Os principais apps para evitar no Android (2019)

Mantenha seus dados pessoais e o seu aparelho seguros! Para isso, confira nossa lista com os apps para evitar no Android em 2019.

Neste artigo você vai conhecer tudo o que você NÃO deve instalar em seu dispositivo, as principais ameaças encontradas recentemente, e as nossas recomendações de aplicativos confiáveis.

Os principais apps para evitar no Android (2019) - Mobizoo

Você deve conhecer a famosa frase de Steve Jobs: “There’s an app for that” (“Existe um aplicativo para isso”) – ele costumava usar a frase para indicar a necessidade de usar apps separados, para executar funções que o iOS não possuía por padrão.

De fato, os apps trazem conveniência e praticidade para fazer qualquer coisa que você precisar. Que pode ser desde um streaming de partida esportiva ao vivo, até mesmo organizar sua agenda e rotina diária.

O problema é que apesar de muito populares, alguns apps podem representar sérios riscos para o desempenho e a segurança do seu smartphone. Além dos riscos à sua segurança, e a do seu dinheiro!

Portanto, se após instalar algum aplicativo, você tiver a sensação de que seu celular ficou mais lento, ou com um comportamento estranho, desconfie.

Lista atualizada dos apps para evitar no Android

Para a nossa alegria, existem diversas empresas especializadas em procurar ameaças e brechas em nossos amados dispositivos conectados. Entre as mais famosas, estão a Karpersky e a ESET, que frequentemente avisam à imprensa sobre novos códigos maliciosos encontrados através de suas ferramentas e especialistas em segurança digital.

Para facilitar a sua vida, nós do Mobizoo reunimos nesse “listão” todas as ameaças que foram divulgadas por essas e outras empresas recentemente. Acompanhe:

1. Apps infectados pelo “BRata” ou pelo “Joker”

Há cerca de um mês, “BRata”, um trojan brasileiro, virou notícia na conferência Latinoamericana de Segurança da Kaspersky, na Argentina.

Agindo apenas no Brasil, este malware opera como uma Ferramenta de Acesso Remoto (RAT, em inglês, é a sigla para Remote Access Tool). Por isso, recebeu o nome de “BRata: Brazilian RAT”.

Após o código malicioso hospedar-se no dispositivo através de uma falsa atualização do WhatsApp, por pessoas que não sabiam ao certo como fazer isso, o criminoso podia acompanhar tudo o que era digitado pela vítima. Do número da conta bancária à senha.

Então, depois de aplicar golpes nas contas bancárias destes usuários, o app era desinstalado sem precisar de qualquer ação no aparelho.

Ao ser descoberto, o falso programa foi removido da Play Store. No entanto, calcula-se que foi baixado mais de 10 mil vezes.

Recentemente também, especialistas da empresa de cibersegurança CSIS identificaram um novo malware para Android batizado de “Joker”.

E ainda, descobriram que o Joker está presente em 24 aplicativos disponíveis regularmente na Google Play Store. Que juntos, portanto, somaram quase meio milhão de downloads, e o Brasil está entre os países afetados.

O malware Joker age por meio dos serviços por assinatura. Usando as credenciais do usuário, o golpista contrata serviços dentro e fora da Google Play, via operadora, com SMS.

A Google já removeu os apps infectados pelo Joker da Play Store. Porém, quem ainda os têm instalados em seu celular continua vulnerável. Então, confira abaixo, a lista dos aplicativos infectados por esse malware.

Lista dos apps infectados com Joker

Advocate Wallpaper
Age Face
Altar Message
Antivirus Security – Security Scan
Beach Camera
Board picture editing
Certain Wallpaper
Climate SMS
Collate Face Scanner
Cute Camera
Dazzle Wallpaper
Declare Message
Display Camera
Great VPN
Humour Camera
Ignite Clean
Leaf Face Scanner
Mini Camera
Print Plant scan
Rapid Face Scanner
Reward Clean
Ruddy SMS
Soby Camera
Spark Wallpaper

2. Radio Balouch

Também conhecido como “RB Music”, o app foi descoberto, recentemente, pela ESET, uma empresa de detecção de cibercrimes. O app malicioso chamado “Radio Balouch” obtém as informações e dados do usuário através de uma funcionalidade oculta.

O app se passa por um transmissor de rádio, que de fato funciona. Mas, ele rouba os contatos e arquivos no celular, também, via SMS.

A Google já removeu o app da Play Store. No entanto, ele ainda foi encontrado em lojas de terceiros.

O que eu deveria usar no lugar dele?

