Redmi Note 8 Pro: desempenho top por preço camarada

A galera mais geek adora pegar no pé da MediaTek, mas dessa vez eles vão ficar sem munição: o Redmi Note 8 Pro conta com um dos melhores chips já feitos pela empresa, e certamente vai deixar a Xiaomi “sorrindo de orelha à orelha” nas vendas, graças ao seu enorme poder de fogo e eficiência. Não é à toa que o novo smartphone já está sendo chamado de celular-gamer-custo-benefício pela crítica especializada.

Aliás, o modelo acaba de chegar no Brasil por um preço bastante interessante, e nos próximos parágrafos eu te conto se o conjunto do bonitão realmente vale o que cobra.

Redmi Note 8 Pro: ficha técnica, preço e onde comprar - Mobizoo

Redmi Note 8 Pro: preço e onde comprar

A DL, distribuidora oficial da Xiaomi no Brasil, acaba de colocar o Redmi Note 8 Pro à venda por R$ 2.299, na versão com 6 GB de RAM e 64 GB de armazenamento. Você pode comprar através da loja online, da loja física em São Paulo (Shopping Ibirapuera), e também nas lojas parceiras da DL (Pernambucanas e Ricardo Eletro).

Claro que é um valor mais alto que o do mercado cinza, mas não é absurdo se você levar em conta a tranquilidade da garantia de 1 ano e assistência técnica local. À título de comparação, a versão com 128 GB de armazenamento sai por R$ 1.500 na Cissa Magazine, com garantia de 3 meses.

Redmi Note 8 Pro: design e construção

O Redmi Note 8 Pro foge do padrão de design presente nos Note 7 e 8, e se aproxima mais do Mi9T, com traseira curva e módulo da câmera centralizado.

A tela é enorme, com suas 6,53 polegadas e notch em forma de gota, e a margem abaixo dela é a menor já vista na linha, oferecendo aproveitamento frontal bem próximo ao do Mi9T. Infelizmente, a tecnologia não é a AMOLED, e sim a IPS.

A traseira de vidro possui um efeito degradê muito bonito, mas para cortar custos, o corpo do modelo teve que ficar com o plástico mesmo.

Redmi Note 8 Pro: design e construção

Redmi Note 8 Pro: ficha técnica

O Redmi Note 8 Pro é um smartphone com proposta muito definida, bem diferente dos “pau pra toda obra” Note 7 e Note 8. Seu foco é no desempenho.

Pra você ter uma ideia, mesmo o intermediário mais potente da Xiaomi atualmente; o Mi9T, atinge 210.000 pontos no Antutu Benchmark (v7), enquanto o Note 8 Pro bate assombrosos 290.000 pontos.

Também não é pra menos: além do processador super veloz e da GPU de alto desempenho para games, o N8P ainda traz sistema de resfriamento líquido, memória no padrão UFS 2.1, e bateria de 4500 mAh que nos testes de autonomia do GSMArena bateu concorrentes com 5000 mAh, ficando no top 20 dos telefones com maior duração da atualidade.

  • Android 10 com MIUI 11;
  • Tela IPS Full HD+ de 6.53 polegadas com vidro Gorilla Glass 5;
  • Chipset MediaTek Helio G90T com sistema de resfriamento líquido;
  • GPU Mali-G76 MC4;
  • 6 ou 8 GB de RAM;
  • 64 ou 128 GB de armazenamento interno + entrada micro SD;
  • Câmera traseira quádrupla:
    64 MP, f/1.9, 26mm (wide), 1/1.7″, 0.8µm, PDAF
    8 MP, f/2.2, 13mm (ultrawide), 1/4″, 1.12µm
    2 MP, f/2.4, 1/5″, 1.75µm (macro)
    2 MP, f/2.4, 1/5″, 1.75µm, (sensor de profundidade)
  • Gravação de vídeo 4K 30 fps;
  • Câmera frontal de 20 MP, f/2.0, 0.9µm;
  • Bluetooth 5;
  • NFC;
  • Rádio FM;
  • Leitor de impressão digital traseiro;
  • Sensores: acelerômetro, giroscópio, proximidade, bússola, infravermelho;
  • USB Tipo C;
  • Bateria de 4500 mAh com carregamento rápido (18w).
Redmi Note 8 Pro: câmeras

Redmi Note 8 Pro: câmeras

Como eu disse acima, o foco do Redmi Note 8 Pro é no desempenho, e não nas câmeras. Maaasss, isso não quer dizer que ele traz um conjunto fotográfico ruim, muito pelo contrário.

Temos uma lente principal de 64 MP com abertura f/1.9 e sensor de 1/1.7″, acompanhada de um lente ultrawide, e uma macro. Há um sensor extra para captura de profundidade de cena (Modo Retrato), mas ele não é uma câmera utilizável.

Comparado ao sensor de 48 MP do Note 7, o sensor de 64 MP do N8P é sim um upgrade considerável tanto em fotos com boa luz quanto nas low-light (noturnas), mas as lentes extras não são essa coisa toda, até porque nenhuma delas conta com estabilização óptica.

Confira essa foto feita pelo pessoal do GSMArena com a lente principal do modelo:

Foto feita com a câmera principal do Redmi Note 8 Pro

A frontal também é apenas um pequeno upgrade em relação à do Note 7, então não espere milagres.

Agora conta aí nos comentários: o que você achou do Redmi Note 8 Pro? Vale a pena?

Mais sobre: xiaomi