Review Galaxy A5 2017: subindo de nível

Carregando o mesmo look e alguns recursos dos tops de linha atuais da marca, o Samsung Galaxy A5 2017 deu um salto enorme em relação à versão 2016, deixando os consumidores com água na boca. Mas, será que ele é mesmo uma boa compra? É isso que vamos descobrir nesta análise.

Passei algumas semanas usando o Samsung Galaxy A5 2017 como meu celular principal, e a seguir você irá conferir todas as minhas opiniões sinceras sobre este smartphone.

Review Galaxy A5 2017: subindo de nível - Mobizoo

Samsung Galaxy A5 2017: preço e disponibilidade

De olho na categoria de celulares mais importante da atualidade, a dos intermediários premium, este ano a coreana subiu o A5 de nível, deixando-o a cara do S7, trazendo finalmente mais memória (32 GB de armazenamento + 3 GB de RAM), USB tipo C (ausente no S7), resistência à água e à poeira, e duas câmeras de 16 MP.

Podendo ser encontrado por até R$ 1.350 em algumas promoções, o modelo bate de frente com os também muito atraentes Asus Zenfone 3 (de 32 GB) e Lenovo Moto Z Play. Sendo assim, fica a pergunta: vale a pena?

Bom, para responder esta pergunta vou começar com a lista de prós e contras, caso você esteja com pressa:

Samsung Galaxy A5 2017: prós e contras

Prós:

  • A bateria arrebenta – chega a ficar 2 dias longe da tomada com uso moderado;
  • Permite 2 chips de operadora e cartão de memória ao mesmo tempo;
  • Design de top de linha – lindo visualmente e muito confortável;
  • Resistente à água e à poeira;
  • Tela impecável em todos os aspectos;
  • Modo always on é útil e funciona muito bem;
  • Câmera frontal de 16 MP.

Contras:

  • TouchWiz está mais bonita, mas perdeu algumas funções bacanas;
  • Apesar do bom hardware, o modelo fica com desempenho ligeiramente atrás da concorrência;
  • Podia ser um pouco mais leve.

Samsung Galaxy A5 2017: unboxing

Samsung Galaxy A5 2017: design

Olhando rapidamente, é difícil distinguir o A5 2017 do Galaxy S7. O dispositivo tem o mesmo acabamento arredondado em vidro e metal do top, com diferenças mais perceptíveis apenas no desenho da câmera e no alto falante – que no A5 fica na lateral direita do aparelho, enquanto no S7 fica na parte inferior.

Lateral direita do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Aliás, falando sobre o alto falante, muita gente criticou a nova posição em outros reviews, dizendo que é fácil de cobrir com o dedo, obstruindo completamente o som, mas, na minha experiência, foi mais difícil “tapar” o som do A5 2017 do que em modelos com alto falante posicionado na parte inferior.

Traseira do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Outro ponto positivo nesse quesito em relação ao seu antecessor e à outros modelos da categoria foi a remoção daquela “lombada” na câmera. Agora ela fica um nível abaixo da superfície traseira, evitando riscos e impactos.

A traseira de vidro do Galaxy A5 2017 é muito bonita, mas é bom ter em mente que no modelo preto as marcas de dedo ficam bem visíveis, enquanto nas outras cores (dourado e rosa), ficam mais sutis. Quem tem carro preto sabe como é.

Parte superior do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Através das duas gavetas disponíveis no aparelho – uma no topo, e a outra na lateral esquerda – agora é possível utilizar 2 chips nano sim e 1 cartão microSD ao mesmo tempo, algo que não era permitido na versão 2016.

Parte inferior do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

O Samsung Galaxy A5 2017, juntamente com seu irmão maior A7 2017, foram os primeiros modelos da empresa a chegarem no Brasil com o novo conector USB Tipo C (os S8 e S8+ foram lançados depois), e já de cara deixaram bem claro o posicionamento da empresa quanto à entrada padrão de fones de ouvido: “nós vamos manter”.

Eu não sei você, mas eu fico muito feliz com essa afirmação.

Lateral esquerda do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

E apesar de contar com o mesmo tamanho de tela do Moto G5 Plus (5.2″), o A5 2017 é um aparelho mais compacto que o concorrente da Lenovo, especialmente graças às suas bordas reduzidas.

Esse fator, aliado ao seu desenho totalmente arredondado, o torna um dispositivo com ótima pegada e bem amigável para quem gosta de utilizar o celular com apenas uma mão. Só ficou faltando ser um pouquinho mais leve.

