Motorola Edge 50 Ultra é bom? Vale a pena? [Review]

A categoria dos celulares topo de linha é dominada por Apple e Samsung há alguns anos, mas a Motorola não desiste.

O Edge 50 Ultra é a mais nova adição da marca ao segmento, que traz como grandes destaques o seu design diferenciado, o processador de última geração (Snapdragon 8s Gen 3), e o conjunto de câmeras completíssimo.

Mas, será que ele é páreo para os Galaxy S24 e iPhone 15? Bom, eu testei o smartphone por algumas semanas, e conto tudo a partir de agora.

Tá com muita pressa? Então confira abaixo a minha lista de prós e contras, ou vá direto para:

Prós e contras

Prós

  • Ótimo desempenho com apps e jogos;
  • Tela OLED vibrante com muita definição e fluidez;
  • Design elegante e construção sólida;
  • Carregador absurdamente rápido;
  • Altíssima definição na câmera frontal;
  • Alto-falante estéreo de alto nivel;
  • Motor de vibração espetacular;
  • Preço de lançamento abaixo da concorrência.

Contras

  • A gravação de vídeo tem captura de áudio estranha (tanto na frontal quanto na traseira);
  • O processamento de imagens das câmeras é mais demorado que na concorrência, e muitas vezes o HDR falha;
  • O sensor de brilho automático da tela é meio burro.
Motorola Edge 50 Ultra é bom? Vale a pena? [Review]

Design e tela

Esse é sem dúvida o item que mais diferencia o Edge 50 Ultra dos concorrentes.

Enquanto Apple e Samsung seguem a receita da tela plana com laterais retas, a Motorola aposta na tela curva com bordas arredondadas.

Além disso, a proporção do aparelho é mais alta e fina que as dos demais, e esse é o típico design que divide opiniões: muitos vão achar lindo e confortável de pegar, e outros vão achar esquisito e desengonçado (principalmente para digitar).

A traseira em couro sintético é um ponto positivo na minha opinião, já que aumenta muito a aderência, evitando que o aparelho escorregue das mãos ou do bolso, coisa aliás é bem frequente nos tops da Samsung e da Apple.

Motorola Edge 50 Ultra é bom? Vale a pena? [Review]

E apesar de ter achado a tela do modelo espetacular em termos de qualidade e fluidez, não posso omitir uma constatação: numa comparação lado a lado com o meu Galaxy S23 Plus, o Edge saiu perdendo no brilho debaixo do sol.

Aparentemente a culpa não é da tela em si, que tem pico de nits superior ao da Samsung, e sim do sensor de luz ambiente, que parece ser meio burro.

Enquanto o meu Galaxy exibia o brilho máximo o tempo todo enquanto eu estava no sol, o Edge ficou a maior parte do tempo com uns 20% menos que o Samsung, só ativando o máximo quando eu apontava a tela do celular diretamente para o sol.

Também estou testando o Motorola Edge 50 Pro, e em ambientes internos a tela do Pro parece ter sempre mais brilho que a do Ultra, mesmo tendo menos nits no papel.

Câmeras

A Motorola vem melhorando muito os conjuntos de câmeras da linha Edge nos últimos anos, mas eu sinto que ela ainda não chegou lá.

Depois de tirar muitas fotos e gravar vídeos com o Edge 50 Ultra, a sensação que fica é que o aparelho ainda está atrás da concorrência nos quesitos processamento de imagem, captura de áudio, estabilização e ciência de cor.

O celular é sim capaz de fazer ótimas fotos, como você verá nos exemplos a seguir, mas o HDR muitas vezes não funciona (deixando áreas claras estouradas, por exemplo), há glitches nos movimentos de câmera em filmagens 4K e o áudio das gravações tem qualidade bastante duvidosa, a saturação muitas vezes passa do ponto, e o processamento de cada foto leva uns 5 segundos.

Vamos começar com um comparativo entre as lentes traseiras do dispositivo, começando com a ultrawide:

Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra

…passando para a principal:

Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra

…e chegando na periscópica, com zoom de 3x:

Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra

…e agora zoom de 6x:

Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra

A lente periscópica foi sem dúvida a que eu mais curti no conjunto, primeiro por entregar muita qualidade em 3 e 6x, e segundo por possibilitar enquadramentos mais dramáticos, como você verá a seguir:

Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra

E detalhe: como essa lente perisópica tem uma boa abertura, as fotos aproximadas não saem escurecidas, e ainda recebem aquele belo efeito de fundo desfocado, dando um ar mais profissional ao resultado. Olha aí:

Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra

A câmera ultrawide também pode ser usada como macro, e o resultado é bem satisfatório:

Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra

A câmera frontal de 50 MP entrega fotos com muita definição, mesmo no modo padrão de 12 MP, mas eu achei que ela exagera um pouquinho na saturação.

Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra

E olha que louco: no modo retrato a saturação fica bem mais natural:

Teste de câmera - Motorola Edge 50 Ultra

Conclusão: é um bom conjunto para um celular de R$ 3.000, capaz de agradar o público geral, mas fica devendo um bocado para usuários mais exigentes, que pagariam os R$ 6.000 cobrados atualmente.

