Notícias

Novo TIM Beta tem até 20 GB de internet por R$ 50, mas pera…

Com todas as polêmicas recentes sobre franquia para internet fixa, o debate sobre a qualidade – e agora também quantidade – nunca esteve tão quente. E é nesse clima que chega o novo plano TIM Beta Lab, com incríveis 20 GB de dados mensais, por apenas R$ 50… mas será que é isso mesmo?

A TIM está com uma nova estratégia para melhorar o posicionamento da marca aqui no Brasil: são ações de marketing, nova marca, mudanças estratégicas em áreas sensíveis (como o não bloqueio após o fim da franquia de dados), e até o lançamento de um plano controle super acessível; com 500 minutos de ligação, roaming gratuito ilimitado, SMS ilimitado e 1 GB de franquia de dados, a um custo mensal de R$ 35.

São essas medidas que buscam alavancar a nova proposta da TIM “Evoluir é fazer diferente”.

Veja o que diz o presidente da companhia:

“Para o consumidor, todas as operadoras são parecidas. Mas a TIM não nasceu para ser igual. Somos uma empresa pioneira, inovadora, corajosa, transparente. Evoluímos ao investir continuamente em infraestrutura e qualidade”.

Ainda mais agressiva é a proposta do novo plano TIM Beta Lab: além dos 20 GB de internet já mencionados, o cliente ainda tem 2.000 minutos de ligação para qualquer número do Brasil, seja móvel ou fixo – não importa o DDD. Pouco? Você ainda tem SMS e roaming ilimitados. Isso é… insano.

tim beta lab

Será que esse plano é bom, mesmo?

Para se ter uma real noção de quão bom é o plano da TIM, comparamos ele com o que as principais operadoras americanas oferecem hoje.

A Cricket Wireless tem em seu plano equivalente ao da TIM, 10 GB de dados por 55 dólares. A AT&T oferece 10 GB por US$ 80. Enquanto a Verizon cobra US$ 60 por 5 GB/mês.

Em relação uso de dados dos planos americanos, o TIM Beta Lab oferece grande vantagem no custo-benefício.

Vale dizer que para todos os planos mencionados nos Estados Unidos, ligações e SMS são ilimitados para qualquer número. A legislação de lá contribui para isto também, por não haver cobrança de taxas de interconexão. Ou seja, o custo para a operadora rotear uma chamada para um número da sua base de clientes ou para outra concorrente, é o mesmo.

Ok, onde está a pegadinha?

Mas como nós brasileiros somos vacinados contra pegadinhas, sempre ficamos com um pé atrás quando a esmola é demais, não é mesmo? No caso do Beta Lab 20 GB da TIM, o negócio é que, apesar de a TIM estar disponibilizando o plano, não é qualquer um que pode contratar.

Isso mesmo – além de realizar o pagamento mensal, é necessário ter um convite para poder contratar o plano e ter acesso aos benefícios. Já vimos isso antes e sabemos que não é uma ideia muito bem aceita…

E isto é um grande problema…

Então basicamente você precisa conhecer e ter ótimas ligações com algum sujeito que já esteja no plano, para que, com sorte, ele decida te convidar. E se isto não acontecer? Aí que temos uma real percepção do monstro que a TIM criou: a restrição ao clube e falta de convites gerou um mercado negro que comercializa os acessos ao TIM Beta Lab.

Se a TIM tinha como objetivo restringir um grupo selecionado de clientes dentro de um perfil para testar um novo produto (conceito de beta), ela está falhando miseravelmente ao executá-lo da maneira como está sendo feito.

Nem um grupo específico, nem abrangência: os convites podem ser comprados na internet por até R$ 100. Será que era isso mesmo que a TIM queria?

ml

Calma, essa não é a pior parte

E como nada é tão ruim que não possa ser piorado, lá vem a pior parte: Espero que você goste do Facebook, porque para ter um convite você é obrigado a ter uma conta na rede social.

Vamos supor que o Facebook fosse uma rede social para Admiradores de Rochas. Você não é um admirador de rochas e portanto não tem o menor interesse em criar um perfil numa rede social dessas. Mas a TIM acha que apenas quem tem interesse em rochas pode ser um cliente de um de seus planos, então você é obrigado a criar um perfil lá.

Ridículo? Tire suas próprias conclusões…

Então você abre mão da conveniência do seu pós-pago para mudar para o Beta Lab, e é obrigado a criar um perfil no Facebook. Depois de todo o esforço você pensa: agora é relaxar e usufruir do plano sem preocupações!

Errado! Agora você precisa suar a camisa no seu blablablâmetro!

O blablablâmetro mede o nível de engajamento social que o cliente tem. Então agora não basta mais apenas você pagar responsavelmente o valor mensal, ter um perfil no Facebook, e ainda ter um amigo em estado zen de espírito para te convidar à ser cliente do plano – se você não for socialmente engajado, você corre o risco de estar fora na próxima rodada de avaliação do beta.

As rodadas duram 3 meses e ao final você precisa atingir uma pontuação. Caso não consiga, você está fora do Beta Lab. Simples assim… legal, né?

tim beta google chrome

Mas, mas… tem o Beta (normal)!

Se você é jovem mas não gosta muito de gincanas, jogos sociais, etc, a TIM acha que você merece ter apenas menos que 50% de tudo que os demais têm direito. Então você vai ficar com 10 GB de internet (ao invés de 20GB do Beta Lab) e 1000 EDIT: 600 minutos por mês (contra 2000 do Beta Lab).

De fato não é pouco, mas sob um ponto de vista razoável, nos parece que o copo está meio vazio, e não meio cheio. Além do corte, de qualquer maneira você vai precisar do Facebook e do amiguinho camarada para te convidar, ok?

Tipo inovação…

Não fica claro qual é o objetivo da TIM com o plano Beta Lab. Embora o plano ofereça uma série de benefícios sensacionais, contemplar apenas um grupo de pessoas é uma ideia que nos soa meio… estranha.

No momento a TIM está apenas em terceiro lugar no mercado brasileiro, com 25,17% do total de linhas ativas, segundo a Teleco. Das quatro maiores (VIVO, Claro, TIM e Oi), só a Oi (que já entrou com pedido de recuperação judicial) tem um desempenho pior que o da TIM.

Os benefícios do Beta Lab têm potencial para alavancar a base de usuários da marca no Brasil. Mas selecionar quem pode ser cliente dos seus planos é uma medida que parece mais retrocesso do que inovação.

Apesar de estarem disponíveis para contratação, os planos ainda não foram lançados oficialmente. A previsão é que a TIM faça um pronunciamento dia 4 de outubro para contemplar os novos planos Beta e Beta Lab.