Review Galaxy A8 Plus: o executivo narcisista

O Galaxy A8 Plus é o smartphone intermediário de mais alto nível da Samsung para 2018, que como sempre concorre não só com os equivalentes de outras marcas, mas também com o topo de linha do ano anterior, nesse caso; o Galaxy S8.

Para se diferenciar dos oponentes, o modelo focou na câmera frontal, que é dupla, mirando nos consumidores que amam selfies com ares de fotografia profissional. Mas, será que isso é suficiente para cativar o público? E os demais itens, fazem bonito?

Bom, eu usei o Galaxy A8 Plus por quase 1 mês como meu celular principal, e nos próximos parágrafos eu conto como foi a minha experiência com o modelo. Vem comigo!

Review Galaxy A8 Plus: o executivo narcisista - Mobizoo

Galaxy A8 Plus: preço e disponibilidade

A linha Galaxy A fica numa posição ingrata entre os smartphones da Samsung: quando o Galaxy A8 Plus foi lançado, por exemplo, ele custava o mesmo que um Galaxy S8 (R$ 2.700), porém com bem menos recursos que o top de 2017.

Felizmente, e como já é de praxe, o preço do intermediário caiu bastante desde então, e agora ele passa a fazer bem mais sentido, saindo por R$ 1.800. Sendo assim, não há momento melhor para uma análise detalhada do aparelho, que bate de frente com dois concorrentes de peso na categoria: o Moto Z3 Play e o Zenfone 5.

Veja também:

Por conta do visual mais conservador, o modelo não possui o mesmo “sex appeal” do Zenfone 5, nem a versatilidade do Moto Z3 Play e seus Snaps, mas traz claras vantagens sobre os concorrentes, como a resistência à água, a bateria generosa, e a câmera frontal dupla.

Antes de tirarmos qualquer conclusão, vamos à lista de prós e contras.

Galaxy A8 Plus: prós e contras

Prós:

  • Ótima câmera frontal dupla;
  • Tela enorme e de excelente qualidade;
  • Bateria de boa duração;
  • Performance respeitável;
  • Som potente;
  • Aceita 2 chips de operadora e cartão micro SD ao mesmo tempo;
  • Resistente à água.

Contras:

  • Design quadradão, pesado e pouco confortável;
  • A câmera traseira exagera no pós-processamento, principalmente com pouca luz;
  • Posição do leitor de digitais não é boa;
  • Botão home mecânico abaixo da tela faz falta (como é nos S8 e S9).

Galaxy A8 Plus: unboxing

Galaxy A8 Plus: design

A Samsung abandonou o corpo arredondado da linha A 2017, e partiu para um visual mais executivo e “quadradão” nesta geração.

No Galaxy A8 isso não incomoda tanto, já que o aparelho é relativamente leve e compacto, mas no A8 Plus a história muda.

A tela bem maior do A8 Plus, somada à sua capacidade extra de bateria, faz o modelo ser grandalhão e pesado, e o design com quinas mais pronunciadas acaba enfatizando isso, dando aquele ar de prancha ao smartphone. Parece até um Note.

Samsung Galaxy A8 Plus: traseira - Review / Mobizoo

Isso tudo torna o aparelho desconfortável principalmente para quem pretente usá-lo com apenas uma mão, mas também para quem usa roupas com bolsos não tão grandes. Numa calça jeans feminina, por exemplo, vai sobrar celular do lado de fora.

É importante destacar que Samsung envia uma capa rígida de ótima qualidade com o telefone, mas ela deixa o “bichinho” ainda maior.

A posição do leitor de digitais é a mesma do S9, portanto, não é das melhores. Ele fica lá no alto da traseira – o que já é difícil de alcançar se o seu dedo não é longo –, e para piorar, ainda fica colado na câmera, permitindo muitos toques acidentais na lente.

Samsung Galaxy A8 Plus: parte inferior - Review / Mobizoo

Mas calma, tem coisas positivas na construção do modelo sim. A acabamento é sólido e sofisticado, e, além da entrada padrão para fones de ouvido (aê!), temos aqui um LED de notificações (para quem quer poupar a bateria do Always on Display), e duas bandejas para chips, que permitem o uso de 2 nano sims e 1 cartão micro SD ao mesmo tempo.

Samsung Galaxy A8 Plus: parte superior - Review / Mobizoo

E para fechar o pacote, o modelo ainda conta com certificação IP68, que permite mergulhos de até 1,50 m em água doce, e proteção contra poeira (muito útil se você mora perto de dunas). ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Galaxy A8 Plus: tela

Como acontece sempre, o intermediário premium da Samsung sempre herda alguma inovação do top de linha do ano anterior.

O A8 Plus trouxe do S8 a tela que ocupa toda a frente do dispositivo, porém aqui fica difícil chamá-la de display infinito, já que há bordas consideráveis nas laterais.

Para o meu gosto pessoal isso é até positivo, já que eu não curto telas curvas que se expandem até as extremidades, gerando mais fragilidade, e toques acidentais.

