Android 8.1 trará recurso que poderá expandir armazenamento

Grande parte dos usuários de smartphone no Brasil usufruem dos chamados aparelhos low cost. Custando abaixo dos R$ 800, esse tipo de aparelho é um fácil acesso às inúmeras utilidades que um smartphone apresenta. Contudo, seu grande problema está na durabilidade, que comumente não chega aos 18 meses.

Um novo recurso lançado na framework do Android 8.1 parece ser o estopim para o fim do grande problema que assola a durabilidade dos aparelhos low cost: o armazenamento. A próxima atualização do sistema contará com leitor automático dos aplicativos inativos e/ou pouco utilizados pelos usuários, estendendo a durabilidade do aparelho.

Como será a nova funcionalidade do Android 8.1?

Segundo informações lançadas pela Google, o lançamento do Android 8.1 ocorrerá em breve. A função de armazenamento inteligente funcionará permitindo que as aplicações inativas do smartphone tenham espaço reduzido. Atuando de forma automática, esta função poderá ser rapidamente ativada nas configurações do próprio aparelho.

A partir do que já foi adiantado, o sistema avaliará aplicações que estiverem sendo inutilizadas por um período de tempo significativo – ainda não há informações do que seria o “tempo significativo”, mas, ao que tudo indica, significaria aplicações pouco usufruídas pelo usuário.

Após a avaliação, e considerado o tempo significativo em questão, o próprio sistema de armazenamento inteligente considerará o aplicativo como “inativo”, liberando a memória de cache que é associado ao mesmo.

Novo Recurso Liberar Memoria Android 8.1 - Mobizoo

5 formas de conseguir espaço de armazenamento no seu smartphone Android

Conseguir mais espaço de armazenamento é um eterno desafio. Contudo, há aplicações práticas e manuais que podem resolver o grande problema dos smartphones low cost. Entre eles, podemos citar cinco ações práticas:

  • Remover imagens e vídeos, salvando-as na nuvem (OneDrive, Dropbox, Google Drive);
  • Remover músicas salvas e apostar nos serviços de streaming (Spotify e Deezer);
  • Remover os arquivos salvos em Downloads, que são pouco acessados e acabam ocupando muito espaço;
  • Fazer download de um anti-vírus e realizar uma varredura rápida para eliminação de qualquer “arquivo fantasma”;
  • Limpar o cache manualmente dos aplicativos pouco utilizados.

Android 8.1 solucionando os problemas?

Dificilmente a limpeza automática de cache resolverá todos os problemas de armazenamento nos smartphones Android. Contudo, pode ser um suspiro pela extensão da vida útil de um aparelho que duraria apenas 12 meses, no máximo.

A automatização facilita uma opção que hoje pode ser feita, sim, manualmente. Contudo, ao que se apresenta, a Google lançará no Android 8.1 a opção de considerar arquivos instalados de fábrica como inativos, o que pode ser uma salvação para os smartphones que não possuem a opção de desinstalar os mesmos, que ocupam um grande espaço de armazenamento no aparelho.