Motorola Edge Plus: o primeiro celular 5G do Brasil custa uma fortuna

Finalmente a Motorola lançou seus dois novos celulares super premium no Brasil: os Motorola Edge e Motorola Edge Plus são os primeiros modelos com suporte ao 5G no país, mas os preços… …melhor nem comentar agora.

O pacote é aquele que você espera de um topo de linha, com tela OLED de bordas curvas e taxa de atualização de 90Hz, um avançado conjunto quádruplo de câmeras, som estéreo, e hardware monstruoso, que deve “voar” com o Android sempre limpinho da Motorola.

Mas, será os modelos fazem sentido no momento atual? Bom, confira todos os detalhes a seguir, e tire suas próprias conclusões.

Vá direto para:

Motorola Edge Plus: ficha técnica, preço e avaliação - Mobizoo

Design e tela

A Motorola anda nostálgica ultimamente. Depois de trazer o Razr de volta, agora ela revive a tela com bordas curvas nos Motorola Edge e Edge Plus.

O desenho ficou popular através da Samsung entre as gerações 6 e 10 do Galaxy S, mas recentemente a coreana o abandonou.

É um design que deixa o smartphone elegante e torna a tela muito imersiva (já que você não vê as bordas), mas não é todo mundo que aprova, por conta dos toques acidentais e alto custo em caso de necessidade de troca.

A câmera frontal aparece em um pequeno e discreto furo no canto superior esquerdo, e o “queixo” abaixo do painel é minúsculo o suficiente para você esquecer dele.

Na parte traseira as versões Edge e Edge Plus são bem parecidas, mas é possível diferenciá-las pela forma com que as câmeras foram alocadas. No Motorola Edge, todas ficam na vertical, uma embaixo da outra, incluindo o sensor ToF. Já no Edge Plus, esse sensor fica na lateral, por isso o módulo é menor.

Design do Motorola Edge

Já que estamos falando da tela, vamos às especificações. Os dois modelos possuem tela de 6,7 polegadas, tecnologia OLED, curvatura nas bordas de 90 graus, resolução Full HD, HDR e taxa de atualização de 90Hz.

Com a combinação de todos esses recursos, temos qualidade de imagem incrível, com cores bem vívidas graças ao HDR, ótimo contraste e preto, e navegação muito mais fluída que o normal, devido à taxa de atualização maior.

Ah, e elas também possuem o leitor de digitais já integrado.

Tela do Motorola Edge Plus

Desempenho

O modelo Edge Plus usa o processador Snapdragon 865, que é o melhor modelo da Qualcomm no momento, além de 12 GB de RAM, ou seja, ele é uma verdadeira máquina, sendo um dos aparelhos mais potentes do mundo.

Processador do Motorola Edge Plus

Já o modelo Edge usa o Snapdragon 765, que apesar de ser intermediário, também entrega um desempenho excelente em qualquer aplicativo ou jogo, por mais pesados que sejam. Esse aparelho está disponível em versões com 4 ou 6 GB de memória RAM.

É válido ressaltar que as bordas curvas da tela não são apenas por questões estéticas. Elas podem ser usadas para funções específicas, como por exemplo se transformarem em botões virtuais no modo “Moto GameTime”, que otimiza os aparelhos para entregarem o melhor desempenho possível nos jogos.

A experiência em jogos ou mesmo assistindo a vídeos é melhorada graças aos alto-falantes estéreo, com tecnologia da Waves para entregar um som incrível.

Câmeras

Tanto o Motorola Edge quanto o Motorola Edge Plus possuem 4 câmeras na traseira, mas há uma diferença significativa no sensor principal de cada um.

O Motorola Edge Plus tem câmera principal de 108 MP com estabilização óptica e tecnologia Quad-Pixel – cuja sensibilidade à luz é 4 vezes maior –  enquanto o Moto Edge tem câmera principal de 64 MP, também com tecnologia Quad-Pixel, mas sem o recurso de estabilização óptica.

Foto Noturna com o Motorola Edge Plus
Foto tirada com o Motorola Edge+ para demonstrar seu modo noturno.                           (Foto: Divulgação/Motorola)

Na lente teleobjetiva ambos possuem 8 MP, mas novamente o Edge Plus tem estabilização eletrônica, que não está presente na versão mais “básica”.

Os dois possuem uma lente ultrawide de 16 MP que trabalha de forma híbrida, funcionando também como macro. Para finalizar, eles contam com um sensor ToF (Time o Flight), que é responsável por realizar com mais precisão o efeito de desfoque no modo retrato.

Foto com o Motorola Edge Plus
Foto tirada usando a lente ultra-wide do Motorola Edge.                                                        (Foto: Divulgação/Motorola)

Na parte frontal ambos possuem uma câmera de 25 MP com abertura f/2.0 e HDR,.

O Motorola Edge Plus tira proveito de seus recursos de estabilização para realizar gravações em qualidade superior, podendo capturar vídeos em 6K com 30 fps combinando as estabilizações óptica e eletrônica. Já o modelo Edge consegue gravar no máximo 4K com 30 fps.

Bateria e tecnologia 5G

Para alimentar o conjunto poderoso dos dois aparelhos, temos baterias de grandes capacidades.

No Motorola Edge Plus são 5.000 mAh com carregamento turbo de 18w, suporte ao carregamento sem fio, e também ao “carregamento reverso”, que permite “doar” bateria para outros dispositivos compatíveis.

O Motorola Edge tem bateria de 4.500 mAh e suporte ao carregamento rápido de 18w, mas não tem os outros recursos citados.