Samsung Galaxy A8 Plus: tela - Review / Mobizoo

Em termos de qualidade do painel, não há muito o que falar: temos aqui uma AMOLED enorme, com altíssima definição, cores vibrantes, contraste absurdo, pretos puros e brancos bem calibrados.

Na minha opinião, ela só não é a melhor da categoria este ano, por conta de um sujeito chamado Zenfone 5, que realmente fez o meu queixo cair com seu painel impecável, que vence o A8 Plus principalmente na visibilidade ao ar livre.

Outro ponto negativo que tenho que destacar, é que no A8 e no A8 Plus a Samsung não colocou um sensor de pressão abaixo da tela para o botão home, como fez no S8 e no S9.

Isso faz muita falta quando você quer acionar o dispositivo através da tela Always on, pois, ao invés de apenas pressionar o ícone, como faria no S8 e S9, precisa dar dois toques nele, tanto no A8, quanto no A8 Plus.

Galaxy A8 Plus: câmeras

A Samsung não costuma errar muito nesse quesito, então você sempre pode esperar por uma boa câmera nos aparelhos da marca, principalmente nos modelos acima dos R$ 1.000.

O Galaxy A8 Plus conta com uma câmera traseira de 16 MP e abertura f/1.7, que faz fotos muito boas em condições favoráveis de luz, como você pode ver nos exemplos a seguir:

Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com boa luz - Review / Mobizoo
Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com boa luz - Review / Mobizoo

Como você viu, os resultados são bastantes satisfatórios, mas eu achei que o HDR poderia ter sido melhor implementado. Veja como as árvores abaixo (mais ao centro da imagem) parecem “desbotadas”.

Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com boa luz - Review / Mobizoo
Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com boa luz - Review / Mobizoo

Apesar de não ser dupla, a câmera traseira do A8 Plus possui um foco bastante preciso e com boa interpretação de profundidade de campo, sendo capaz de gerar boas imagens com o fundo desfocado, mesmo sem contar com um modo específico para tal.

Além disso, esse foco é bem rápido, e ajuda bastante na hora de capturar crianças brincando, por exemplo.

Vamos à uma sequência de testes com o foco:

Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com boa luz - Review / Mobizoo
Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com boa luz - Review / Mobizoo
Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com pouca luz - Review / Mobizoo
Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com boa luz - Review / Mobizoo
Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com boa luz - Review / Mobizoo
Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira contra a luz - Review / Mobizoo

O grande ponto franco desta câmera é o pós-processamento exagerado que ela faz das imagens capturadas em ambientes mais escuros, que remove quase que completamente as texturas dos objetos, deixando tudo meio borrado, parecendo um mundo de massinha.

Fica claro que a Samsung queria tirar o granulado que esse tipo de foto costuma ter, mas parece que ela pesou demais a mão.

Veja esse boneco do Mario, por exemplo. Eu juro que não só o plástico dele, como também a parede atrás dele, têm textura.

Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com pouca luz - Review / Mobizoo

Isso é especialmente problemático quando você for tirar fotos de pessoas próximas numa festa à noite, mas não atrapalha tanto quando for fotografar ambientes internos em uma viagem, por exemplo:

Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com pouca luz - Review / Mobizoo
Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com pouca luz - Review / Mobizoo
Samsung Galaxy A8 Plus: foto da câmera traseira com pouca luz - Review / Mobizoo

No geral, dá para dizer que a câmera traseira do A8 Plus é muito boa, mas acaba ficando atrás de concorrentes como o Zenfone 5, que soube calibrar melhor todos os seus recursos com o uso de inteligência artificial.

Por outro lado, temos a câmera dupla frontal, que é o grande acerto do modelo. Ela possui duas lentes de ótima qualidade, que são capazes de capturar selfies muito detalhadas em diversos tipos de situações.

Samsung Galaxy A8 Plus: câmera dupla frontal - Review / Mobizoo

O ângulo de captura é amplo, as cores são realistas, e o recorte feito entre planos quando o Foco Dinâmico é acionado é muito preciso, bem superior ao do S8, por exemplo. As fotos saem com um “jeitão” de fotografia profissional sem muito esforço.

Curiosamente, ao contrário do que acontece na câmera traseira, o pós-processamento das selfies é muito eficiente, deixando a pele da pessoa mais bonita sem parecer falsa.

Se você tira muitas selfies, não tem erro. O Galaxy A8 e o A8 Plus são os melhores da categoria neste quesito.

Samsung Galaxy A8 Plus: selfie - Review / Mobizoo

Caso queira visualizar as fotos em tamanho original, baixe este arquivo zip.

Galaxy A8 Plus: desempenho

Atualmente, os smartphones da categoria média, ou intermediários premium, são equipados com hardwares tão bons, que é difícil encontrar motivos para pagar o triplo num top de linha.

