Reviews

Review Galaxy J2: finalmente um grande acerto da Samsung

Nós aqui do Mobizoo adoramos smartphones, principalmente aqueles que custam pouco e entregam uma ótima experiência de uso.

Por conta disso ficamos encantados quando encontramos uma pérola como o Galaxy J2, um aparelho de entrada realmente completo, algo difícil de se encontrar na categoria.

A Samsung, fabricante que nos últimos anos têm errado bastante a mão nos aparelhos mais acessíveis, finalmente lançou um dispositivo matador.

Os outros blogs não dão muita atenção para aparelhos baratinhos, mas aqui a história é outra: passei um bom tempo usando o aparelho para oferecer aos nossos leitores esta análise completa e exclusiva do Galaxy J2. Preparado(a)?

O Galaxy J2 é o aparelho mais barato da nova linha J, e, por conta de suas características pode ser considerado um substituto natural para o Galaxy Win 2. Seus concorrentes diretos são o Motorola Moto E de segunda geração e o Xperia E4 da Sony.

Ele pode ser comprado por R$ 600, mas provavelmente irá transitar na casa dos R$ 500 alguns meses após o lançamento.

Tela

A primeira coisa que impressiona no Galaxy J2 é a sua tela, afinal não é todo dia que vemos uma tela Super AMOLED num smartphone de 600 reais. De cara isso já garante um painel com cores vibrantes, contraste perfeito e 180º de visualização.

Debaixo de sol forte a tela do J2 arrebenta: dá para enxergar tudinho numa boa com o brilho no médio, e, se você ligar o modo externo, a visualização fica excepcional.

É verdade que a tela de 4.7 polegadas do aparelho não conta com uma resolução muito alta, mas ela também não é muito baixa, ou seja, fica no meio-termo. A definição é bastante satisfatória e deverá agradar a maioria dos usuários.

E isso é só o começo. O Galaxy J2 ainda conta com USB OTG (On The Go), um recurso raríssimo em aparelhos desta categoria, que permite que você conecte todo tipo de acessórios diretamente na entrada USB do aparelho (inclusive pen drives).

Ele é 4G Dual Chip – o que pra mim é uma obrigação de qualquer aparelho lançado em 2015 -, e já vem com o Android 5.1.1, que não é a versão mais recente, mas é quase.

Bora ver o que vem na caixinha? Confira abaixo o video unboxing que fizemos com o Galaxy J2:

Confira a configuração completa do aparelho:

Especificações

  • 4G Dual Chip + Wi-fi b/g/n;
  • Processador Quad Core 1.3 GHz;
  • 1 GB de RAM;
  • GPU Mali T720;
  • Tela AMOLED de 4.7 polegadas (540 x 960 px);
  • Android 5.1.1;
  • TV Digital de alta definição com antena integrada;
  • 8 GB de memória interna (4.3 GB disponíveis);
  • Câmera de 5 MP com flash;
  • Câmera frontal de 2 MP;
  • Filmadora HD;
  • Rádio FM;
  • Entrada para cartão microSD de até 128 GB;
  • Bluetooth 4.1 A2DP;
  • A-GPS + Glonass;
  • Sensor de proximidade e acelerômetro;
  • USB Host – OTG (aceita pen drives e acessórios USB);
  • Bateria removível de 2000 mAh;
  • 130 g.
Em nenhum lugar que pesquisamos há a confirmação de que o vidro da tela é Gorilla Glass, porém visualmente ele parece ser resistente à riscos.
Todas as especificações deste post foram conferidas no próprio aparelho.

Design

O Desenho do J2 é o mesmo dos seus irmãos mais caros J5 e J7, e segue o bom e velho estilo Galaxy de ser. Dois detalhezinhos importantes deixam o J2 mais bonito: o sumiço daquela horrorosa marca “DUOS” (não está nem na frente, nem na traseira – em toda linha J), e a textura que imita couro na tampa traseira do aparelho.