Para ver as fotos deste review em tamanho original, acesse o Google Drive do Mobizoo.

Teste de desempenho [vídeo]

O Motorola Edge 50 Ultra vem equipado com o chipset Snapdragon 8s Gen 3 (que é uma espécie de meio-termo entre o 8 Gen 2 e o 8 Gen 3), 12 GB de RAM LPDDR5X e 512 GB de armazenamento UFS 4.0.

Esse “motorzão” trabalhando em conjunto com a tela de 144Hz faz miséria em termos de velocidade e fluidez, e o que se vê no dia a dia é uma experiência super ágil em tudo, desde a rolagem de feeds até o carregamento de jogos pesados.

Tudo no Edge 50 Ultra funciona muito rápido, e você pode conferir isso no nosso teste em vídeo:

Bateria

Apesar de não ter uma bateria das maiores, até que os 4500 mAh do Edge 50 Ultra me surpreenderam na autonomia.

O modelo passa um dia inteiro longe da tomada com tranquilidade – mesmo nos dias em que tirei muitas fotos e joguei –, e com uso moderado, pode chegar a até um dia e meio de uso.

E não podemos esquecer: o top da Motorola traz um carregador muito potente na caixa (125W), que foi capaz de levar o dispositivo de 10 a 60% em apenas 20 minutos.

Enquanto isso, a Apple não manda nenhum carregador, e a Samsung continua presa nos 25W.

Áudio

O som oferecido pelos alto-falantes estéreo do Edge 50 Ultra foi um dos pontos positivos durante os meus testes.

O áudio é encorpado, com volume generoso e graves presentes, e os médios e agudos são claros e não distorcem, mesmo no volume máximo.

É um som pra ninguém botar defeito, ideal para horas de jogatina e streaming de filmes e séries, e com a resistência IP68 do aparelho, dá até pra levar o bonitão pro banheiro cheio de vapor.

Veredito

É inegável que o Motorola Edge 50 Ultra é o smartphone topo de linha mais completo da marca até hoje, afinal, ele tem tudo aquilo que as gerações anteriores não tinham, como IP68, zoom de longo alcance na câmera traseira e carregamento wireless.

Isso tudo somado à tela de alta definição com 144Hz e o carregador absurdamente rápido seria suficiente para brigar de igual com os S24 e iPhone 15 Pro, se não fosse um detalhe: suas câmeras ainda precisam melhorar um bocado para equilibrar o jogo.

Isso ainda pode acontecer através de atualizações de software, mas, enquanto não acontece, fica bem complicado competir com o preço atual, na faixa dos 6.000 reais.

Ou seja, o preço do modelo precisa cair, e as melhorias nas câmeras precisam chegar para que de fato ele se torne interessante.

Enquanto isso, meu veredito é:

bacana

Ainda não conhece a escala memética de avaliação do Mobizoo? Então veja como fazemos nossas análises de celular.

Deixo o meu agradecimento à assessoria da Motorola, que gentilmente emprestou o celular utilizado nesta análise.

Ficha técnica

Características

Sistema Android 14
Lançamento 21 maio, 2024
Dimensões 161.1 x 72.4 x 8.6 mm
Peso 197 g
Cores Cinza, Pêssego e cor de madeira
Biometria Leitor de impressão digital na tela
Construção Chassi de alumínio, Traseira de couro ecológico
À prova d'água

Tela

Tecnologia do painel pOLED, 144Hz, HDR10+
Tamanho 6,7 polegadas
Resolução Full HD (1220 x 2712 pixels)
Proporção 20:9

Hardware

Chipset Snapdragon 8s Gen 3
Processador Octa-core 3 GHz
GPU Adreno 735
RAM 12 GB, 16 GB
Armazenamento 512 GB, 1 TB
Entrada p/ microSD Não

Câmeras

Principal 50 MP f/1.6 + OIS
Ultrawide 50 MP f/2.0
Teleobjetiva 64 MP f/2.4 (zoom óptico 3X)
Frontal 50 MP f/1.9
Gravação de vídeo 4K 60 fps

Conectividade

Dados móveis 5G
Dual chip
eSim
Wi-Fi Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac/6e/7, tri-band, Wi-Fi Direct
Bluetooth 5.4, A2DP, LE
NFC
GPS GPS, GLONASS, GALILEO, BDS, NavIC
Infravermelho
USB Tipo C 3.1, OTG e Displayport 1.4
Sensores Acelerômetro, Proximidade, Giroscópio, Bússola

Bateria

Capacidade 4500 mAh
Carregador 125W, Carregamento sem fio, Carregamento reverso

Áudio

Alto falante Estéreo
Entrada P2 (3.5mm)
Rádio FM

Avatar photo

Anderson Mansera

Especialista em Tecnologia e Design com mais de 20 anos de experiência no mercado de produtos eletrônicos e soluções digitais, com participação em eventos internacionais e projetos para grandes empresas. Retrogamer e tecladista nas horas vagas.

Mais sobre: Motorola