Seu WiFi está em risco: veja como se proteger

Todo mundo ama WiFi (especialmente quando ele é de graça), mas agora seu amor está em risco, com a recém descoberta ameaça de segurança ao protocolo WPA2, a KRACK.

Assim foi batizado o conjunto de falhas de segurança descobertas pelo pesquisador Mathy Vanhoef, que permitem a interceptação da conexão entre o dispositivo e roteador, possibilitando o roubo de informações sensíveis do usuário (como senhas e dados bancários, por exemplo) ou até mesmo ataques maliciosos em sites seguros que você acessa todos os dias.

Sim, todas as redes WiFi do mundo estão em risco, inclusive a sua.

Wifi em risco - Mobizoo

E agora, o que fazer?

Não adianta sair [email protected] trocando a senha de suas redes WiFi, ou mudar o protocolo WPA2 para WEP ou WPA. E também não vai resolver mudar o nome da rede (SSID) ou limitar o acesso à rede somente para dispositivos com endereços MAC conhecidos. Isso tudo é inútil e só vai te dar trabalho.

Enquanto as fabricantes de roteadores e empresas de segurança buscam uma solução definitiva, por enquanto a recomendação é ficar [email protected] nas atualizações que serão liberadas em breve para os principais sistemas operacionais (Windows, Mac OS, Android e Linux).

Elas irão garantir um pouco mais de tranquilidade para os usuários, mas ninguém ainda estará 100% protegido.

Por hora é melhor você concentrar todas as suas operações bancárias, trocas de mensagens sigilosas e compras online e demais registros de dados sensíveis em conexões 3G/4G ou por cabo Ethernet.