Ele é um pouquinho mais pesado que o Galaxy E5, mas como é bem menor em tamanho, acaba sendo muito confortável de usar. Quem tem mãos pequenas vai adorar.

Disponível nas cores branco, preto e dourado, o J2 possui um bom acabamento e, de modo geral, é um celular bonito. Os botões Home, Volume e Power são bem firmes e respondem bem. Infelizmente os botões capacitivos Voltar e Multitarefa não são retroiluminados, mas na verdade eu nem senti muita falta desse recurso no dia-a-dia.

Ah, um detalhe importante do modelo branco que usamos para esta análise: tanto o branco da frente quanto da traseira do aparelho possuem um efeito perolado, sendo assim, não é um branco puro como o encontrado nos Galaxy E5/E7.

Câmera

Para um aparelho de entrada, o Galaxy J2 produz fotos bem bacaninhas com suas câmeras. A Câmera traseira de 5 MP consegue captar muito bem os detalhes das imagens e a reprodução de cores possui poucas distorções. O foco automático possui uma boa velocidade, e há uma série de recursos de software interessantes, como a possibilidade de usar o botão de volume do aparelho como disparador, o modo de embelezamento, panorama e o modo Pro, que permite controlar ISO, exposição e balanço. Infelizmente, o modo HDR ficou de fora do J2.

O que mais me impressionou na câmera traseira do J2 foi a qualidade das fotos macro (objetos muito próximos): as fotos são cheias de detalhes o balanço de cor é bem decente.

macro galaxy j2
Foto macro feita com o Galaxy J2 – Clique para ver na resolução original.

A câmera frontal faz um bom trabalho nas selfies disfarçando as imperfeições dos rostos e a qualidade geral das fotos é satisfatória. Uma pena que o ângulo de captura da lente frontal não seja amplo como acontece no Galaxy Gran Prime e demais aparelhos da linha J, sendo assim, todos tem que se espremer para aparecer na selfie de grupo.

selfie galaxy j2
Selfie da minha cara de bobo feita com o Galaxy J2 – Clique para ver na resolução original.

Desempenho

Muitos sites estão informando de forma errada as especificações do Galaxy J2, dizendo que o aparelho possui processador Quad Core de 1.1 GHz.

Na verdade, o aparelho conta com o processador Arm-Cortex A7 Quad Core de 1.3 GHz e GPU Mali T720, rodando no chipset Exynos 3475 da própria Samsung.

E olha que interessante: este é o mesmo conjunto de hardware encontrado no Galaxy On7, aparelho bem mais caro que o J2.

A combinação deste chipset com a tela de resolução mais simples, faz com que o Galaxy J2 rode o Android 5.1.1 com tranquilidade e sem engasgos. Os aplicativos abrem rápido, mas ao alternar entre vários apps na tela multitarefa pode-se enfrentar algumas pequenas esperas (1-2 segundos).

Tarefas do dia-a-dia como conversar no Whatsapp, rolar a timeline do Facebook e navegar na Internet funcionam com muita fluidez.

Uma informação interessante: o aparelho fica mais rápido com o launcher padrão da Samsung. Instalei o Google Launcher (que em teoria é mais leve), mas algumas tarefas passaram a demorar um pouquinho mais que o normal.

A performance do J2 com games também é bem satisfatória, e para que você possar ver com seus próprios olhos, fizemos o vídeo abaixo, onde o aparelho roda os games Subway Surfers, Minion Rush, Crossy Road e Real Racing. Dá uma olhada:

TV Digital

Ao contrário das concorrentes que ainda estão no padrão de TV 1-seg de baixa resolução e necessitam de apetrechos extras para a TV sintonizar os canais, a Samsung não abre mão da antena embutida e do padrão Full-seg de qualidade, resultado: qualidade muito superior de imagem e muita praticidade.

