Apple lança iPhone 11, 11 Pro e 11 Pro Max: veja os destaques e preços

Eis que os novos iPhones finalmente chegaram.

Sem muitas surpresas, devido a grande quantidade de vazamentos dos últimos meses, a Apple apresentou ao mundo seus novos e aguardados iPhones de 11ª geração, são eles: iPhone 11 – que ocupa a vaga do XR como modelo mais barato da linha, iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max.

Vem comigo conhecer as novidades dos dispositivos, saber o que mudou em comparação com os modelos anteriores, e claro, conferir os preços.

iPhone 11: preços, especificações e destaques dos lançamentos - Mobizoo

iPhone 11, 11 Pro, 11 Pro Max: preços e disponibilidade

Os novos iPhones chegam às prateleiras dos Estados Unidos e países selecionados – o que não inclui o Brasil no momento – a partir do dia 20 de setembro. A pré-venda começa uma semana antes, no site da empresa e em suas lojas físicas, no dia 13 de setembro.

A Apple raramente faz isso, mas esse ano ela baixou o preço de seu novo modelo mais acessível. O iPhone 11 chega custando a partir de 699 dólares, ou seja, 50 dólares mais barato que o iPhone XR do ano passado. É amig@s, não tá fácil pra ninguém!

Já nos modelos mais tops, os preços se mantiveram os mesmos das gerações anteriores:

  • iPhone 11 Pro: 999 dólares;
  • iPhone 11 Pro Max: 1099 dólares.

A expectativa é que a nova linha chegue no Brasil até o final do ano, custando a partir de R$ 5.299.

A boa notícia é que a marca vai continuar vendendo o iPhone XR, o iPhone 8 e o 8 Plus, e todos vão ficar mais baratos (inclusive no Brasil).

Por incrível que pareça, os até então tops iPhone XS e XS Max estão saindo de linha.

iPhone 11, 11 Pro, 11 Pro Max: design

Em termos de design, pouca coisa muda na parte frontal em comparação com a geração passada. Até mesmo o entalhe na tela se manteve igual nos três modelos. As mudanças mais notáveis estão na traseira dos dispositivos.

O módulo da câmera principal agora é um quadrado (ou quase) em todos os modelos, e o revestimento em vidro das versões Pro agora possui aspecto fosco, minimizando um bocado aquelas desagradáveis marcas de dedos.

Com relação as cores, temos no iPhone 11 os novos roxo e verde (em tom “pastel”), enquanto os demais modelos, iPhone 11 Pro e 11 Pro Max, trazem a adição de um tom verde mais escuro.

iPhone 11: design e construção

iPhone 11, 11 Pro, 11 Pro Max: tela

Seguindo a mesma lógica do design, a Apple também poupou as telas dos novos iPhones de grandes mudanças.

O iPhone 11 se manteve com a mesma tela de seu predecessor, o XR, inclusive com a mesma tecnologia LCD, com 6,1 polegadas e resolução de 1792×828 pixels. Apesar da qualidade comprovada da tal Liquid Retina, como a Apple chama o painel LCD destes modelos, a resolução e a tecnologia de tela ficam abaixo dos concorrentes nessa faixa de preço.

Lembrando que o iPhone XR custa hoje o mesmo que o Galaxy S10+, que entrega mais qualidade de tela em todos os sentidos.

iPhone 11: tela

Já o iPhone 11 Pro tem painel de 5,8″ (2436 x 1125 pixels), enquanto o iPhone 11 Pro Max traz display de 6,5 polegadas ( 2688 x 1242 pixels), ambos com tecnologia OLED. A Apple está chamando a tela destes iPhones de Super Retina XDR. Essa tecnologia traz Dolby Vision, HDR10, brilho de 1.200 nits e contraste de 2.000.000:1.

