5 dicas para deixar seu Uber mais barato (a última é incrível!)

Para manter sua despesa de transporte sob controle no fim do mês, é fundamental saber como deixar seu Uber mais barato em cada viagem. Principalmente se você se desloca muito usando o aplicativo.

Depois de alguns anos explorando as regras e possibilidades do serviço, eu montei esse guia com as 5 principais dicas para você economizar. A última é um macete exclusivo que você só encontra aqui!

5 dicas para deixar seu Uber mais barato (a última é incrível!) - Mobizoo

1. Fuja do preço dinâmico!

Toda viagem de Uber possui um preço base calculado a partir do tempo e distância percorridos. No meu caso por exemplo, a viagem que eu sempre faço para pegar minha filha na escola custa R$ 5,90 em situação normal.

Mas… algumas situações fora do normal como chuvas fortes, grandes eventos, paralizações de ônibus e manifestações fazem com que a tarifa do Uber mude para o preço dinâmico, que é sempre mais alto que o valor base. Nesse caso os meus R$ 5,90 já saltam para R$ 8,50 rapidamente.

Além disso, é importante destacar que tarifa sempre fica mais cara nos horários de pico, quando a demanda aumenta.

2. Evite horários de pico do Uber

Essa é a primeira regra que você deve seguir para manter seu Uber mais barato. Conheça os horários para evitar:

  • Primeira Hora do Rush – entre 7h e 9h;
  • Segunda Hora do Rush – entre 17h e 19h;
  • Sábado à noite – entre 20h – 22h (somente capitais);
  • Domingo de manhã – entre 10h e 12h (litoral).

Tendo esses horários em mente, você sempre vai economizar uma boa grana se programar seus deslocamentos em horários fora desses períodos, ou fazer um agendamento prévio.

3. Faça agendamento de viagens

Um recurso pouco utilizado, mas que ajuda muito quem quer economizar, é o agendamento de viagens.

Através do aplicativo Uber você pode agendar sua viagem com antecedência e pagar o preço vigente no horário do agendamento, evitando assim o risco de cair na tarifa dinâmica.

Assim você não só economiza, como também evita atrasos nos seus compromissos. Afinal, quantas vezes você deixou para pedir um carro minutos antes do seu evento, e acabou se lascando com cancelamentos ou tempos de espera mais altos que o normal?

4. Planeje melhor seus pontos de partida e chegada

Só economiza quem usa a cabeça. Por isso, faça tudo com planejamento, inclusive suas viagens de Uber.

Se você pede um carro para um lado da rua que vai obrigar o/a motorista a fazer um retorno logo à frente para iniciar seu trajeto, você está pagando mais caro só porque não atravessou o raio da rua!

A mesma coisa vale para a chegada: se o endereço para o qual você vai fica perto de uma esquina, mas as mãos do tráfego obrigam o carro a dar a volta no quarteirão só para poder parar em frente ao número, coloque o destino na via principal, e não no número da rua.

Simulação Uber mais barato com chegada antecipada

5. Adicione um ponto de parada (DICA EXCLUSIVA MOBIZOO)

Pode parecer maluquice, mas é um macete comprovado que eu uso sempre que preciso: se a viagem está mais cara porque o mapa está sugerindo um trajeto que dá voltas demais, adicione um ponto de parada estratégico para “forçar” o trajeto que você sabe que é mais barato.

É um ponto de parada fake. Você não vai descer ou mesmo pegar alguém. Ele só vai existir para forçar o mapa a ir por onde você quer. Sacou?

Para ficar mais claro, vou dar um exemplo que acontece comigo:

Aqui no Rio de Janeiro, quando eu saio do Shopping Rio Sul em direção à Lapa, existem 2 caminhos mais populares, um que sempre fica mais barato (pelo Túnel Santa Bárbara) e um que sempre fica mais caro (pelo Aterro do Flamengo).

Basta a entrada do Túnel Santa Bárbara ficar um pouco engarrafada, que o app cisma de só me mandar pelo Aterro, acrescentando muito mais voltas desnecessárias, e deixando minha viagem bem mais cara.

Simulação Uber mais barato com parada extra

Aí eu vou no App, adiciono uma parada perto da entrada do Túnel, e pronto: a mágica acontece e o preço diminui (na simulação caiu de R$ 25,99 para R$ 17,45).

Se tiver alguma dúvida para usar essa dica, deixe aí nos comentários que eu te ajudo! Belê?

Mais sobre: finanças mobilidade