Notícias

Galaxy Note 7: o celular mais explosivo da história

Poucos dias após a Samsung anunciar o recall e a suspensão temporária das vendas do Galaxy Note 7, duas explosões do dispositivo, em um curto espaço de tempo, causaram muitos estragos.

Na última semana dois smartphones Samsung Galaxy Note 7 explodiram em menos de 48 horas. Um deles em um quarto de hotel na Austrália, e outro dentro de um automóvel nos Estados Unidos.

E já estão confirmados pelo menos outros 35 casos de baterias problemáticas no mundo, de acordo com a própria empresa. Veja neste artigo os fatos que tornaram o Galaxy Note 7, o celular mais explosivo da história, literalmente falando.

galaxy note 7 destruido
Usuários irritados têm compartilhado nas redes sociais as imagens de seus Galaxy Note 7 destruídos.

Austrália

Menos de uma semana após a Samsung ter anunciado o recall e a suspensão temporária das vendas do Galaxy Note 7, no último dia 2, um destes dispositivos explodiu dentro de um quarto de hotel, na Austrália.

O fato aconteceu na manhã do dia 5, e segundo divulgou o proprietário do dispositivo, identificado com “Crushader” na rede social Reddit, ele ficou sabendo do recall no dia 2 e já havia feito contato com a Samsung para a substituição do aparelho. Porém, antes de acontecer a troca, o smartphone explodiu enquanto estava carregando. E Crushader diz em seu texto: “Caso você esteja se perguntando, eu estava usando o carregador e cabo originais”.

Ao explodir, o aparelho pegou fogo e queimou o lençol da cama e o carpete do quarto do hotel. O proprietário, mais tarde atualizou seu texto, contando que o hotel cobrou 1.800 dólares australianos, o equivalente a R$ 4.400, pelos danos. A Samsung informou que cobrirá todas as despesas.

Estados Unidos

Em menos de 48 horas após a explosão do Galaxy Note 7 na Austrália, um dispositivo deste mesmo modelo incendiou um automóvel em St. Petersburg, na Flórida, Estados Unidos.

O proprietário conta que deixou o smartphone carregando dentro do veículo ligado, enquanto descarregava uma mesa que havia acabado de comprar. Ao voltar para a garagem, encontrou o carro em chamas e acionou os bombeiros.

O proprietário do smartphone disse ainda, que estava gostando do aparelho e não sabia da existência do recall. A Samsung informou, em nota, que está investigando o acidente e dando suporte ao cliente.

galaxy note 7 pegou fogo
Este é o estado em que ficou o Galaxy Note 7 que explodiu dentro do veículo.

Posicionamento da Samsung

A Samsung anunciou no início deste mês a interrupção das vendas do Galaxy Note 7 em todo o mundo. De acordo com a empresa, isso se deve à ocorrência de muitas denúncias de aparelhos queimando e até explodindo durante o carregamento.

Em nota, a Samsung informou que até o início deste mês, foram registrados 35 casos de baterias problemáticas entre os 2,5 milhões de dispositivos, deste modelo, vendidos no mundo.

A China é o único país que recebeu o Galaxy Note 7 com uma bateria diferente. O recall é válido para os aparelhos vendidos na Coreia do Sul, Estados Unidos e outros oito países.

explicação samsung explosão galaxy note 7

Em uma entrevista coletiva, na semana passada, o porta-voz da empresa sul-coreana, Koh Dong-Jin, disse que o recall oferece ao usuário a possibilidade de substituição temporária por outro modelo. Disse ainda que:

Em resposta aos casos relatados, recentemente, sobre o Galaxy Note 7, realizamos uma investigação completa e encontramos um problema nas células da bateria”.

E completou:

No entanto, como a segurança dos nossos clientes é prioridade absoluta da Samsung, tivemos que parar as vendas do Galaxy Note 7”.

Nós reconhecemos o inconveniente que isso pode causar no mercado, mas isso é para garantir que a Samsung continue fornecendo produtos da mais alta qualidade aos nossos clientes”.

Estamos trabalhando estreitamente com os nossos parceiros para garantir a experiência de substituição mais conveniente e eficiente possível”.

“É de partir o coração”

Os incidentes foram explosivos também para a divisão de dispositivos móveis da empresa, no momento em que ela atingia seu mais alto valor de mercado, resultado dos muitos elogios recebidos por seus tops mais recentes.

O impacto financeiro deste recall, segundo Koh Dong-Jin “É de partir o coração”, pois levou o lucro líquido projetado para este período, em menos de cinco por cento dos US$ 20,6 bilhões esperados. Para completar, na quinta-feira passada o valor de mercado da empresa teve uma queda vertiginosa de US$ 7 bilhões.

samsung-shares

A Samsung informou que as trocas terão início a partir do dia 19 de setembro. E no Brasil, onde este modelo ainda não está sendo comercializado, o lançamento será adiado.

Agora é aguardar o recall, a solução para as baterias problemáticas e esperar mais um pouco para vermos a versão “segura” deste esperado modelo a ser vendido por aqui.

E você, o que acha disso tudo? Ficou com receio de comprar celulares Samsung? Deixe seus comentários!