Cloud: além da moda, uma questão de segurança

Atualmente metade do orçamento de TI das empresas é investido na migração das suas soluções e informações para a tecnologia mais popular do nosso tempo: a cloud.

A promessa da computação em nuvem é tentadora para as empresas, uma vez que significa que não será necessário gerenciar servidores e centros de dados, nem lidar com os problemas de suporte técnico delicados e caros, e muito menos com atualizações de software e os perigos que as mesmas possam representar para os computadores…

Com esta tecnologia os seus problemas desaparecem, e basta simplesmente concentrar-se no seu negócio.

Por ser fácil e barato, inúmeros empreendedores contratam serviços de cloud antes mesmo de criar logotipo para suas empresas.

cloud

As últimas estimativas indicam que pelo menos metade da despesa global de TI em 2017 vai para investimentos em cloud.

Além disso, estima-se que dentro de cinco anos, 43% da capacidade de computação das empresas a nível global será hospedado em serviços de nuvem pública e 78% em serviços de híbridos, ou seja, combinação de nuvens públicas e nuvens privadas.

Será que cloud é uma questão de sobrevivência ou de conveniência?

Como é óbvio, é ainda possível discutir alguns cenários sobre se esta migração deve ou não ser feita, isto porque, na verdade nem em todos os casos é mais aconselhável.

No entanto, a verdade é que a virtualização de documentos e softwares começou muito antes de se ouvir sequer falar no termo cloud. Contudo, a integração entre ambos os sistemas foi bastante simples.

Atualmente desktops e servidores virtuais são implementados nas empresas de forma a facilitar a gestão da própria tecnologia, que usa a nuvem para melhorar a eficiência e os custos dos seus serviços.

Uma das questões mais interessantes sobre este sistema, passa pelo fato de que, em muitas empresas, os funcionários podem acessar um escritório virtual sem terem que sair de casa (ou mesmo de qualquer local do mundo).

segurança

Desde que a tecnologia começou a ser implementada, ela permitiu que o colaborador possa acessar os dados da empresa, sem estar na mesma rede em eles estão alojados, tornando os acessos mais simples e mais seguros.

No passado, a perda de um laptop de um executivo durante uma viagem era uma grande dor de cabeça, porque os dados confidenciais da empresa poderiam cair em mãos erradas. Hoje em dia isso já não acontece.

A virtualização transformou tudo, e a computação em nuvem tornou-se um modelo de negócio viável e rentável, sendo esse o motivo pelo qual a maioria das organizações quer implementá-la em sua estrutura.

É possível iniciar uma empresa de diversas formas; ao desenhar o planejamento estratégico, ao criar logotipo grátis, ao montar um site corporativo, ou mesmo registrando uma ideia no papel. Mas uma coisa é certa: em algum momento você irá agradecer o fato de poder contar com a nuvem para essas e muitas outras tarefas.

Mais sobre: nuvem