Galaxy M20: bateria gigante por um preço pequeno

O Galaxy M20 é o “irmão do meio” da linha M da Samsung, série de aparelhos com foco em bateria que só é vendida online.

O modelo possui o mesmo processador Exynos 7904 do M30, mas as semelhanças param aí. A câmera traseira do M20 é dupla (e não tripla como no M30), e a tela é TFT, e não AMOLED como a do irmão mais caro.

Apenas esses dois detalhes já são suficientes para nos perguntarmos se vale a pena economizar os R$ 200 de diferença entre eles, e além disso não podemos esquecer de seu principal concorrente, que já foi aprovado em nossa análise por aqui: o Moto G7 Power.

Galaxy M20: preço, ficha técnica e onde comprar - Mobizoo

Galaxy M20: design e construção

A construção do Galaxy M20 não possui muitos destaques e, diferente do M30, nem chega perto de lembrar um celular mais sofisticado. O corpo do aparelho é feito de plástico liso com bordas arredondadas, sem nenhum tipo de efeito ou pintura diferenciada (tá na moda né?).

O lado positivo de ser feito em plástico é que este celular acaba sendo bem leve e robusto, mesmo com a bateria gigante. O lado negativo é que arranhões aparecem de forma fácil, sem você nem saber de onde vieram. Ele está disponível apenas nas cores: preto e azul, que lá fora possuem os nomes “charcoal black” e “Ocean Blue“.

M20 - traseira

O sensor biométrico está presente em sua traseira, e conta com um formato meio oval. Ele também pode ser usado para rolar a central de notificações. Na parte inferior do aparelho podemos encontrar a entrada P2 para fones de ouvido, USB tipo C, microfone e saída de áudio, que é um grande upgrade considerando o M10, que tem a saída na traseira e pode ser bloqueada simplesmente deixando o celular em cima da mesa.

Galaxy M20: construção

A tela do smartphone mede 6.3 polegadas e traz tecnologia TFT com resolução Full HD+ (2340 x 1080), apresentando cores fortes e brilhantes, bom contraste, pretos profundos e bons ângulos de visão. Tudo leva a crer que a Samsung aplicou um painel TFT de boa qualidade no modelo.

O celular faz um ótimo aproveitamento das bordas e o uso do notch em formato “gota”, mas não há sensor de luminosidade para ajuste automático do brilho de acordo com o ambiente. O LED de notificações também é um recurso que foi sacrificado e faz falta neste aparelho.

Galaxy M20 - tela

Galaxy M20: câmeras

A começar por suas câmeras traseiras, encontramos um conjunto duplo, com a principal sendo de 13MP e abertura f/1.9. A secundária é uma grande-angular de 5 MP com abertura f/2.2. Em sua parte frontal encontramos uma câmera selfie de 8 MP e abertura f/2.0.

A câmera principal consegue bons cliques em ambientes com boa luminosidade. Os detalhes estão presentes, mas ao analisar com mais atenção, é possível encontrar ruídos em algumas partes das fotos.

O HDR trabalha bem, principalmente em ambientes contra a luz e consegue dar um contraste legal para as cores, mas dependendo da ocasião é melhor deixá-lo desligado mesmo. Fotos em ambientes fechados, com pouca luz ou mesmo a noite não são o ponto forte deste aparelho. Você irá se deparar com muitos ruídos e poucos detalhes.

M20 - Foto com Luz
M20 - Foto a noite

A grande-angular é bem interessante e funciona legal para ambientes bem abertos e com boa luminosidade. Ela consegue capturar alguns detalhes e seu ângulo de 120° faz com que você consiga tirar fotos muito interessantes. Fotos com pouca luz com essa câmera são bem fracas e, na maioria das vezes, servem apenas como registro do momento mesmo.

Galaxy M20 - grande-angular

A sua câmera frontal consegue tirar selfies bem bacanas pelo nível do celular. Em boa luz, o nível de detalhes é bem aceitável e os recortes do Modo Retrato são relativamente bem feitos, principalmente considerando a falta de um sensor de profundidade.

