Notícias

Reviravolta: Apple está em queda e Samsung rindo à toa

De acordo com notícias que correram na semana passada pelos sites de tecnologia e economia, o mundo dos smartphones está vivendo uma reviravolta: Apple está em queda e Samsung rindo à toa!

Isso porque a ascendência da sul-coreana Samsung vai justamente de encontro a um dos períodos mais difíceis da Apple. O principal motivo: as vendas do iPhone, o principal produto da marca, caíram pela primeira vez desde que foi lançado, há nove anos.

apple queda vendas iphone

Os dados do primeiro trimestre de 2016, divulgados na última semana, demonstram como a inatingível norte-americana vive o seu pior momento, e esta notícia agitou e acirrou as apostas e comentários de analistas e especialistas do mundo todo.

Samsung por cima

De janeiro a março deste ano a empresa coreana teve um lucro líquido de US$ 4,56 bilhões, que significou um aumento de 14,1% em comparação aos US$ 4,06 bilhões no mesmo período do ano passado.

Ewan Spence, colaborador da Forbes/Tech, descreve esta elevação da Samsung da seguinte maneira: “Diz a lenda que a melhor hora de atacar o inimigo é no momento em que ele está demonstrando sua fraqueza. Este poderia ser também um aconselhamento estratégico seguido à risca pela empresa Samsung”.

E Spence continua, “Depois do grande sucesso dos modelos Galaxy S7 e S7 Edge presenciamos fortes indícios de que a Samsung está conseguindo virar o jogo da Apple. Uma prova disso é o aumento nas vendas da família S7 neste primeiro trimestre e a promessa do Galaxy Note 6 fazendo o mesmo percurso no segundo trimestre”.

Já o lucro líquido da gigante de tecnologia, Apple, de janeiro a março não são tão animadores assim. Segundo os dados divulgados pela própria empresa na semana passada, o trimestre registrou uma queda de 22%, isso significa o total de US$ 10,5 bilhões com as vendas do iPhone. Esta queda refletiu-se também nas ações da empresa, que viveu a pior semana da sua história.

Aposta no iPhone 7

Apesar dos números preocupantes, o risco maior está na percepção da marca iPhone pela da própria Apple. Para muitos analistas, o futuro imediato da empresa está no iPhone 7, que a Apple deve lançar em setembro.

O analista do Macquarie, Ben Schachter, escreveu a seguinte nota, “Se o iPhone 7 não surpreender com novas ferramentas úteis e significativas, nós nos preocupamos com o fato de que os clientes não atualizarão seus modelos” e completa dizendo “E, infelizmente, nada que vimos sobre o iPhone 7 até agora nos surpreende como particularmente inovador”.

Os números decepcionantes da Apple neste trimestre se encaixam em um padrão como os da Microsoft e Google, que também estiveram abaixo do esperado. Então fica obvio que a Samsung, na contramão da economia em queda, certamente tem motivos de sobra para estar rindo à toa.

Agora é aguardar o iPhone 7, e ver como a herança de Steve Jobs vai resistir ao feroz mercado oriental.

E você têm a sua preferência? Também é da opinião que o iPhone é a “Ferrari” dos smartphones? Ou acha que a maçãzinha é um status dispensável, e você está aberto para novos “relacionamentos”? Deixe seu comentário, sua opinião ou sugestão aqui no Mobizoo. Queremos muito saber!

Fontes: Forbes, Statista