Android One, que entrega atualizações mais rápidas.

O Motorola One Vision tem uma câmera de 48 Mp semelhante ao Redmi Note 7, embora o modelo da empresa norte-americana traga uma função em seu software que tira melhor proveito do sensor maior: o modo noturno.

Este recurso é um dos mais eficientes do mercado entre os modelos até R$ 1.500, entregando fotos com poucos ruídos e sombras mesmo em ambientes com baixa iluminação.

E aí, qual o seu favorito? Ou você recomenda um que não está na lista? Conte nos comentários!