Golpe da clonagem de WhatsApp está de volta: veja como se proteger

A rede de mensagens instantâneas WhatsApp dominou o mercado brasileiro: conversas entre amigos, grupo do trabalho, contato com a família, e atualmente a plataforma está instalada em mais de 90% dos smartphones vendidos no Brasil, e diversas empresas oferecem atendimento através do aplicativo.

O problema é que quando uma tecnologia é usada por muitas pessoas, pessoas má intencionadas buscam formas de abusar do sistema para roubar ou enganar suas vítimas. É o caso do golpe da clonagem de WhatsApp, capaz de roubar a conta do usuário que tem crescido no Brasil e enganado um grande volume de internautas. Para entender como o golpe funciona, descobrir se foi clonado e prevenir o problema, acompanhe este artigo.

Impedindo o golpe

Antes de tudo, o ideal é não perder tempo e ativar o mecanismo de proteção do próprio aplicativo que reduz fortemente a possibilidade de golpe, a Verificação em Duas Etapas.

Para isso, é necessário abrir o aplicativo, navegar até a aba de configurações e buscar pela opção de Verificação em Duas Etapas. Ativando-a, o WhatsApp exigirá uma senha numérica antes de ativar a conta em um novo telefone, impedindo a clonagem. É importante jamais compartilhar esta senha com qualquer um: funcionários do WhatsApp, agentes do governo ou atendentes de loja jamais pedirão o código, então qualquer pedido desta alcunha se trata de golpe. Também desconfie de qualquer atendimento que envolva a recepção de um código via SMS e, se assim for o caso, verifique que não se trata de um código do WhatsApp.

Outro ponto crucial é anotar a senha em local seguro, de preferência com mais de uma cópia, já que uma vez esquecida será impossível recuperar a conta registrada. A grande maioria das pessoas esquece suas senhas semanalmente, como aponta a ExpressVPN, portanto é crucial garantir que este não seja o caso com o código de autenticação do WhatsApp.

Clonagem de WhatsApp: veja como se proteger do golpe - Mobizoo

O que é a clonagem de WhatsApp?

A clonagem de uma conta de WhatsApp é a técnica que permite que outra pessoa acesse sua conta através de um aparelho não autorizado. Com isso, o invasor é capaz de enviar mensagens em sua autoria. O golpe geralmente acontece quando o hacker envia mensagens para amigos e família simulando uma emergência e solicitando um depósito bancário. Como a conta do WhatsApp é a mesma, é impossível para o contato determinar que se tratam de mensagens falsas, e portanto, é comum que muitas pessoas acabem caindo no golpe.

A clonagem pode ser feita usando duas técnicas distintas: a primeira é através do WhatsApp Web, usando um vírus para computador ou técnicas avançadas em redes Wi-Fi compartilhadas. A outra técnica, mais frequente, consiste em obter um chip de operadora com o mesmo número da vítima, isso pode ser feito enganando ou subornando funcionários de operadoras de telefonia. Com o chip em mãos o invasor pode ativar a conta em qualquer aparelho de celular.

Como saber se minha conta está clonada?

Infelizmente não há método definitivo para garantir que uma conta não está clonada, mas é possível deduzir com bastante precisão:

  • Verifique seu histórico de conversas: Se conversas estiverem surgindo e sumindo sem seu controle, ou caso mensagens sejam enviadas sem que você tenha digitado, sua conta provavelmente está clonada.
  • Confira as respostas de contatos: Caso observe respostas estranhas em contextos e assuntos que você não se recorda, é provável que alguém esteja enviando mensagens aos contatos e apagando-as para esconder o golpe.
  • Verifique a lista de dispositivos do WhatsApp Web: nos ajustes do WhatsApp é possível verificar todos os computadores conectados ao WhatsApp Web. Se encontrar um aparelho que não reconhece, a conta foi clonada neste dispositivo.

Fui clonado, o que fazer?

O primeiro passo em caso de clonagem de conta de WhatsApp é comunicar à operadora que seu número de telefone pode ter sido comprometido, requisitando o bloqueio dos chips e investigação sobre linhas ativas. Além disso, é fundamental entrar em contato com família e amigos para informar que não devem acreditar nas mensagens ou enviar qualquer quantia de dinheiro. Por fim, é importante entrar em contato com o suporte técnico do WhatsApp e exigir a recuperação da conta.

Mesmo que você não seja clonado, é importante se manter atento ao golpe: Caso receba mensagens de pessoas próximas solicitando dinheiro, faça uma ligação por voz ou vídeo para verificar a identidade antes de qualquer transferência.

Anderson Mansera

Especialista em Tecnologia e Design com mais de 20 anos de experiência no mercado de produtos eletrônicos e soluções digitais, com participação em eventos internacionais e projetos para grandes empresas. Retrogamer e tecladista nas horas vagas.

Mais sobre: Segurança whatsapp