Review Motorola One Macro: o que eu tô fazendo aqui?

O Motorola One Macro é mais um smartphone que, assim como o Moto G8 Plus, mostra que a marca “dormiu no ponto” em 2019. O principal chamariz do modelo é contar com uma câmera macro, só que ela não é boa o suficiente para justificar a compra.

Nada é muito impressionante nesse smartphone em termos de hardware, tela, bateria e design, e o preço, atualmente na faixa dos R$ 1.100, também não colabora.

Eu usei o aparelho como meu celular principal durante algumas semanas, e a seguir você confere como foi a minha avaliação.

Vá direto para:

Review Motorola One Macro: o que eu tô fazendo aqui? - Mobizoo

Prós e contras

Prós:

  • Bateria de longa duração – chega a durar 2 dias inteiros;
  • Bom desempenho geral;
  • Boa câmera traseira principal;
  • Boas selfies;
  • Leve e confortável.

Contras:

  • Câmera macro bem ruinzinha;
  • Tela TMR “tudo meio rosado”;
  • O carregador não é turbo;
  • Não possui NFC;
  • Tema escuro do sistema não funciona nem com reza braba (bug).

Unboxing [vídeo]

Ficha técnica

  • Android 9 Pie;
  • Tela Max Vision de 6.2” HD+ (720 x 1520), 297 ppi;
  • Chipset MediaTek Helio P70;
  • GPU Mali-G72 MP3;
  • 4 GB de RAM;
  • 64 GB + entrada para micro SD de até 512 GB;
  • Câmera traseira tripla: principal de 13 MP /2.0 com autofoco PDAF e Laser, lente macro de 2 MP f/2.2, sensor de profundidade de 2 MP f/2.2;
  • Câmera frontal de 8 MP f/2.2;
  • Gravação de vídeo Full HD / 60 fps;
  • Rádio FM;
  • Bluetooth 5;
  • USB Tipo C;
  • Leitor de impressão digital traseiro;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, giroscópio, bússola.
  • Bateria de 4000 mAh.

Design e tela

O desenho do Motorola One Macro é idêntico ao do Moto G8 Play: corpo e traseira de plástico, tela com notch em gota, e câmera traseira na vertical. Só mudam a quantidade e os tipos de câmeras.

O peso é excelente para um celular com bateria de 4000 mAh, e seu tamanho, espessura e bordas curvas oferecem uma pegada muito confortável. Dá até pra usar com apenas uma mão, se a sua mão não for muito pequena.

Tela do Motorola One Macro

A tela do modelo possui um bom tamanho, mas ela tem aquele velho problema de calibragem de cor dos Motorolas: tudo é meio rosado, e não há opção de ajuste no sistema para resolver isso (mas você pode instalar um app pra isso).

A visibilidade ao ar livre é ok, os pretos são satisfatórios para uma tela LCD, e os ângulos de visão são aceitáveis.

A resolução HD+ do painel não chega a atrapalhar, mas fica difícil dar uma boa nota para o dispositivo nesse quesito, quando temos o Galaxy A30 e seu display excepcional (AMOLED Full HD) custando o mesmo preço.

Câmeras

As fotos com boa luz e HDR feitas pela câmera principal de 13 MP do Motorola One Macro são bem bacanas, apresentando bom nível de detalhes, luzes e sombras bem ajustados, e cores vibrantes. Veja os exemplos:

Teste de câmera - Motorola One Macro Teste de câmera - Motorola One Macro Teste de câmera - Motorola One Macro

O Modo Retrato do sensor também se sai bem, fazendo bons recortes e apresentando belas representações dos planos:

Teste de câmera - Motorola One Macro

A coisa só complica para a câmera principal em ambientes menos iluminados ou em fotos noturnas, quando o sensor tem grande dificuldade de focar, tornando a tarefa de capturar uma boa imagen nessas situações algo bem difícil.

Com um pouco de paciência, dá pra tirar uma foto assim:

Teste de câmera - Motorola One Macro

Agora, a coisa fica feia mesmo quando você tira fotos com a lente macro. Até esse frango ficou chocado:

Teste de câmera - Motorola One Macro

A proposta desse tipo de lente é tirar uma foto BEM DE PERTINHO para mostrar cada detalhe do objeto capturado, só que isso fica inviável, quando estamos falando de imagens de apenas 2 MP. Sim, DOIS, mega, pixels.

Teste de câmera - Motorola One Macro

Sendo assim, por mais que eu tentasse diferentes ângulos e aproximações em meus testes, todos os temas principais das fotos eram representados com baixa definição, servindo apenas para um post no Instagram, e olhe lá.

Teste de câmera - Motorola One Macro

Resumindo, os resultados da câmera macro ficaram bem abaixo do que eu esperava, ainda mais sendo o foco do aparelho.

Teste de câmera - Motorola One Macro

Para finalizar, eu gostei dos resultados da câmera frontal, tanto nas selfies “normais” com HDR (acima), quanto nas selfies do Modo Retrato (abaixo), mas é importante lembrar que a abertura f/2.2 dessa lente não vai adiantar muito nas fotos noturnas.

Teste de câmera - Motorola One Macro
Para ver as fotos deste review em tamanho original, acesse o Google Drive do Mobizoo.

Teste de desempenho [vídeo]

Durante as semanas que passei com o Motorola One Macro, não tive do que reclamar nesse quesito. O aparelho é bem rapidinho para abrir e alternar entre aplicativos, oferece boa fluidez nas animações e rolagens de tela, e não apresentou nenhum engasgo ou travamento.

Desta forma, o dispositivo vai atender muito bem quem tem como principal uso as redes sociais e apps de uso constante, como Uber, Maps, Rappi, Spotify e YouTube.

Mesmo assim, é importante registrar que o modelo fica atrás da concorrência em testes de desempenho como o do Antutu Benchmark:

Antutu Benchmark Motorola One Macro

Talvez por essa pontuação um pouco mais baixa o aparelho não impressiona no desempenho com games 3D, mas deve ser suficiente para a maioria dos jogadores.

Ah, e apesar dos chips da MediaTek terem fama de torradeiras, eu não notei nenhum aquecimento na traseira do dispositivo durante a jogatina ou usando câmeras e GPS.

Veredito

O grande lance de pedir um bife a cavalo é que ele vem com um ovo em cima, certo?

Você poderia pedir só um bife, mas bateu aquele desejo de comer carne com ovo. Eu te entendo.

Então o prato chega, e o ovo não está do jeito que você esperava. Ele veio meio torrado, gema seca, e clara salgada. O que fazer agora?

Sim, você deixa o ovo de lado, come a carne – que tá até gostosinha –, mas precisava ter pago a mais por esse ovo?

Pois é, esse é exatamente o caso do Motorola One Macro.

A câmera macro, que deveria ser o grande diferencial do modelo, não é boa, e isso acaba prejudicando o custo-benefício do modelo como um todo.

Com os mesmos 1.100 você encontra modelos com desempenho de hardware superior, câmeras melhores, tela de melhor qualidade, e até bateria maior.

Sendo assim, meu veredito é:

Ainda não conhece a escala memética de avaliação do Mobizoo? Então veja como fazemos nossas análises de celular.

Deixo o meu agradecimento à assessoria da Motorola, que gentilmente emprestou o celular utilizado nesta análise.
Mais sobre: motorola

Apoie o conteúdo que você ama!

Desative o seu bloqueador de anúncios e nos ajude a manter o site :)