A famosa suavização de pele ainda está presente no pós-processamento, mesmo com embelezamento desligado. Isso faz com que seu rosto perca alguns detalhes no resultado final.

Na hora de usar o celular para gravações de vídeos, você conseguirá resultados bons, mas nada muito surpreendente. Ele faz filmagens em Full HD e consegue capturar bem os detalhes, sem estourar o fundo em áreas abertas. O maior problema é a falta de estabilização, então vídeos em que você estiver em movimento podem virar um verdadeiro terremoto.

O software continua o mesmo de outros celulares da Samsung, então para quem já está na marca não terá grandes surpresas. Você pode alternar entre as câmeras, acessar as configurações de fotos e ativar recursos como o HDR. Os modos de fotos ficam todos em uma barra superior e podem ser facilmente trocados.

Galaxy M20 - software da câmera

No geral as câmeras do aparelho são boas na medida do possível de um intermediário de entrada. Se você não criou expectativas (não crie), irá gostar dos resultados.

Galaxy M20: desempenho

O M20 possui o chipset Exynos 7904 (14 nm) com 2 núcleos 1.8 GHz (Cortex-A73) e 6 núcleos 1.6 GHz (Cortex-A53). O desempenho para tarefas cotidianas é muito bom, mas ao abusar um pouco do multi-tarefas o usuário pode sentir um pouco de delay em alguns momentos.

Para quem gosta de jogar, ele conta com a GPU Mali-G71 MP2, então você conseguirá um bom desempenho em jogos medianos. Já em opções mais pesadas como PUBG, o celular pode apresentar algumas quedas de FPS mesmo com as configurações do jogo no médio. Você poderá jogar, mas o desempenho não será o mais fluído possível.

Galaxy M20 rodando PUBG

Você pode encontrar o M20 em modelos com 3 ou 4 GB de RAM e 32 ou 64 Gb de memória interna. Se essa quantidade de armazenamento não for suficiente para você, é possível expandir para até 512 GB com um cartão microSD.

A bateria é o ponto forte do aparelho, principalmente considerando o segmento intermediário onde ele está inserido. São 5000 mAh de capacidade, que com um usuário mediano deve durar entre um dia e meio até dois dias.

E para finalizar, é importante registrar que este aparelho foi lançado com o Android 8.1 Oreo e a Samsung Experience. A interface é bonita e possui algumas funções interessantes, mas seria mais legal se ele já chegasse com o Android 9 Pie e a One UI.

Galaxy M20: ficha técnica

  • Android 8.1 Oreo  com a interface Samsung Experience 9.5 (com Português Brasil);
  • 4G Dual Chip (2 nano SIM + Slot MicroSD);
  • Tela TFT Full HD+ de 6.3 polegadas e 19,5:9 (2340 x 1080 px);
  • Processador Exynos 7904 (14 nm) com 2 núcleos 1.8 GHz (Cortex-A73) e 6 núcleos 1.6 GHz (Cortex-A53)
  • Mali-G71 MP2;
  • 3/4 GB de RAM;
  • 32/64 GB de armazenamento interno expansível via cartão Micro SD de até 1 TB;
  • Câmera traseira dupla:
    13 MP, f/1.9, PDAF
    5 MP, f/2.2, 12mm (grande-angular)
    Gravação de vídeo da câmera traseira: 1080@30fps;
  • Câmera frontal 8MP (f/2.0);
  • Gravação de vídeo da câmera frontal: 1080p@30fps;
  • Leitor de impressão digital traseiro;
  • GPS, Glonass, Beidou;
  • Sensores: acelerômetro, giroscópio, sensor de proximidade, bussola;
  • USB Type-C;
  • Bluetooth 5;
  • Bateria de 5000 mAh com carregamento rápido 15W.

Galaxy M20: preço e onde comprar

O Galaxy M20 já está disponível nas lojas com preço sugerido de R$ 934. Clique o botão abaixo para comprar pelo melhor preço:

COMPRAR

Comprando através dos nossos links, você nos ajuda a manter o site.

Fotos: GSMArena e Androidauthority

Mais sobre: samsung