Aprenda com o Yahoo: fazer escolhas erradas podem detonar seu futuro

Estratégias ruins, escolhas equivocadas e erros graves levaram o Yahoo para um triste fim.

Esta que já foi uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, vinha perdendo relevância (e valor de mercado) nos últimos anos, e agora será vendida para a operadora americana de telefonia Verizon, deixando somente lembranças nas mentes dos mais nostálgicos.

Vamos neste artigo entender como a empresa chegou a este ponto, aproveitando para aprender um pouco sobre a importância de se fazer boas escolhas.

yahoo

Uma startup de sucesso

Em 1994, dois estudantes de Stanford, Jerry Yang e David Filo criaram um motor de buscas da web que logo se tornaria a primeira grande empresa da internet.

Assim nasceu o Yahoo, que pouco tempo depois, em 1996, abriu seu capital bolsa, avaliado em US$ 848 milhões.

O Yahoo foi o principal motor de buscas até o Google tomar conta dos resultados de buscas na web. Depois disso, os fatos que sucederam foram uma sequência de escolhas erradas e falhas na segurança de um sistema ultrapassado, que resultaram na atual venda do Yahoo.

Escolhas erradas

No mundo dos negócios ter visão estratégica, coragem e correr riscos parecem ser regras fundamentais para alcançar o sucesso. Sendo assim, veja o exemplo, a não ser seguido, do Yahoo.

Quando a Google ainda era uma empresa iniciante, em 1997, um dia esteve a venda e foi oferecida aos executivos bem-sucedidos do Yahoo por uma bagatela de US$ 1 milhão.

Essa era a cara do Yahoo no final dos anos 90, quando ele já era um gigante, e o Google apenas um bebê.
Essa era a cara do Yahoo no final dos anos 90, quando ele já era um gigante, e o Google apenas um bebê.

Na época, o Yahoo era a empresa gigante e poderosa das buscas por índice e considerou o Google, com o sistema de buscas e resultados, um negócio pouco atraente já que seus visitantes não permaneciam em sua página por muito tempo.

Em 2002, o Yahoo fez uma proposta para comprar o Google, agora por US$ 3 bilhões e o Google pediu US$ 5 bilhões, então o Yahoo rejeitou a contra oferta.

Anos depois, em 2006, o Facebook também foi oferecido ao Yahoo e o negócio havia sido informalmente fechado, mas o então presidente-executivo da empresa Terry Semel achou que US$ 1 bilhão para o recente Facebook era muito, propôs US$ 850 milhões e Zuckerberg desistiu.

Depois foi a vez da Microsoft, que ao perceber que o Yahoo já não estava tão bem, entrou com uma proposta de compra de US$ 44 bilhões, porém os executivos do Yahoo queriam negociar um preço maior.

A conclusão foi que, a Microsoft desistiu do negócio e construiu seu próprio buscador poucos meses depois, o Bing, que acabou tornando-se mais popular do que o Yahoo.

Google, Facebook e Microsoft continuaram a crescer, enquanto que o Yahoo foi se tornando obsoleto ao ponto de sofrer inúmeros ataques e vazamentos de dados dos seus usuários.

Futuro

Agora, como muitos já sabem, o Yahoo está sendo vendido para a operadora de telecomunicações norte-americana, Verizon, que por sua vez dividirá o negócio com a empresa chinesa de de e-commerce, Alibaba (dona da AliExpress).

Em 2005 o Yahoo fez um investimento arriscado e adquiriu uma participação de 40% da Alibaba por US$ 1 bilhão. Esse investimento, ironicamente, foi um risco que está lhe salvando neste momento.

A Verizon ficará com os serviços do Yahoo, como o e-mail, Flickr e Tumblr, enquanto que o restante se transformará em uma Holding com algumas poucas patentes, que são ações da Alibaba e do Yahoo Japão, que foram dispensados pela Verizon.

Nessa transação, praticamente todo o comando atual do Yahoo será trocado, incluindo a ex-vice presidente da Google e até então CEO do Yahoo, Marissa Mayer, que ninguém sabe para onde ela irá.

Ocorrerão também, demissões em massa, previstas para os próximos anos, um fato esperado nesse tipo de transição.

Ainda há um porém, se as atuais propostas e alterações não forem aprovadas, tudo continuará como antes.

Aprenda com o Yahoo

Nessas insólitas escolhas ficam alguns aprendizados, um deles é que sair da zona de conforto e correr riscos pode ser a grande jogada.

Outro, é que se isolar no mercado e tornar-se obsoleto pode ser uma sentença fatal, chegando ao ponto de não restar nenhuma boa opção.

O que você pensa sobre essas escolhas do Yahoo?

Mais sobre: futuro

Apoie o conteúdo que você ama!

Desative o seu bloqueador de anúncios e nos ajude a manter o site :)