O Galaxy A8 Plus tira de letra qualquer tarefa com muita fluidez e velocidade, abre e alterna aplicativos instantaneamente, e, depois que foi atualizado para o Android 8 Oreo, está rodando a maioria dos jogos mais sofisticados da Play Store com os pés nas costas (obviamente, na qualidade padrão).

No teste de benchmark do Antutu a pontuação geral do aparelho fica um pouco abaixo do Zenfone 5, mas é importante destacar que o modelo da Samsung se sai melhor no quesito processamento gráfico, já que conta com a mesma GPU do Galaxy S8, a Mali G71.

Aliás, eu falo disso com mais detalhes no meu comparativo entre os dois:

Samsung Galaxy A8 Plus: Pontuação no Antutu Benchmark 7 - Review / Mobizoo

No geral, e depois de quase 1 mês de uso diário, eu diria que este é um smartphone que você vai poder usar por uns 2 anos sem nenhuma reclamação sobre seu desempenho. É só você não instalar um monte de porcaria nele, tá? Promete?

Galaxy A8 Plus: bateria

Em termos de bateria, o Galaxy A8 Plus apresenta um bom desempenho, chegando a um dia e meio longe da tomada com uso moderado, e um dia completo com uso mais intenso de YouTube, Games, GPS e apps mais pesados.

Nos dias em que passei com o aparelho, geralmente o retirava da tomada às 7h, e chegava às 22h:30 ainda com mais de 40% de carga. É uma marca parecida com a do A7 2017, porém um pouquinho reduzida por conta da tela maior.

No geral a experiência foi bastante positiva, e o carregamento rápido da Samsung é um dos melhores nesta faixa.

Galaxy A8 Plus: som

Muita gente não gosta do alto falante lateral da série A, mas eu não tenho nada contra. Na verdade, acho até mais difícil abafar o som com um dedo nesta posição, do que em modelos com o som na parte inferior.

Samsung Galaxy A8 Plus: alto falante lateral - Review / Mobizoo

Falando em qualidade, o A8 Plus capricha no volume, traz graves encorpados, e bastante clareza mesmo no máximo. Ele só não é o melhor da categoria, por que existe o Zenfone 5, que traz som estéreo bastante superior (o do A8 Plus é mono).

Os fones de ouvido são os mesmos ear-in que já acompanham os modelos da linha há anos, e trazem, além da boa qualidade de áudio, controles de reprodução e volume, microfone, e bastante conforto.

Galaxy A8 Plus: ficha técnica

  • Android 7.1.1 Nougat (atualizável para Android 8 Oreo);
  • 4G Dual Chip (2 nano sim);
  • Tela Super AMOLED Full HD+ de 6 polegadas (2220 x1080 px);
  • Proporção de tela de 18,5:9;
  • Vidro Gorila Glass;
  • Certificação IP68 – resistência à água (até 1,5 m por 30 min) e à poeira;
  • Chipset Exynos 7885 Octa-Core (2.2 GHz Dual + 1.6 GHz Hexa);
  • GPU Mali-G71;
  • 4 GB de RAM;
  • 64 GB de armazenamento interno;
  • Entrada para microSD de até 256 GB (slot dedicado);
  • Câmera traseira de 16 MP f/1.7 com autofoco;
  • Câmera frontal dupla de 8 e 16 MP f/1.9;
  • Gravação de vídeo Full HD à 30 fps;
  • Leitor de impressão digital traseiro;
  • Sensores: luz ambiente, acelerômetro, proximidade, magnetômetro (bússola), giroscópio;
  • Bluetooth 5;
  • NFC;
  • A-GPS, GLONASS;
  • USB Tipo C;
  • Bateria de 3500 mAh com carregamento rápido.

Galaxy A8 Plus: vale a pena?

O Galaxy A8 Plus é um smartphone muito bom que foi punido com um preço completamente descabido em seu lançamento. Hoje já bem mais barato, custando na faixa dos R$ 1.800, ele ressurge como uma ótima opção para quem gosta de tela grande, selfies e boa performance, e não liga para seu peso e tamanho avantajados.

Ele perde para os concorrentes de mesmo preço em alguns quesitos – como câmera traseira e conforto, mas ganha em outros – como resistência a àgua e bateria, mas no geral é um dispositivo bastante completo, competente em sua proposta (tirar boas selfies), e robusto.

No final das contas, o grande vilão aqui é o Galaxy S8. O top do ano passado também caiu bastante de preço, e hoje custa apenas R$ 300 a mais que o A8+.

O S8 possui hardware e câmera traseira muito superiores, é bem mais confortável e bonito, mas perde na duração de bateria e nas selfies. Sendo assim, fica à gosto do freguês. Qual você escolheria?

O meu veredito final para o Galaxy A8 Plus é:

Ainda não conhece a escala memética de avaliação do Mobizoo? Então veja como fazemos nossas análises de celular.


Deixo o meu agradecimento à assessoria da Samsung, que gentilmente emprestou o celular utilizado nesta análise.
Mais sobre: galaxy samsung