Espessura do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Samsung Galaxy A5 2017: tela

As telas Super AMOLED da Samsung nunca foram tão boas. Eu sempre fui um fã da tecnologia frente às LCD, desde os tempos do primeiro Galaxy S, mas tinha consciência de que ela podia melhorar alguns pontos, como na saturação de cores e na visibilidade sob o sol.

Esses pontos foram melhorados, e hoje em dia é difícil criticar este tipo de tela, mesmo em aparelhos mais simples.

No caso do Galaxy A5 2017 temos um painel Full HD de 5.2 polegadas que é impecável em termos de definição, contraste, cores, brilho, ângulos de visão e visibilidade sob a luz do sol, e traz um extra muito bem-vindo: o modo always on.

Tela do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

O recurso, antes só presente nos tops da marca, faz sua estreia na linha A, e com funcionamento que se mostrou perfeito durante os meus testes.

Além do consumo de bateria, minha maior preocupação com o modo always on – de que a tela ficasse iluminada demais na hora de dormir – foi derrubada logo na primeira noite, quando percebi que na penumbra o sensor de luz ambiente do aparelho desce o brilho da tela a um nível tão baixo, que qualquer incômodo é descartado.

No caso da bateria, a aprovação veio alguns dias depois, quando percebi que o consumo de energia com o modo ligado ou desligado era quase o mesmo.

Tela Always on do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Samsung Galaxy A5 2017: câmeras

Apesar da superioridade numérica das câmeras do Galaxy A5 2017 em relação ao seu antecessor, é importante destacar que um recurso importante presente no modelo 2016 foi removido: a estabilização ótica de imagem na câmera traseira (OIS).

Isso significa que a câmera principal piorou? Não. Apenas irá exigir um pouco mais de atenção do fotógrafo na hora do clique.

O sensor traseiro de 16 MP do A5 mostrou ótimos resultados em meus testes, gerando imagens detalhadas e com cores vibrantes em boas condições de luz, além de apresentar bom alcance dinâmico nas cenas mais complexas. Veja:

Teste de câmera do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Teste de câmera do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Teste de câmera do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Teste de câmera do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Teste de câmera do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Teste de câmera do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Teste de câmera do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

O modo HDR do A5 2017 não possui acionamento automático como nos modelos mais caros, mas faz um bom trabalho trazendo mais informações para as áreas mais escuras das fotos, sem estourar as áreas mais iluminadas. Veja abaixo no exemplo (1. sem HDR, 2. com HDR):

Exemplo de foto com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Exemplo de foto com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Em ambientes internos, a câmera principal do A5 também se sai bem. Mesmo quando há muito pouca luz os detalhes das cenas são mantidos, e o pós-processamento equilibra o nível de ruído para um patamar aceitável.

Exemplo de foto com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Exemplo de foto com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Exemplo de foto com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Se você gosta de fotografar objetos próximos (vulgo: pratos de comida), também vai gostar um bocado da câmera principal do Galaxy A5 2017. Veja primeiro um exemplo de foto à média distância, e depois uma à curta distância (macro):

Exemplo de foto com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Exemplo de foto com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Agora olha essas duas que tirei à noite. A primeira sem flash, e a segunda com flash:

Exemplo de foto com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Exemplo de foto com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

A câmera frontal de 16 MP do A5 2017 é um dos grandes destaques no marketing da Samsung para o aparelho, e ela não decepciona na prática.

As selfies feitas com o modelo impressionam pelo nível de detalhes, mas você pode esconder seus poros e cravos se preferir. Dá só uma olhada na minha cara “lavada”, e depois veja como fiquei “bunito” com o embelezamento:

Selfie com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo Selfie com o Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Dá para suavizar um bocado as imperfeições, mas elas ainda estão lá. Ou seja, nada de “boneco de cera” com o A5.

Caso queira visualizar as fotos em tamanho grande, baixe este arquivo zip.

Samsung Galaxy A5 2017: desempenho

Durante o tempo que usei o A5 2017 não tive nenhum problema de travamentos ou engasgos com o dispositivo, mas tive a sensação de que havia mais “lenha para queimar”.

Talvez a Samsung tenha otimizado o chipset Exynos 7880 do dispositivo para um modo que prioriza a bateria em detrimento da performance, ou talvez seja algum “excesso de gordura” da TouchWiz/Grace UX (não sei mais qual o nome certo!). Mas no final das contas a impressão que ficou foi de que o teoricamente potente conjunto de hardware estava sendo subutilizado.

Pode ser que a fabricante melhore o desempenho do modelo numa futura atualização (Android 7, quem sabe?), mas o fato é que atualmente o Samsung Galaxy A5 2017 tem performance ligeiramente inferior à de seus principais concorrentes. E o teste do Antutu tá aí para comprovar:

Antutu Benchmark Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

De qualquer maneira, trata-se de um smartphone capaz de trabalhar bem com muitos aplicativos abertos ao mesmo tempo, oferecendo experiência multitarefa agradável e suficientemente veloz.

