Mulheres gastam mais que homens em jogos mobile, diz pesquisa

A visão de que os homens são os maiores consumidores do mercado de games já não é mais tão próxima da realidade. Já há algum tempo nota-se a presença cada vez mais forte no público feminino. Dados de 2016 mostraram que as mulheres representam 52,6% dos usuários, isso considerando somente o Brasil.

Agora, novos dados apontam uma crescente – e um mercado amplo a ser explorado. Segundo uma pesquisa da Liftoff, que analisa games mobiles, as mulheres que jogam pelo celular tem cerca de 79% de propensão a investir dinheiro real em seus jogos. Essa informação é tão útil para os jogadores, que podem avaliar seu próprio comportamento, quanto para as desenvolvedoras, que podem produzir games mais focados para os interesses femininos.

Público feminino

Esses resultados, que a cada ano ficam maiores, são importantes para que a indústria perceba uma mudança de comportamento e passe a incentivar a entrada de mais e mais mulheres para o mundo dos games. Muitas mulheres se sentem inibidas, inclusive, de baixar um game porque acreditam que os títulos não foram desenvolvidos para elas, ou até entendem que jogos são “coisas de meninos”.

Mas os homens não precisam se preocupar. A ideia não é que os jogos tenham uma cara mais “feminina”, e sim, sejam mais inclusivos para todos os públicos. Até porque, outra análise recente, mostra que o percentual de homens e mulheres que jogam pelo celular é quase o mesmo, com a maioria de 52% ainda masculina.

Gastando com os games

Sim, como a pesquisa apontou, as mulheres estão mais propensas a gastar em games, especialmente aqueles em que se sentem atraídas por conquistar itens, evoluir ou até apostar. Isso não significa que os homens são imunes, mas que o público feminino tem um poder de compra cada vez maior no mundo dos games.

Aplicativos de apostas, por exemplo, estão na lista dos preferidos de muitos usuários do sexo masculino, já que possuem uma boa usabilidade, diversão e a possibilidade real de ganhos. Tudo isso aliado ao fato que o Brasil é o país do futebol. Ou seja, mais do que gastar com um aplicativo, o usuário pode ganhar uma boa quantia nesse tipo de conteúdo. Embora, às vezes, diante de tantas opções, o usuário se pergunte: “Mas quais são os melhores cassinos online?” Este seria um tema para outra matéria…

De qualquer forma, o que essas pesquisas nos mostram é que o mercado de games, especialmente a versão mobile, tem tudo para continuar em uma crescente constante. Com mais usuários adeptos, e portanto, mais dinheiro sendo gasto, as desenvolvedoras se sentem seguras para investir e proporcionar uma ótima experiência para os jogadores.

Games mobile

Mas, se engana quem pensa que o smartphone é a preferência das mulheres. Na verdade, dados deste ano apontam que 82% dos jogadores brasileiros utilizam somente o celular. O motivo principal é a praticidade de carregar o game em todos os lugares, possibilitando o uso em horários considerados ociosos, como dentro do ônibus, na fila do banco, ou no intervalo para o almoço.

Os tipos de jogos mais acessados pelos usuários são bem variados, tendo na lista dos mais jogados títulos como The Sims, Super Mario Run e PES. A lista completa dos melhores jogos de 2017, por exemplo, mostra que existe um público amplo para cada tipo de jogo e que é um ótimo mercado para as desenvolvedoras investirem – o que garante ainda mais títulos para nossa escolha.

Mais sobre: comportamento diversão