5 tecnologias que mudaram os games

A era dos videogames começou em 1971 com um jogo “Computer Space” (pois é, não foi “Pong”) e, olhando para estes quase 50 anos de trajetória, é impossível desvincular o impacto das evoluções tecnológicas no mundo dos games. Desde o desenvolvimento do microprocessador até a recente onda de Realidade Virtual e Aumentada, jogos e desenvolvimento tecnológico caminham lado a lado.

5 tecnologias que mudaram os games - Mobizoo

1. Internet

Claro que falando das tecnologias que permitiram a evolução do games não podemos esquecer da mais revolucionária; a Internet.

Sua influencia é tão grande que hoje em dia não existem apenas jogos que precisem da Internet para funcionar, mas sim jogos cujo desenvolvimento é feito com foco na Internet, como por exemplo os MMOs (Massive Multiplayer Online).

Graças à Internet, hoje não é mais necessário comprar cópias físicas dos jogos, e, caso um título tenha um erro (bug) no seu lançamento, ele pode ser corrigido com o download de uma atualização.

Graças à fibra ótica, que nos permite grande velocidade de conexão à Internet, hoje podemos fazer o download de jogos enormes de forma muito rápida, tudo sem sair do conforto de casa.

2. Cloud e streaming

Outra tecnologia muito importante para os games é o serviço de cloud. Antigamente ninguém poderia imaginar que seria possível rodar jogos inteiros remotamente, sem ter que ocupar um único GB de memória no computador, tudo isto no navegador, e com ótima taxa FPS (quadros por segundo).

Esta nova forma de entretenimento sem a necessidade de console é tão promissora, que o próprio Google já anunciou sua plataforma de games por streaming, o Stadia.

Nela os assinantes poderão desfrutar de títulos AAA com qualidade 4K à 60 fps e HDR, tudo remotamente.

3. Telas de toque

Há alguns anos, jogar apenas deslizando os dedos na tela algo impossível, porém mais uma vez os avanços da tecnologia provaram que tudo é possível. Os jogos para celular já representam uma das mais importantes fatias do mercado, e a qualidade deles muitas vezes já se equipara com títulos para console.

Cada vez mais vemos empresas apostarem todas as suas fichas nos games mobile, como é o caso da Jagex, que recentemente trouxe seu clássico MMORPG Runescape para os celulares.

4. Realidade Virtual e Aumentada

As tecnologias VR (Realidade Virtual) já surgiram e desapareceram diversas vezes nas últimas décadas, mas nesta última onda, finalmente alcançaram desempenho suficiente para oferecer boa imersão para os gamers.

Paralelamente, o desenvolvimento das aplicações de Realidade Aumentada visto nos últimos anos acrescentou um elemento importante em diversos games de sucesso, como Pokémon Go, que usam a “vida real” para exibir elementos virtuais e interativos.

Atualmente as duas tecnologias convergem para experiências que parecem saídas dos filmes de ficção, e graças à isso, provavelmente veremos nos próximos anos uma verdadeira revolução nos jogos eletrônicos, onde vai ser difícil distinguir o que é real e o que é fantasia.

Além disso, graças à Realidade Virtual, um novo mundo se abriu para os casinos online, permitindo milhares de pessoas espalhadas pelo mundo possam se sentar numa mesa de Poker como se tudo fosse real.

5. Transações in-app

Hoje existem diversas formas não só de gastar dinheiro com jogos, mas também de fazer muita grana com eles. Tudo depende de que lado você está.

O surgimento das tecnologias que permitem transações financeiras dentro dos aplicativos e jogos tornou este mercado, que já movimentava bilhões de dólares ao ano, em algo ainda maior.

No caso dos casinos online, por exemplo, cada vez mais pessoas se tornam jogadores profissionais (muitas vezes ganhando muito dinheiro), assim como nos torneios de Battle Royale e demais e-sports. Essas modalidades são hoje em dia o “ganha pão” de muita gente, sejam jogadores ou youtubers.

Obviamente, não podemos esquecer da galera dos “bastidores” da indústria, ou seja, os desenvolvedores, que faturam alto toda vez que um game emplaca milhões de usuários.

Agora conta aí nos comentários: qual tecnologia que não comentamos aqui impactou o universo gamer?

Mais sobre: diversão