A customização do Android feita pela Samsung está mais bonita e leve do que nunca, porém perdeu alguns recursos que eu gostava bastante em versões anteriores, como o de ocultar apps que eu não uso muito e o ajuste automático do tamanho dos ícones em pastas que só têm 4 apps ou menos (agora eles ficam sempre pequenininhos dentro das pastas).

Todos os games que testei no A5 “rodaram” muito bem (Injustice 2 e Breakneck), porém Asphalt Nitro apresentou taxa de quadros “estranha”, abaixo do que se poderia esperar num celular desta categoria.

Como este jogo possui muitas reclamações na Play Store, é mais provável que o problema seja dele mesmo.

Ainda sobre desempenho, é importante destacar o reconhecimento bastante rápido e eficiente do leitor de impressões digitais incorporado no botão Home do smartphone, bem como o refinado ajuste automático de brilho da tela, sempre muito adequado à iluminação do ambiente (outros aparelhos desta faixa de preço costumam ou exagerar no escuro, ou economizar no claro).

Leitor de impressão digital do Samsung Galaxy A5 2017 - Review / Mobizoo

Samsung Galaxy A5 2017: bateria

Aqui temos uma verdadeira campeã.

Mesmo não sendo a maior em capacidade na categoria (a do Moto Z Play tem 500 mAh a mais, por exemplo) a bateria do A5 2017 faz bonito, e consegue durar 2 dias inteiros com uso moderado.

Como disse anteriormente, o bom resultado do modelo nesse quesito se deve muito mais às otimizações de consumo feitas pela Samsung, do que propriamente por sua capacidade em mAh.

Além disso, o A5 vem acompanhando de um carregador rápido capaz de levar a bateria de 10 à 60% em apenas 30 minutos.

Samsung Galaxy A5 2017: som

Em termos de experiência sonora o que se tem no A5 2017 é o que se espera de bons smartphones da marca: som alto e claro no alto falante (mas não exageradamente alto), e fones de ouvido de boa qualidade que cumprem bem o seu papel em termos de isolamento, potência e conforto.

Os fones que acompanham o aparelho são os mesmos que acompanham os tops da empresa desde o S4, e na minha opinião são melhores do que os que acompanham os telefones da concorrência.

Samsung Galaxy A5 2017: ficha técnica

  • Android 6 Marshmallow;
  • 4G Dual Chip (2 nano sim);
  • Tela Super AMOLED Full HD de 5.2 polegadas (1920 x 1080 px);
  • Vidro Gorilla Glass 2.5 D;
  • Chipset Exynos 7880 Octa Core de 1.9 GHz;
  • 3 GB de RAM;
  • 32 GB de armazenamento interno;
  • GPU Mali-T830MP3;
  • Câmera traseira de 16 MP f/1.9 autofoco, flash;
  • Câmera frontal de 16 MP f/1.9 com autofoco;
  • Gravação de vídeo Full HD/30 fps;
  • Entrada para microSD até 256 GB;
  • Sensores: luz ambiente, acelerômetro, proximidade, magnetômetro (bússola), giroscópio;
  • Bluetooth 4.1;
  • NFC;
  • A-GPS, GLONASS;
  • USB Tipo C;
  • Rádio FM;
  • Bateria 3000 mAh com carregamento turbo.

Samsung Galaxy A5 2017: vale a pena?

O Samsung Galaxy A5 2017 é um smartphone que não decepciona pelo seu valor. Ele oferece ótima duração de bateria, tela impecável, câmeras acima da média para a categoria, desempenho satisfatório e recursos muito úteis, como o modo always on.

O desenho e o acabamento de top de linha definitivamente são um plus, e não só pela beleza, mas também pelo conforto que oferecem.

É verdade que o aparelho ainda não recebeu o Android 7, mas isso não deve ser um impedimento de compra, já que a atualização do modelo 2016 já está acontecendo em alguns países da Europa, e deve chegar muito em breve por aqui para as duas gerações.

Portanto, meu veredito é:

Ainda não conhece a escala memética de avaliação do Mobizoo? Então veja como fazemos nossas análises de celular.


Deixo o meu agradecimento à assessoria da Samsung que gentilmente emprestou o celular utilizado nesta análise.
Mais sobre: galaxy samsung
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

Apoie o conteúdo que você ama!

Desative o seu bloqueador de anúncios e nos ajude a manter o site :)