Notícias

Invasão de celulares chineses no mercado mundial segue forte

Como você já deve saber, temos o seguinte cenário atual no mercado mundial de smartphones: Samsung rindo à toa, Apple em queda, e uma forte invasão dos celulares chineses nas listas dos mais vendidos. E tem mais: de acordo com o mais recente relatório trimestral da IDC (International Data Corporation), as fabricantes chinesas OPPO e Vivo (pouco conhecidas por aqui) tomaram o lugar das conhecidas Xiaomi e Lenovo na lista das 5 maiores.

invasão dos celulares chineses no mercado mundial

Segundo Melissa Chau, gerente sênior da IDC, as empresas que mais se destacaram nas vendas, foram as que estão voltadas para atenderem aos consumidores mais sofisticados. Esses resultados mostram como a paisagem dos smartphones está sujeita à mudanças constantemente e que a fidelidade do cliente vem se tornando o maior desafio para as principais marcas.

De acordo com os últimos dados, a Samsung liderou o mercado global com uma quota de 24,5 por cento do mercado, seguida pela Apple em 15,3 por cento de participação. A Huawei teve 8,2 por cento de participação enquanto OPPO e Vivo têm 5,5 por cento e 4,3 partes por cento do mercado, respectivamente.

market share celulares chineses

Top Five das Marcas

A gigante coreana Samsung manteve a liderança no mercado de smartphones em todo o mundo, e apesar de um declínio de 0,6%, a nova linha dos Galaxy S7 e S7 Edge foram largamente vendidos. Dentro dos mercados emergentes, a Samsung tem apresentado um bom desempenho com linhas mais acessíveis, atendendo aos consumidores mais conscientes de seus orçamentos e conseguindo desta forma novos consumidores.

A Apple conheceu o declínio pela primeira vez em sua história, e seus volumes de vendas caíram 16,3% em relação ao ano passado. Nos mercados emergentes a Apple ainda é vista como uma marca cara e a empresa anunciou o novo iPhone SE, com o mesmo poder do S6, alvejando um público de Android nesta mesma faixa de preços.

A Huawei saiu do domínio chinês e teve uma expansão do crescimento de 58,4%, garantindo a terceira colocação do Top Five. A marca tem apostado em um público mais exigente, na concorrência com a Apple e a Samsung. O top da marca é o modelo P9, um smartphone que promete as melhores fotos com as tradicionais lentes Leica. No Brasil a marca é conhecida como a patrocinadora de grandes times de futebol, entre eles o Santos.

A OPPO que possuía um foco maior em vendas internas, partiu da Tailândia em 2010 e desde de 2011 tem se expandido pela Ásia, Oriente Médio e África, e agora, ainda timidamente, na América do Norte. A marca conhecida por seus componentes audiovisuais, avança investindo grandes orçamentos em marketing de patrocínio em entretenimento para aumentar a visibilidade e garantir à marca o maior crescimento do Top Five, em 153,2%.

A também chinesa Vivo, mesmo se expandindo para a Ásia e a Índia, ainda está mais focada no mercado interno da China do que a OPPO, mas mantém uma concorrência acirrada com esta, e um crescimento anual de 123,8%. Um dos seus produtos mais vendidos, o X5Pro, está entre os mais caros, US $ 300 (preço de venda). Assim como a OPPO, a Vivo tem um bom investimento em marketing de varejo e seu ponto forte é a qualidade em áudio.

Enquanto isso…

Segundo o gerente de pesquisa da IDC, Anthony Scarsella, fora da China, muitas dessas marcas são praticamente desconhecidos e a capacidade destes fornecedores chineses está em rápido crescimento para ganhar a entrada em mercados maduros, como os Estados Unidos e Europa Ocidental. E a Huawei tem provado que pode vender aparelhos cada vez mais completos. “Na China, a marca já é reconhecida como uma marca Top, agora é ir de igual para igual”, diz Scarsella.

Os dados da pesquisa indicam que as marcas mais fortes em vendas estão sofrendo uma saturação e declínio ano-a-ano, tanto a Apple quanto a Samsung. E enquanto isso a China avança em direção ao ocidente cheia de sofisticação e bom gosto. Só falta esperar por preços mais módicos, já que o preço médio de venda por lá também subiu de US $ 207 em 2013 para US $ 257 em 2015.

Você conhece todas as marcas do Top Five? Tem algum dispositivo Huawei, OPPO, Vivo, Xiaomi ou outra chinesa em ascensão? Deixe seu comentário, dê o seu parecer. Porque ao que tudo indica, em breve elas estarão circulando por aqui, como tantos outros produtos Made in China que já fazem parte da nossa rotina.