Reviews

Review Lenovo Vibe A7010: um celular que dá valor ao seu dinheiro

A Lenovo já fabrica celulares há algum tempo lá fora, mas resolveu estrear por aqui com um aparelho que deve agradar em cheio quem procura um Android “quase top” com preço de intermediário: o Lenovo Vibe A7010.

Passei um mês com essa belezinha e minhas impressões você confere abaixo.

2016 começou com uma grande reviravolta no mercado brasileiro de smartphones, já que o governo decidiu acabar de vez com as isenções que deixavam os celulares e outros eletrônicos mais acessíveis para o povão. Resultado: quase todos os smartphones ficaram mais caros.

Curiosamente, logo no início de janeiro, enquanto o Moto X Play, Asus Zenfone Selfie e outros aparelhos da categoria pulavam da casa dos 1.200 para os 1.500, o aparelho da Lenovo se manteve com seu custo original, na casa dos R$ 1.200 (chegou até a ficar abaixo disso).

Desta forma, somente pelo preço mais em conta, o primeiro smart da Lenovo se tornou instantaneamente uma excelente opção de compra entre seus concorrentes de mesmas características (Tela Full HD, processador Octa Core, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento).

Assim como o Alcatel Onetouch Idol 3, a proposta principal do Lenovo Vibe A7010 para se destacar em sua categoria é o seu conjunto de som. O aparelho conta com a tecnologia Dolby Atmos e um belo par de alto falantes frontais, que prometem uma experiência de som diferenciada.

Bora conhecer melhor o aparelho?

Prós:

  • Bateria com duração acima da média;
  • Tela que enche os olhos: enorme, alta definição, cores brilhantes, ótimo contraste e bons ângulos de visão;
  • Som do alto falante é espetacular;
  • Carregador que carrega a bateria rapidinho;
  • Corpo tem boa pegada apesar do tamanho avantajado;
  • Leitor de impressão digital é cheio de truques legais;
  • Vem com uma capinha na caixa;
  • Customizações da Lenovo são úteis e não deixam o Android pesado;
  • Atualizações para correção de erros e melhorias do sistema são constantes – Android 6 prometido para os próximos meses;
  • 4G disponível nos 2 chips;
  • Recurso “Área Segura” permite 2 Whatsapps funcionando no aparelho;
  • Câmeras rápidas e de boa qualidade.

Contras:

  • Volume baixo nos fones de ouvido;
  • Capa que vem com o aparelho arranha muito facilmente e fica horrorosa em 2 semanas – só serve como proteção provisória mesmo;
  • Desempenho fraco com jogos 3D mais sofisticados (especialmente Asphalt 8);
  • Moldura da tela e furos dos alto falantes acumulam poeira.

Especificações

  • Android 5.1 Lollipop;
  • 4G Dual Chip;
  • Tela IPS 5.5 polegadas Full HD (1080 x 1920 px);
  • Processador Mediatek MT6753 Octa Core 1.3 GHz;
  • 2 GB de RAM;
  • GPU Mali T720;
  • Câmera traseira de 13 MP com flash dual tone;
  • Câmera frontal de 5 MP;
  • Gravação de vídeo Full HD;
  • 32 GB de armazenamento interno;
  • Entrada para microSD até 128 GB;
  • Leitor de impressão digital;
  • USB Host (OTG);
  • Bluetooth 4 A2DP;
  • NFC;
  • A-GPS;
  • Rádio FM;
  • Alto-falantes Estéreo frontais;
  • Sistema de som Dolby Atmos;
  • Bateria 3300 mAh.

O que vem na caixa? (unboxing)

Tela

Assim que liguei o aparelho pela primeira vez fiquei surpreso com a qualidade de sua tela. Ela é bem grande e brilhante, com definição de imagem de cair o queixo, cores vibrantes e ângulo de visão muito amplo.

Apesar de não ser AMOLED, o preto que ela exibe é bem preto, o que colabora para um contraste animal.

Jogos e filmes ficam lindos na tela do Vibe, e o gostinho que fica na boca é de estar de frente para um dispositivo top de linha.

A visibilidade debaixo do sol não é ruim, mas também não impressiona. Já no escuro é possível ativar o modo noturno da tela, que deixa o brilho mais confortável para os olhos.

Design

Apesar de ser um celular grandalhão, o Lenovo Vibe A7010 possui um desenho que colabora para uma pegada bastante confortável. Ele não é um aparelho fininho como o Alcatel Onetouch Idol 3, mas ele é mais fino (e leve) do que seu concorrente direto, o Moto X Play.

Seu design é sóbrio, com um ar “executivo” típico dos produtos da empresa. Seu corpo é totalmente em plástico, mas graças à seu ótimo acabamento, com laterais que imitam metal e traseira “soft touch“, o Vibe acaba passando a impressão de ser um dispositivo premium, mais bem resolvido que seu outro desajeitado concorrente, o Asus Zenfone Selfie.

