Dicas

O que é o USB Type C e como ele vai facilitar a nossa vida

O USB mudou tudo: ele permitiu a popularização dos pen drives (enterrando disquetes e CDs), o carregamento universalizado dos gadgets (principalmente os celulares) e a conexão facilitada de uma uma infinidade de dispositivos tecnológicos. Até os carros e as tomadas de nossas casas tem porta USB hoje em dia.

Quando surgiu na década de 90, o USB 1.0 possuía velocidade limitada e mesmo assim foi suficiente para causar uma verdadeira revolução tecnológica.

O padrão 2.0 foi lançado no início dos anos 2000 com velocidade 40 vezes maior que a original, e é com ele que vivemos até hoje (o 3.0 e o 3.1 foram lançados posteriormente, porém nunca se popularizaram de verdade).

Os tamanhos Mini e Micro surgiram posteriormente, sendo que o último acabou se tornando o mais popular, por conta de sua presença maciça nos smartphones. Apesar do formato reduzido, o Micro USB possui a mesma capacidade de fornecimento de energia e a mesma velocidade de transferência de dados do conector USB 2.0 original.

tipos de usb

Com mais de duas décadas de estrada, o tão querido padrão de conexão precisava se atualizar. E é aí que entra em cena o promissor USB Type C.

Mas porque devemos ficar animados com ele?

As vantagens são muitas: ele irá transformar os dois formatos (A e Micro) em um só, e, assim como o cabo Lightning da Apple, ele é reversível, ou seja, chega de ficar procurando o lado certo pra encaixar.

E não para por aí:

  • Ele pode transferir dados a 10 GB por segundo (o que estamos acostumados a usar transfere a 480 MB por segundo);
  • Ele transmite vídeo. Sim, pode acreditar. Ele vai dispensar o uso de cabos HDMI, DVI e etc. TVs, celulares, monitores, blurays e tudo mais serão conectados com ele;
  • Ele transfere muita energia. Vai dar pra carregar até lap tops com ele;
  • Ele continua universal, ou seja, é livre pra ser usado em qualquer dispositivo (toma Apple e seus cabos exclusivos!);
  • Ele continua sendo compatível com os conectores USB normais, você só irá precisar de um adaptador;
  • Ele é muito pequeno, e vai permitir gadgets cada vez mais finos.

Ainda vai levar um tempinho pra ele se popularizar, já que os aparelhos que possuem a entrada acabaram de chegar no mercado, como é o caso do novo Macbook e o Chrome Pixel 2. E ainda teremos que conviver por um bom tempo com entradas antigas e adaptadores, até que USB Type C se torne padrão na indústria.

Mas tudo que ele irá nos oferecer daqui pra frente é animador o suficiente para superarmos essa fase de transição. Afinal, o futuro que ele nos promete é bem mais simples e sem aquele emaranhado de cabos em nossas mesas.