Basta ligar a TV do aparelho para se surpreender: a tela AMOLED contribui para recepção de imagem HD ficar ainda mais bonita.

Você ainda pode gravar seus programas favoritos direto na memória do aparelho ou cartão de memória.

Som

O alto falante do Galaxy J2 me surpreendeu. O som é alto sem exageros, encorpado e, mesmo no volume máximo, não há distorção. Trata-se de um alto falante melhor do que o de muitos Androids mais caros que já testei, como os Nexus 4 e 5 e o Galaxy J7 (o modelo mais caro da linha J).

Nos fones de ouvido a experiência permanece positiva: o som é alto e limpo, praticamente sem distorções. Os graves são intensos e ficam ainda melhores se você usar fones de ouvido de primeira, como um JBL ou Beats.

Os fones de ouvido que vêm com o aparelho são do modelo mais simples da Samsung, e não são dos mais confortáveis de usar. Apesar disso, o som deles é bem decente e quebram um galho para quem não quer gastar mais com fones premium.

Bateria

Apesar de numericamente inferior às baterias dos concorrentes, a bateria do Galaxy J2 não faz feio: em nossos testes ela conseguiu ficar 2 dias inteiros fora da tomada, com uso moderado e 4G ligado o tempo todo. A tecnologia AMOLED acaba sendo a grande responsável por essa boa autonomia.

O telefone ainda conta com o modo ultra economia, que garante algumas horas a mais de vida quando a carga estiver chegando perto do fim.

Conclusão

Apesar de ser uma smart com apelo popular e já estar sendo vendido amplamente no varejo, o Galaxy J2 (J200BT) simplesmente não aparece listado no site da Samsung Brasil. E o manual que está disponível lá é o manual do modelo internacional (J200M), sem TV Digital. É bizarro o fato da própria fabricante não estar dando a devida atenção ao seu recém-lançado aparelho.

A falta dessas informações oficiais gera muita confusão no consumidor, que acaba deixando de comprar um excelente smartphone ao ver ele sendo anunciado no varejo com especificações inferiores às que ele de fato possui.

galaxy j2
Informações erradas sobre o Galaxy J2 – Ricardo Eletro. Print do dia 1/12/2015. Clique para ampliar.

Na Ricardo Eletro, loja onde comprei o aparelho para esta análise, o Galaxy J2 é apresentado como 3G (na verdade ele é 4G) e com processador 1.1 GHz (na verdade é 1.3 GHz).

Esperamos que a Samsung se movimente para resolver o problema.

Seus dois principais concorrentes; o Motorola Moto E 2ª geração (versão básica com 8 GB) e o Xiaomi Redmi 2 (versão básica com 8 GB) possuem vantagens e desvantagens, e na hora de decidir a compra, caberá a você avaliar o que é mais importante para o seu uso.

O Moto E em comparação com o Galaxy J2 possui tela menor, câmera traseira sem flash e câmera frontal inferior, porém é ligeiramente mais rápido que o aparelho da Samsung.

O Redmi possui tela com resolução maior e câmera traseira superior à do J2, mas ele não possui TV Digital, não vem com fone de ouvido e sua entrada para cartão de memória está limitada à 32 GB (o J2 vai até 128 GB).

Veja também: Quem ganha esse duelo: Xiaomi Redmi 2 ou Samsung Galaxy J2?

Após 1 semana de uso como aparelho principal, o Galaxy J2 se mostrou um smartphone muito competente e confortável de usar – graças à sua ótima tela e tamanho (fica ótimo no bolso da calça). Ele rodou bem a maioria dos games testados, tirou fotos honestas e sua TV digital se mostrou excepcional.

O J2 é a prova de que ninguém precisa gastar uma fortuna para ter um smart que atenda bem às suas necessidades.

Gostou do review? Vai comprar o aparelho? Então que tal comprá-lo com um super desconto e ainda nos ajudar a comprar alimento? Basta clicar no botão abaixo:

COMPRAR por R$ 584