Opinião

Estudo mostra que aplicativos Android são bem mais estáveis que os de iOS

Essa vai deixar os fanboys da Apple #chatiados.

O último relatório gerado pela empresa de gestão de aplicativos Crittercism indica que os aplicativos para Android chegam a ser 2 vezes mais estáveis do que àqueles para iOS. Essa afirmação é exatamente o oposto daquilo que era senso comum entre os profissionais de tecnologia, e surpreendeu à todos.

Os testes realizados pela pesquisa buscavam avaliar o comportamento de versões recentes de aplicativos populares para as duas plataformas móveis mais importantes da atualidade. E ao contrário do que todos achavam, o sistema do Google se mostrou mais confiável que o iOS na maioria deles.

O estudo realizado a partir da medição do índice de travamentos em ambas plataformas, e foi publicado no que a Crittercism batizou de Mobile Experience Benchmark. Um estudo completo da experiência de uso de 1 bilhão de participantes, no período de 1 mês.

Enquanto iOS 6, 7, e  7.1 obtiveram índice de travamento de 2.5%, 2.1%, e 1.7% respectivamente durante todo o período, o Android apresentou melhor performance mesmo em versões mais antigas da plataforma: 1.7% de índice no Android 2.3, e 0,7% na versão 4.0.

O estudo ainda mostra que as versões para tablets de aplicativos costumam travar bem mais do que as otimizadas para smartphones. Desenvolvedores para iPad e tablets Android ainda precisam melhorar seus códigos para obterem a mesma estabilidade encontrada nas “versões de bolso” de seus apps.

Falando de aparelhos, os Galaxies da Samsung apresentaram os menores índices de travamento tanto nos smartphones quanto nos tablets. Ponto pra coreana.

Enquanto isso, no mundo da maçã, o iPhone 5 surpreendentemente superou o iPhone 5s como aparelho mais estável.

Resumindo, o relatório é um chute no estômago de todos aqueles que defendiam que o iOS é melhor que o Android, argumentando que o software é mais otimizado para o hardware, que os desenvolvedores iOS são mais dedicados, e que por isso os aparelhos não travam.

E você, concorda com os resultados do estudo? É essa mesmo a realidade? Deixe suas opiniões nos comentários. Queremos debater com você o assunto.

Caso queira ler o estudo completo, você pode acessá-lo neste link.

Fonte: GSMArena