iPhone XR, XS e XS Max: lançamento, novidades e preços

É meus amigos, minhas amigas; o iPhone clássico está oficialmente morto. Acabou a era do botão home, e o notch agora é rei! (ai, ai, ai).

Como era esperado, a Apple trouxe uma nova geração do iPhone X, desta vez em três versões com tamanhos de tela diferentes: o iPhone XR, com tela IPS de 6.1 polegadas, o iPhone XS com tela OLED de 5.8 polegadas, e o iPhone XS Max, também com OLED, porém com um enorme painel de 6.5″.

Todos contam o mesmo processador A12 Bionic, porém o iPhone XR traz conjunto mais enxuto e de preço mais acessível, com apenas uma câmera na traseira, e alguns cortes aqui e ali. Bora conhecer?

iPhone XS e XS Max: lançamento, novidades e preços - Mobizoo

iPhone XR, XS e XS Max: novidades

Após muita especulação, inclusive de um sucessor do iPhone SE, três modelos foram lançados: o iPhone XR (que fica no lugar do iPhone 8), o iPhone XS, e o “grandalhão” iPhone XS Max. Sim, o bom e velho conceito de geração incremental (S) está de volta, e estranhamente a empresa abandonou o sobrenome “Plus”. Particularmente eu achei Max um termo bem caído.

iPhone XR, XS e XS Max: design

Nao há muitas novidades neste quesito: todos os smartphones são bem parecidos com o iPhone X do ano passado, com o iPhone XR possuindo apenas uma câmera e bordas um pouco mais grossas que as dos demais (porém mais finas que as dos clones Android).

Design do iPhone XR
iPhone XR é o “iPhone X de entrada”, com tela IPS e apenas uma câmera na traseira.

Todos os três smartphones contam com o Face ID, então, nada de impressões digitais embaixo da tela, ou em qualquer lugar do smartphone.

O iPhone XR conta com corpo em alumínio, enquanto os iPhones XS e XS Max têm corpo em aço inoxidável, como o X do ano passado. Os três possuem traseira de vidro e são compatíveis com o carregamento sem fio.

iPhone XR, XS e XS Max: tela

Este ano, a Apple vai abraçar de vez a causa das telas grandes: iPhone com tela de 4.7” está extinto. A versão de entrada, o iPhone XR, possui tela LCD IPS de 6.1”, enquanto XS e XS Max trazem tela OLED, sendo de 5.8” no menor, e 6.5″ no maior.

Para cortar custos no XR, a Apple não só manteve o LCD, como removeu o 3D Touch (que aliás ninguém usa).

O iPhone XS mantém a mesma resolução do iPhone X de 2017: 2436 x 1125, enquanto que o XS Max aumenta esse número para 2688 x 1242, por conta da tela maior.

A resolução do iPhone XR é a mais baixa dos três (1792×828), e também fica abaixo dos concorrentes de mesmo preço. Resta saber se a tal tecnologia Liquid Retina salva esse painel.

iPhone XR, XS e XS Max: hardware

iPhone 2018: hardware

Aqui é o departamento onde temos mais novidades. Todos os novos iPhones estão estreando o chip A12 da Apple, que é produzido em litografia de 7 nm.

Mas o que isso significa? Além de grandes ganhos em eficiência energética, os celulares terão um desempenho monstruoso. Não deveremos nos surpreender se os novos dispositivos terem mais de 350 mil pontos no Antutu, por exemplo.

Os modelos XS e XS Max trazem 4 Gb de RAM, enquanto o XR traz 3 GB. s opções de armazenamento são 64, 128 e 256 GB para o XR, e 64, 256 e 512 GB para XS e XS Max.

Todos os aparelhos trazem um carregador rápido de 18W na caixa, porém, contrariando os rumores, não adotam o padrão USB Tipo C. Ou seja, vamos ter que engolir o Lightning por mais um tempo.

Continuamos sem a entrada padrão para fones de ouvido nos novos modelos, só que, para piorar a situação, a Apple não irá mais enviar um adaptador gratuito na caixa. É mole!?

iPhone XR, XS e XS Max: câmeras

iPhone 2018: câmeras

Como disse no item design, o iPhone XR traz apenas uma câmera de 12 MP, provavelmente muito similar (se não for a mesma) à do iPhone 8. Já os iPhones XS e XS Max contam com dois sensores de 12 MP aprimorados em relação ao modelo de 2017, explorando ainda mais o “motor neural” do chip A12, que trabalha uma série de melhorias nas imagens assim que elas são capturadas.

Todos os modelos contam com a mesma câmera frontal de 7 MP com sensor de profundidade para o Face ID e os animojis, o que é uma estratégia que faz sentido, já que a Apple quer popularizar as tecnologias. Colocá-las no modelo mais barato, ajuda neste sentido.

iPhone XR, XS e XS Max: preços e disponibilidade

Agora vem a parte mais dolorosa. Mas, ao contrário do que se esperava, a Apple não foi “tão mercenária”, e manteve o preço do modelo principal igual ao do ano passado, deixando a facada maior para o modelo gigante, e um “refresco” no modelo mais basico. Veja:

  • iPhone XR: a partir de 749 dólares – versões com 64, 256 ou 512 GB de armazenamento;
  • iPhone XS: a partir de 999 dólares – versões com 64, 256 ou 512 GB de armazenamento;
  • iPhone XS Max: a partir de 1099 dólares – versões com 64, 256 ou 512 GB de armazenamento;

A pré-venda nos EUA começa no dia 19/9, e a expectativa é que os aparelhos cheguem ao Brasil em meados de novembro.

iPhone XR, XS e XS Max: conclusão

Assim como na Samsung, esse foi o ano da Apple dar apenas uma incrementada no time que já está ganhando. Uma versão mais barata foi uma ótima sacada na minha opinião, e a morte do design clássico do iPhone com botão home e bordas já estava na hora de acontecer mesmo.

Não tivemos nenhuma grande novidade em termos de tecnologia, então quem já tem um iPhone X deve permanecer com ele, e esperar pela geração 2019, que certamente trará um salto maior, que de fato justificará o investimento.

Se você sonhava com um iPhone X, mas achava caro demais, certamente ganhou um baita estímulo com o iPhone XR mais acessível.

Agora é partir para o review, e ver se essas pequenas jóias realmente entregam o que prometem.

Agora me conta, você ficou animad@ com a geração do 2018 do iPhone? Conte aí nos comentários!

Mais sobre: apple iphone