Outro ponto em que o Vibe supera o Zenfone Selfie no quesito design é a posição dos botões físicos: enquanto o aparelho da Asus dispõe o botão Power no topo do aparelho (impossível de alcançar com uma mão só), e os botões de volume na traseira (inacessíveis com o aparelho deitado), o Vibe mantém a tradicional (e funcional) disposição dos botões Power e Volume em linha, no lado direito do aparelho.

Outro ponto positivo na minha opinião: a marca Lenovo está apenas na traseira do smart, deixando a frente livre apenas com a tela e os alto falantes. Acho de muito mal gosto colocar a marca da fabricante em destaque na frente do aparelho, como fazem a LG, Asus, Samsung e Sony. Sério gente, vocês precisam parar com isso!

É importante destacar que a tampa traseira do Vibe sai com extrema facilidade, dando acesso rápido aos slots SIM e SD (a bateria não é removível). A mulherada nunca mais vai ter que quebrar as unhas tentando abrir seu celular.

O único ponto negativo na minha opinião é a facilidade de acúmulo de poeira que verifiquei nos furos dos alto falantes e no pequeno espaço que existe entre o vidro e a moldura da tela.

Câmera

Os 13 megapixels para a câmera traseira e 5 para a frontal já se tornaram o padrão para os celulares na faixa logo acima dos mil reais, porém isso não quer dizer que todos apresentem a mesma qualidade.

Felizmente tive uma ótima experiência com as câmeras do Vibe. A traseira foi muito competente em várias situações de luz, inclusive em alguns ambientes mais escuros. E a frontal capturou boas selfies, mesmo com um pouquinho de exagero no efeito de esmaecimento dos rostos (ela faz de tudo para deixar todo mundo bonito, mas isso nem sempre é possível, certo?).

A velocidade de captura é ótima nas duas câmeras, e, mesmo no modo HDR o foco é bastante esperto na hora de interpretar as cenas. O aplicativo de câmera da Lenovo é bastante parecido com o do iOS e possui uma porção de truques legais que deixam as fotos ainda mais bacanas.

Abaixo estão as fotos que tirei para testar o aparelho. Confira:

câmera lenovo vibe a7010
Piscina de bolinhas – Câmera traseira. Mesmo com a complexidade da imagem, o aparelho se saiu muito bem. Clique para ampliar.
câmera lenovo vibe a7010
Vista da janela com HDR. Clique para ampliar.
câmera lenovo vibe a7010
E sem HDR. Clique para ampliar.
câmera lenovo vibe a7010
Macro com foco no primeiro plano. Clique para ampliar.
câmera lenovo vibe a7010
E com foco no segundo plano. Clique para ampliar.
IMG_20160130_191457
Fim de tarde: dentro do carro em movimento. Clique para ampliar.

Desempenho

Com processador Octa Core da Mediatek e 2 GB de RAM, o desempenho geral do Lenovo Vibe A7010 é excelente para o uso no dia-a-dia, com aplicativos carregando muito rápido e multitarefa com troca instantânea entre apps. Aliás, o multitarefa do Vibe merece destaque: nele há a possibilidade de trocar a tela de multitarefa padrão do Android pela alternativa da Lenovo, muito superior, na minha opinião.

lenovo vibe a7010 multi tarefa
Ótima tela multi tarefa do Lenovo Vibe A7010 lembra a antiga tela do iOS. Com preview grandão, dá para consultar textos/imagens nos apps sem ter que abrí-los.

O Android 5.1 customizado pela Lenovo roda liso no aparelho, com animações rápidas e rolagens de tela sempre muito fluídas, mesmo nos aplicativos mais pesados, como o Facebook. A customização do sistema não é pesada como a da Samsung ou da LG, e a sensação de uso é próxima do Android Puro, só que com muitas possibilidades de personalização para o usuário.

Em nossos testes de velocidade o Vibe A7010 se saiu muito bem, com números muito próximos de seus concorrentes, perdendo apenas para o Quantum Go, que por possuir resolução de tela inferior acaba tendo mais perna na corrida. Veja os números:

Apesar do bom resultado geral de desempenho no Antutu Benchmark, o Lenovo Vibe A7010 não é um smart próprio para rodar games 3D mais pesados. Como você pode ver em nossos testes abaixo, a GPU do aparelho tem dificuldades para manter uma boa taxa de quadros por segundo, e, especialmente no game Asphalt 8, só é capaz de entregar uma experiência satisfatória quando ajustamos o game para as configurações mínimas de gráficos.

Um dos pontos de maior destaque na performance do aparelho é a velocidade do leitor de impressão digital: seja para desbloqueio da tela ou para as demais funções que a Lenovo fornece, ele funciona instantaneamente.