Também não foi dessa vez que um iPhone de tela maior, o iPhone 11 Pro Max no caso, ganhou compatibilidade com a Apple Pencil do iPad, o que tornaria o modelo um forte concorrente do Galaxy Note 10. Parece que iPhone com canetinha é algo que a Apple realmente não quer.

iPhone 11, 11 Pro, 11 Pro Max: software

O iOS 13 que roda nos novos iPhones 11 trazem recursos bem interessantes, mas que também já foram antecipados pela Apple durante o WWDC, em junho. Entre as novidades estão o tema escuro para todo o sistema, aprimoramentos para edição de fotos e vídeos e um novo aplicativo Lembretes.

O aplicativo de câmera recebeu novas funções que tiram melhor proveito das novas câmeras. O novo sistema será liberado no dia 30 de setembro.

iPhone 11, 11 Pro, 11 Pro Max: desempenho

O processador mais poderoso da Apple agora é o A13 Bionic, que tem núcleo dedicado para economia de energia e processamento de conteúdo em Realidade Aumentada e Virtual, o Deep Fusion.

O novo chipset manteve o processo de fabricação em 7 nanômetros da geração anterior e, obviamente, entrega uma performance ainda melhor. A quantidade de memória RAM e armazenamento se mantiveram basicamente.

iPhone 11: desempenho

iPhone 11, 11 Pro, 11 Pro Max: câmeras

O grande destaque dos novos iPhone 11 são suas câmeras. No iPhone 11 Pro e no iPhone 11 Pro Max ela é tripla, enquanto no iPhone 11 temos um conjunto duplo. Vale lembrar que o iPhone XR traz apenas uma única câmera na traseira atualmente, sendo o sensor duplo uma novidade para a série.

As configurações das câmeras traseiras dos novos iPhones são as seguintes:

  • iPhone 11: 12 MP (f/1.8) wide e 12 MP (f/2.4) 120º;
  • iPhone 11 Pro e 11 Pro Max: 12 MP (f/1.8) wide, 12 MP (f/2.0) teleobjetiva e 12 MP (2.4) ultrawide;

Além de aprimorar o efeito retrato e o zoom óptico em todos os três modelos, a Apple introduz o modo ultrawide. Com ele, será possível fazer fotos maiores e com maior abrangência de área usando a câmera tripla e a dupla.

iPhone 11: câmeras

A Apple também diz que os iPhones ganharam refinamentos no pós-processamento de imagens capturadas em ambientes com pouca luz. Será possível, por exemplo, corrigir a luminosidade de uma foto retrato após sua captura com o novo Modo Noturno.

A gravação de vídeo, processamento e estabilização, também foi otimizada em todos os modelos, que agora filmam em 4K com estabilização óptica total.

Slofie é o nome que a Apple deu para a função que captura uma selfie com a câmera frontal em slow-motion. Todos os novos modelos contam com o novo recurso em suas câmeras frontais de 12 MP com abertura f/2.2 (a mesma em todos).

iPhone 11, 11 Pro, 11 Pro Max: outros destaques

Tanto o iPhone 11 Pro quanto o 11 Pro Max trazem uma nova versão do Faced ID que é mais rápida que a geração anterior. Isso se deve ao novo sensor que faz o reconhecimento facial multiângulo que consegue captar mais rapidamente o rosto do usuário em diferentes situações.

A resistência à água se manteve em todos os modelos. O Dolby Atmos, que é um sistema equalizador de som de alta qualidade, também chega aos novos iPhones.

Por fim, fica a observação de que apenas os iPhone 11 Pro trazem na caixa um carregador rápido de 18W. A expectativa era de que esse carregador também estivesse presente no modelo mais acessível. 🙁

iPhone 11: destaques

De modo geral, o evento da Apple não surpreendeu quem esperava por grandes novidades, visto que essa geração de iPhones é uma atualização da linha atual. As mudanças maiores devem ser implementadas apenas nos lançamentos de 2020 (quando os iPhones chegarem em 2017, tecnologicamente falando).

O que você achou das novidades da Apple? Gostou dos novos iPhones 11? Comenta aí!

Mais sobre: apple iphone