Notícias

O que rolou de mais legal esta semana na CES 2016

O ano novo começou, e para os amantes de tecnologia isso só significa uma coisa: está rolando a CES 2016 em Las Vegas!

A maior feira de tecnologia de consumo do mundo começou esta semana, e como sempre trouxe uma cacetada de lançamentos, anúncios, e aquele monte de geringonças que os geeks adoram.

Para você nao ficar perdido(a) no meio do mar de informações que estão saindo na imprensa, fizemos um compilado dos fatos mais importantes que rolaram nestes primeiros dias de evento. Confira.

Lenovo anuncia o fim da marca Motorola nos celulares

Como você já deve saber, a Motorola andava muito mal das pernas em 2012 quando o Google comprou a empresa.

Sob o comando da gigante das buscas a fabricante deu um verdadeiro salto, e reconquistou o público com os seus Moto E, Moto G e Moto X.

Em 2014, no alge da popularidade da linha Moto, o Google vendeu a Motorola para a chinesa Lenovo, que manteve a estratégia no ano seguinte trazendo os X Style, X Play, X Force e G 3, ainda com o nome Motorola.

Só que, para surpresa de todos, logo no comecinho de 2016, durante a coletiva da Lenovo na CES, foi anunciado o fim da marca Motorola nos smartphones.

Desta forma, a partir deste ano os smartphones da Lenovo carregarão apenas os nomes das linhas Moto e Vibe.

adeus motorola
Adeus.

É isso, meu amigo, minha amiga: ainda nem nos curamos do luto após o desaparecimento da Nokia, e já dizemos adeus à mais uma marca icônica na história da tecnologia móvel. Tá fácil não.

Smartwatches pra todo lado

Essa CES já está sendo marcada pela “modinha” dos smartwatches – o produto mais “inútil” que agora toda fabricante quer vender. Será que vai pegar?

Bom, eu não sei. Mas o fato é que no evento tivemos um montão de lançamentos de smartwatches de diversas empresas, inclusive (veja só!) fabricantes de relógios como Tag Heuer, Fossil e Casio.

O WSD-F10 da Casio, é um smartwatch Android para que gosta de aventura, mas também é bastante atraente para que já é fã da lendária linha G-Shock. Ele é à prova d’água (50m), resistente à impactos, tiro, porrada e bomba. Dá uma olhada:

casio wsd f10
Clique para ampliar.

O Carrera Connected é o smartwatch Android “de luxo” da Tag Heuer que finalmente agrega beleza e sofisticação ao mundo dos relógios inteligentes. O pequeno detalhe: essa belezinha custa a partir de R$ 6.000.

Tag Heuer Connected
Clique para ampliar.

O Fossil Q Founder já havia sido anunciado no final de 2015, mas apareceu em toda sua glória e em seus diversos modelos na CES. Ele está disponível nas variações prata, preto e dourado rosé com pulseiras de metal ou couro. Ah, ele também roda Android Wear.

Fossil Q Founder
Clique para ampliar.

Também da Fossil é o modelo que para mim foi o grande destaque da feira: o Q Grant.

Trata-se do primeiro smartwatch mecânico do mundo. Sim, mecânico! Eu explico: ele é um relógio de ponteiro normal, sem tela digital, só que com a principal função de um smartwatch; notificações via Bluetooth. Ele conta com alerta vibratório e uma pequena luz LED que pisca com cores diferentes de acordo com o aplicativo que está enviando a notificação. E você pode configurar tudo pelo app da Fossil em seu celular.

Além de ser absurdamente lindo, ele é mais barato que todos os outros smartwatches do mercado ($ 175), e o melhor: sua bateria dura 1 semana. Eu já ia esquecendo: o Q Grant também monitora sua atividade física e é compatível com Android e iOS.

Fossil Q Grant
Clique para ampliar.

Prêmio “quem se importa?!” da CES 2016

TV 8K da LG – Na boa, nós mal temos conteúdo em 4K para sequer nos interessarmos em trocar nossas TVs Full HD por 4K, imagina gastar uma fortuna para comprar uma TV com resolução 8K? Não faz sentido!

TV 8K LG

Cinto Inteligente Samsung – Véio, é sério isso? Qual a necessidade de usar um cinto cujo principal objetivo é te dizer que você está GORDO!? Algo que qualquer fita métrica faz por apenas 5 reais!

cinto inteligente samsung

Tela Flexível – Todo ano é a mesma ladainha… “Olha, essa tela é flexível!”, “Dá pra enrolar ela que nem jornal!”, “Vamos fazer coisas incríveis com essas telas!”. Eles só esquecem de dizer que a tela não serve pra nada sem uma bateria, e as baterias são sólidas, ou seja. Isso nunca vai servir pra nada!

tela flexível