Bateria do Motorola Edge Plus

E para finalizar, não podemos esquecer da “cereja do bolo”: os dois aparelhos possuem suporte à tecnologia de 5G, adequada para a banda que será implementada no Brasil futuramente.

A Claro já anunciou que será a primeira a trazer o 5G para o país usando a tecnologia DSS (compatível com os Motorola Edge), mesmo antes de acontecer o leilão de frequências da Anatel.

Essa forma de transmissão usa as redes 4G para transmitir o sinal 5G, então ainda não é exatamente aquele “5Gzão” que a gente espera, baseado nas ondas milimétricas de frequências mais altas, entre 26 e 40 Hz.

Ficha técnica do Motorola Edge Plus

  • Modelo: Moto Edge Plus;
  • Android 10;
  • Tela OLED de 6,7 polegadas Full HD (1080 x 2340), com HDR e 90 HZ;
  • Chipset Snapdragon 856 (7 nm) octa-core 2,84 GHz;
  • GPU Adreno 650;
  • 12 GB de memória RAM;
  • 256 GB de armazenamento interno;
  • Câmera traseira quádrupla:
    108 MP wide f/1.8 com tecnologia quad-pixel e estabilização óptica;
    8 MP teleobjetiva f/2.4, zoom óptico de 3 vezes e estabilização óptica;
    16 MP ultra-wide/macro f/2.2;
    Sensor ToF 3D;
  • Câmera frontal de 25 MP f/2.0;
  • Gravação de vídeo 6k a 30 fps com estabilização óptica e eletrônica;
  • Tem suporte ao 5G
  • Bluetooth 5.1;
  • Tem NFC;
  • Alto-falantes estéreos
  • A-GPS (Dual-band), Glonass, Galileo e BDS;
  • Leitor de digitais sob à tela;
  • USB tipo C;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, compasso, barômetro e giroscópio;
  • Bateria de 4.500 mAh com carregamento turbo de 18W;
  • Suporta a carregamento sem fio e carregamento reverso.
Motorola Edge Plus: ficha técnica

Ficha técnica do Motorola Edge

  • Modelo: Moto Edge;
  • Android 10;
  • Tela OLED de 6,7 polegadas Full HD (1080 x 2340), com HDR e 90 HZ;
  • Chipset Snapdragon 765 (7 nm) octa-core 2,4 GHz;
  • GPU Adreno 620;
  • 4 Gb ou 6 GB de memória RAM;
  • 128 GB de armazenamento interno (expansível via cartão microSDXC);
  • Câmera traseira quádrupla:
    64 MP wide f/1.8 com tecnologia quad-pixel;
    8 MP teleobjetiva f/2.4, zoom óptico de 2 vezes;
    16 MP ultra-wide/macro f/2.2;
    Sensor ToF 3D;
  • Câmera frontal de 25 MP f/2.0;
  • Gravação de vídeo 4k a 30 fps;
  • Tem suporte ao 5G;
  • Bluetooth 5.1;
  • Tem NFC;
  • Alto-falantes estéreos
  • A-GPS (Dual-band), Glonass, Galileo e BDS;
  • Leitor de digitais sob à tela;
  • USB tipo C;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, compasso, barômetro e giroscópio;
  • Bateria de 4.500 mAh com carregamento turbo de 18W.

Motorola Edge: ficha técnica

Avaliação

Prós do Motorola Edge Plus

  • Tela de excelente qualidade, com bordas curvas e 90 Hz de taxa de atualização;
  • Conjunto quádruplo de câmeras com sensor de 108 MP;
  • Grava em 6K e tem ótimos recursos de estabilização;
  • Bateria de 5.000 mAh com suporte a carregamento sem fio;
  • Processador muito potente;
  • Tem suporte ao 5G.

Contras do Motorola Edge Plus

  • Preço muito alto no Brasil;
  • Não tem certificação contra água;
  • Poderia filmar em 4K a 60 FPS.

Prós do Motorola Edge

  • Tela de excelente qualidade, com bordas curvas e 90 Hz de taxa de atualização;
  • Conjunto quádruplo de câmeras com sensor de 64 MP;
  • Processador com ótimo desempenho, mesmo sendo intermediário;
  • Tem espaço para cartão de memória;
  • Tem suporte ao 5G.

Contras do Motorola Edge

  • Preço muito alto no Brasil;
  • Não tem certificação contra água;
  • Não tem recursos para uma boa estabilização;
  • A bateria poderia ser de mesma capacidade do Edge Plus.

Pontuação no Antutu

Motorola Edge Plus: Antutu

Preço

Se você estiver lendo essa análise em pé, ache algum lugar para sentar, pois o que vamos falar agora pode até causar tonturas!

O Motorola Edge chega no Brasil por preço sugerido de R$ 5.499, enquanto o Motorola Edge Plus tem valor inicial em (respira) R$ 7.999, ambos em pré-venda. Nas lojas varejistas eletrônicas, seus preços estão R$ 4.949 e R$ 7.199, respectivamente.

Não há dúvidas de que os aparelhos são excelentes, lindos e contam com muitos recursos e funções, mas esses valores estão totalmente fora da realidade do mercado brasileiro, principalmente quando lembramos da crise que estamos passando.

Para comparação, o iPhone 11 Pro de 256 GB está custando em torno de R$ 6.632, e estamos falando do celular que sempre teve histórico de preços muito altos no Brasil.

O que você achou do Motorola Edge Plus (e Edge)? Conte aí nos comentários!

Mais sobre: Motorola