É verdade que após o lançamento do aparelho foram relatados alguns bugs por parte dos primeiros compradores (principalmente no WiFi), mas eles foram resolvidos por 2 atualizações de software que a Lenovo lançou logo depois: OTA S105 e OTA S108.

Som

O selo Dolby Atmos de qualidade sonora é o grande impulsionador de vendas do Lenovo Vibe A7010, porém infelizmente em alguns aspectos ele fica só na promessa.

Os alto falantes frontais realmente entregam o que prometem: som estéreo potente, com graves encorpados, ótima definição e zero distorção. Com este conjunto frontal de som e sua incrível telona, o Vibe é perfeito para assistir seus filmes e seriados.

Já nos fones de ouvido a história é outra: o som é baixo e quase sem peso nos graves. Pelo menos com o par de fones de ouvido fornecido pela fabricante a experiência é decepcionante e fica muito aquém do que a Alcatel e a JBL oferecem no Idol 3.

É claro que isso pode ser resolvido com um par de fones de melhor qualidade, como um UrBeats, por exemplo, que quando testei no aparelho entregou mais volume e potência nos graves. Mas isso vai do nível de exigência de cada um.

Para mim o grande diferencial do aparelho está mesmo é na captura de som. O Vibe conta com um conjunto de 3 microfones de primeira que fazem um trabalho incrível na gravação de áudio. Você pode filmar shows ao vivo com tranquilidade e ter certeza de que vai ouvir tudo com muita clareza depois. Olha só:

Bateria

Se você tem horror de ficar com o celular “morto” no meio do dia, pode ficar tranquilo(a). O Lenovo Vibe A7010 conta com uma bela bateria de 3300 mAh que durou quase 2 dias inteiros em nossos testes. Essa marca se deve ao ótimo gerenciamento de energia feito pelo chip Mediatek, que desliga algumas células da bateria quando elas não estão em uso.

Além da boa performance de bateria, o carregador que acompanha o aparelho ainda oferece carga rápida que, apesar de ser um recurso não divulgado pela empresa, consegue resultado muito próximo ao visto no famoso carregador turbo dos Moto X. Em pouco mais de 1 hora o Vibe está com 100% de carga.

Conclusão

A recente categoria de smartphones Android conhecida como “intermediários avançados” é composta por aparelhos com características próximas às dos tops de linha, e que custam na faixa dos 1.200 reais. Atualmente, somente 4 modelos disponíveis no Brasil se encaixam nesta faixa, cada um com seu foco:

  • Asus Zenfone Selfie (o nome já diz);
  • Motorola Moto X Play (câmera traseira e bateria);
  • Lenovo Vibe A7010 (som e leitor de impressão digital);
  • Quantum Go 4G 32 GB (design).

Eles dividem as atenções com antigos aparelhos top de linha como o LG G3, Motorola Moto X 2ª geração e o Samsung Galaxy S5 New, que hoje custam valores próximos, porém sofrem com software e recursos datados.

Dentre as opções disponíveis para o consumidor nesta faixa de preço, o Lenovo Vibe A7010 se destaca como o único aparelho que conta com leitor de impressão digital, suporte à 4G nos 2 slots SIM e conjunto de som Dolby Atmos. Ele ainda oferece um conjunto de hardware equilibrado, que executa todas as tarefas do dia-a-dia com muita agilidade e sem engasgos, câmeras competentes e software esperto.

O grande calcanhar de aquiles do aparelho da Lenovo é o seu desempenho rodando games 3D: games mais simples como Minions Rush e Subway Surfers rodam satisfatoriamente, porém títulos mais sofisticados como Asphalt 8 e GTA 5 ficam lentos e deixam claro que a GPU Mali T720 do aparelho simplesmente não dá conta de renderizar os gráficos na tela Full HD do Vibe. Sendo assim, se o seu objetivo é comprar um aparelho que rode liso todos os jogos da atualidade, é melhor escolher outro smart.

Se você não se incomoda com tela de resolução inferior, o Quantum Go é mais barato e roda jogos pesados bem melhor que o Vibe. Agora, se você faz questão de tela Full HD para seus jogos, o Asus Zenfone Selfie – com seus 3 GB de RAM e GPU superior – é a escolha mais acertada nesse quesito.

Mas se você não está nem aí para games pesados, o Lenovo Vibe A7010 é sem dúvida o aparelho que oferece mais pelo seu dinheiro: performance impecável do sistema, recursos de usabilidade muito bacanas, leitor de digital rápido e eficiente, boas câmeras, belíssima tela e som de dar inveja.

Gostou do review? Vai comprar o aparelho? Então que tal comprá-lo com um super desconto e ainda nos ajudar a comprar alimento? Basta clicar no botão abaixo:

COMPRAR por R$ 1.151