Sempre, procure utilizar aplicativos em fontes oficiais, como os da Play Store, e recomendados. Na loja da Google você encontra todos os apps de rádios organizados por país e região. Além disso, pode conferir a reputação do app nos comentários de quem já o utiliza. Como, por exemplo, o app Rádio FM Brasil, um dos mais bem avaliados.

3. CamScanner

O CamScanner é um aplicativo útil para digitalizar documentos. No entanto, a Kaspersky identificou no aplicativo um módulo malicioso. Identificado como Trojan-Dropper.AndroidOS.Necro.n, o módulo extrai e executa outro módulo mal-intencionado, contido no arquivo de recursos do aplicativo.

Além de anúncios intrusivos, o código pode ser usado para inscrever os usuários em assinaturas pagas.

Apesar da última atualização do CamScanner indicar que o app esta livre do código, dependendo do dispositivo, o malware ainda pode ser executado.

O que eu deveria usar no lugar dele?

O Microsoft Office Lens – PDF Scanner é uma ótima opção. E ainda, você pode facilmente converter suas imagens em arquivos do PowerPoint, Word, PDF, podendo salvar as imagens até mesmo no OneNote, ou no OneDrive.

4. QuickPic

QuickPic

Este é um aplicativo da Cheetah Mobile que serve apenas para organizar suas fotos, com uma integração bacana com serviços de armazenamento na nuvem.

O problema é que, além dos dados comuns do aplicativo, ele também envia seus dados pessoais para os servidores da Cheetah. Ou seja, todo seu comportamento no celular é monitorado. Humm… nada bom. Melhor se afastar deste app.

O que eu deveria usar no lugar dele?

O próprio app do Google Photos é excelente e conta com muitos recursos úteis, além de uma interface simples para utilização. Alternativamente você pode considerar algo mais leve, como o Piktures.

5. ES File Explorer

es file explorer
ES File Explorer já foi bom. Fonte: Android Pit

Este costuma ser o app mais popular para gerenciar arquivos da Play Store. Mas, de uns tempos pra cá, ele recebeu atualizações que o encheram de propagandas e códigos de rastreamento de usuário.

O ES File Explorer pode ter sido bom um dia, mas para o seu bem é melhor manter distância dele por agora.

O que eu deveria usar no lugar dele?

File Commander App
O app File Commander (FK) pode substituir ES Explorer tranquilamente.

Ambos Total Commander e File Commander são boas alternativas para cuidar dessa tarefa. Vários formatos e protocolos para transferência de arquivos, além de interfaces bonitas e com bons recursos para organização.

6. DU Battery Saver & Fast Charge

du battery

Esse app é um fanfarrão! Mas antes deixa eu esclarecer uma coisa aqui: nenhum app pode fazer seu telefone recarregar mais rápido, ok?

A maneira mais eficiente de fazer isto é recarregar seu telefone desligado… estamos conversados? Beleza.

Passando por essa falácia estúpida que o app propaga, vamos ao segundo ponto – O app DU também não faz efetivamente nada para fazer seu dispositivo economizar energia. Pelo contrário – com tantas animações fantasiosas, pop ups e anúncios, provavelmente seu dispositivo terminará a bateria antes do previsto.

Portanto, não se engane pelas estatísticas bonitinhas que o app esse app te mostra.

O que eu deveria usar no lugar dele?

Se você quer economizar mesmo bateria experimente o Greenify ou BatteryGuru, se seu dispositivo for compatível.

Eles oferecem funções que realmente economizam bateria, como controlar a frequência como seu telefone sincroniza suas informações, o intervalo em que as funções de hardware como WiFi e 3G/4G permanecem ativadas, além de possibilitar a hibernação de apps.

Mas por que esses ataques acontecem?

Basicamente porque em uma sociedade capitalista, nada é gratuito, até quando é de graça. Como já mencionamos antes, quando o usuário não paga nada por um produto, significa que o produto pode ser você.

Esse fenômeno não é exclusivo da Play store. Também nas extensões do Google Chrome, os aplicativos ficam populares e ganham uma base grande de usuários. Então, grandes companhias compram esses apps para poder controlar, a partir daí, a legião de usuários acumulada pelo app anteriormente.

Portanto, o lance para manter seu Android funcionando bem e evitar sustos como ligações de números estranhos, ou fatura estourada no final do mês, é ficar atento e instalar apenas apps de confiança em seu dispositivo.

Você conhecia ou usava algum desses apps para evitar no Android? Conte aí nos comentários!

Mais sobre: android play store