3 dicas para identificar um celular original e evitar réplicas

Quem nunca clicou numa promoção com preço incrível, mas ficou na dúvida se o produto à venda era de fato um celular original ou uma réplica?

Aquela oferta “marota” num site com nome estranho… será que é confiável? Como saber se o smartphone vendido é “quente” mesmo, e você não está sendo enganado(a)?

Na verdade não há segredo, e tudo que você precisa fazer é ficar bem atento(a) e seguir essas dicas que o Mobizoo traz exclusivamente para você. Com elas você vai ficar Pro, e vai passar bem longe dos smartphones bem baratos e… bem falsos.

1. Atente-se ao preço

Dica óbvia, todos sabemos, mas algumas pessoas ainda caem no conto de um smartphone mais recente ser vendido a quantias módicas.

Não se iluda! smartphones modernos são caros (especialmente tratando-se da realidade brasileira, repleta de impostos), então nada de pensar que está “se dando bem” comprando um iPhone 7 por 999 reais, OK?

Os celulares mais atuais, mesmo durante promoções, ficam em uma faixa de preços bem definida entre os concorrentes. Com a exceção de quando o site é internacional, pois os preços em dólares geralmente são mais atraentes (mas cuidado com os valores para importação e as taxas que a Receita pode aplicar).

celular original ou réplica?

2. Visual e qualidade

O acabamento e visual dos smartphones falsos é de qualidade inferior quando comparado aos originais. A própria caixa já irá mostrar traços de uma possível falsificação, com materiais e impressões de má qualidade e mal acabados, assim como as notas e lacres oficiais, que não constam.

O aparelho em si, quando não trata-se de um celular original, geralmente é feito com um material de baixa qualidade, com detalhes e particularidades (como por exemplo o logo da marca) com acabamento mal feito, câmera em lugar diferente do original e materiais que descascam facilmente.

É interessante também já ter visto o aparelho original pessoalmente (em uma loja, com algum amigo, etc.) para comparar a aparência com o adquirido.

A bateria também é algo que deverá ser analisado, pois possui o nome do fabricante nela, quando o aparelho é original. Existem também várias empresas que são conhecidas por criarem imitações de smartphones, como a Orro, OrientPhone, iNEW, KingSing e HDC. Então já sabe né, se encontrar esses nomes, fuja!

3. Verificando especificações de hardware

As especificações do aparelho poderão ser conferidas por meio de aplicativos baixados na Play Store, como o Phone Specs e o CPU-Z, e devem ser comparandas com as informações encontradas em sites especializados, como GSMArena. Os dados de hardware como processador, modelo, arquitetura e GPU deverão estar de acordo com as informações fornecidas pela fabricante.

Concluindo

Essas são as principais dicas para ajudar você, usuário, a se prevenir da compra um aparelho pirata, estragando suas expectativas e a experiência de utilizar um celular original, de qualidade.

Além disso, é sempre bom pesquisar preços e buscar comprar em locais/revendedores autorizados ou lojas de confiança, conferindo a autenticidade dos sites quando a compra é online e procurando não cair em armadilhas.

Tem mais alguma dica? Deixe aí nos comentários!

Mais sobre: segurança