Mi Mix Alpha: Xiaomiga, sua lôka!

A Xiaomi já tomou o lugar da Apple há tempos no quesito inovação em smartphones, mas agora ela resolveu “aloprar”, fazendo algo que ninguém esperava: um celular completamente envelopado por sua tela, o Mi Mix Alpha.

Parece loucura, e é mesmo. Trata-se de um dispositivo conceito – assim como se faz no mercado de super carros –, mas ele tem tudo para virar realidade e chegar às lojas ainda este ano.

Vem comigo conhecer os detalhes e o hands-on dessa maluquice, a ficha técnica, e a previsão do preço de lançamento.

Mi Mix Alpha: ficha técnica, preço e lançamento - Mobizoo

Mi Mix Alpha: design

A tecnologia waterfall display (tela em cascata) já havia aparecido no Huawei Mate 30 Pro de forma discreta, chegando aos limites das bordas laterais, mas agora a Xiaomi dá um passo além, envolvendo o corpo inteiro do Mi Mix Alpha com a tela.

Na traseira, a única parte que a tela não ocupa é a coluna das câmeras, que aliás são três e não precisam sair do lugar para fazerem selfies, já que a tela vai até ali.

A construção do modelo conta com materiais nobres como liga de titânio e cerâmica de alta precisão, e o vidro que envolve o display é de safira, garantindo mais resistência à quedas e arranhões. Além disso, ele possui proteção oleofóbica para marcas de dedos (pq, né?).

Por conta de seu design, só há um botão físico na parte superior do aparelho; o Liga/Desliga, a biometria é feita na tela, e o controle de volume é feito por pressão e/ou toque nas bordas laterais.

Com tela pra tudo que é lado, fez-se necessária a aplicação de recursos para impedir toques acidentais na interface. A Xiaomi diz que fez o dever de casa bonitinho, mas só testando no dia-a-dia pra saber se realmente funciona.

Mi Mix Alpha: hands-on

Mi Mix Alpha: câmeras

Além de ser inovador no design, o novo top da Xiaomi também é o primeiro smartphone a ultrapassar a marca de 100 MP em seu sensor fotográfico principal. São 108 MP na lente wide principal, 20 MP na lente ultrawide, e mais 12 MP na lente teleobjetiva (telephoto).

Com esse tamanhão de imagem capturada, o sensor usa a tecnologia tetra pixel para transformar 4 pixels em 1, gerando fotos muito mais claras e detalhadas, mesmo em condições ruins de iluminação.

É o mesmo que os já conhecidos sensores de 48 MP fazem, só que melhor. Detalhe: esse sensor de 108 MP foi desenvolvido em parceria com a Samsung.

Mi Mix Alpha: câmeras

Mi Mix Alpha: ficha técnica

  • Android 10 com MIUI 11;
  • Conectividade 5G;
  • Tela 180º com frequência 90hz
  • Chipset Snapdragon 855+;
  • GPU Adreno 640;
  • 12 GB de RAM;
  • 512 GB de armazenamento;
  • Câmera tripla com sensor principal de 108 MP (1/1.33″) + 20 MP ultrawide e 12 MP telephoto;
  • Alto falantes estéreo surround;
  • Bateria de 4050 mAh com carregamento ultra-rápido de 40 w (com fio) e 30 w (sem fio).
Mi Mix Alpha: hands-on

Mi Mix Alpha: preço e disponibilidade

O Mi Mix Alpha ainda não tem data de lançamento confirmada, mas deve chegar às lojas da China até o final do ano.

A fabricante já avisou que a produção será bastante limitada, e o preço, BEM salgado: aproximadamente US$ 2.814 (R$ 11.700 em conversão direta sem impostos).

E aí, o que você achou do Mi Mix Alpha? Futurístico? Maluco demais? Conte aí nos comentários!

Fontes: Xiaomi, XDA Developers

Mais sobre: xiaomi