5 dicas de ouro para evitar invasões na sua rede Wi-Fi

Ahhh a Internet… Esse lugar maravilhoso cheio de memes e vídeos engraçados, esse mar de informações e entretenimento… Tudo é tão legal… mas péra, tá ficando meio lento… algumas páginas não estão abrindo… meu download parou… Acho que invadiram minha rede Wi-Fi! Socorro!!!

Calma amiguinho! Tudo vai ficar bem! Respira fundo… Senta aí que eu vou te ajudar.

roubando rede wi-fi

Não importa se você mora numa casa ou prédio, em algum momento algum vizinho safado vai tentar roubar seu Wi-Fi.

Muita gente imagina que esses meliantes são especialistas em tecnologia, verdadeiros hackers. Nada! A grande maioria só conseguiu invadir sua rede Wi-Fi porque você deu mole mesmo. A verdade é que:

Bastam algumas atitudes simples para proteger sua rede Wi-Fi contra os invasores

1. Mude a senha do roteador

Essa é básica. Se você nunca mexeu nas configurações do seu roteador Wi-Fi desde que o técnico da empresa instalou o serviço em sua casa, você está fazendo isso MUITO errado.

Depois que o técnico vai embora, a primeira coisa que você tem que fazer é mudar a senha da sua rede Wi-Fi, e a segunda é mudar a senha do painel de administração do seu roteador.

Para isso basta acessar no seu navegador o endereço do seu roteador: 192.168.0.1 (esse endereço é universal) e logar no painel de administração.

painel roteador rede wi fi

Como a maioria das pessoas nunca mexe nisso, o nome de usuário e senha do painel de administração permanecem com o padrão das fabricantes – nome de usuário: admin e senha: password. É aí que mora o perigo.

Qualquer um que saiba dessa informação, que aliás é fácil de encontrar na Internet, pode entrar no seu roteador e fazer a festa.

Alguns modelos de roteador podem ter endereços diferentes de 192.168.0.1 ou mesmo outras combinações padrão de nome de usuário e senha. Consulte estas informações no manual ou na parte inferior do seu aparelho.

Por isso não dê bobeira, entre no painel do seu roteador e mude a senha de administração agora mesmo. Geralmente ela fica na tela de configurações básicas do roteador (basic setup).

Se preferir, mude também o nome de usuário.

2. Proteja o nome da rede

Uma dica extremamente simples para evitar invasões em sua rede Wi-Fi é simplesmente escondê-la.

Com apenas 1 clique você desativa a opção SSID Broadcast no painel do seu roteador e evita que o nome da sua rede seja exibido para quem procurar por redes Wi-Fi próximas.

esconder rede wi-fi
Pronto! Sua rede ficou invisível.

3. Bloqueie dispositivos desconhecidos

Se você já aplicou as duas dicas anteriores, as chances são grandes de sua rede Wi-Fi não ser mais invadida. Maaaasssss, se mesmo assim você ainda desconfia de algo, ou tem realmente vizinhos hackers, é melhor tomar mais uma atitude.

É possível configurar sua rede de modo que ela só aceite conexões de dispositivos autorizados (white list), ou bloqueie as conexões de dispositivos “estranhos” (black list).

Para isso acesse a opção MAC Filtering no painel do roteador e cadastre os identificadores MAC de cada um dos seus dispositivos (você vai precisar buscar nas configurações de rede de cada um):

bloqueio mac rede wi-fi
Em alguns roteadores as opções aparecem como Allow (permitir) ou Deny (negar), e não black list e white list.

4. Atualize seu roteador

Você já deve ter lido isso em outros lugares, mas às vezes a forma mais prática de ficar seguro é manter seu dispositivo atualizado.

As fabricantes vivem corrigindo brechas de segurança que encontram em seus aparelhos, e portanto é sua missão mantê-los sempre rodando a versão mais recente de software disponibilizada pela empresa.

A maioria dos painéis de administração dos roteadores modernos já contam com um botão de atualização. Mas se o seu ainda não possuir, basta baixar o arquivo do firmware mais recente no site da fabricante e instalar.

firmware update rede wi-fi

5. Crie uma senha decente!

A última dica é a mais óbvia, mas muita gente tem preguiça de fazer.

Pare de colocar como senha da sua rede Wi-Fi combinações simples e bobas, como o aniversário do seu filho, o nome do seu cachorro ou o último título do seu time.

Pegue papel e caneta e crie uma sequência longa e absurda de caracteres, ou, se você não tem paciência para isso, use um gerador senhas como o do Random.org.

É importante que você utilize o padrão de criptografia WPA2, que é o mais forte disponível para redes Wi-Fi.


E aí, curtiu as dicas? Então compartilhe esse artigo com seus amigos e deixe seus comentários!