Nostalgia

Stay hungry, stay foolish. Nosso adeus à Steve Jobs (1955-2011)

Hoje o mundo tecnológico amanheceu mais triste. Steve Jobs, um homem que era exemplo de criatividade, inovação e determinação, nos deixou.

Com ele nós aprendemos a dar máxima atenção aos detalhes, a pensar além do convencional e a correr riscos. Ele foi mais do que um empresário de tecnologia. Foi sim um rock star. Mesmo não sendo músico, ele trazia em seu discurso uma pitada de transgressão típica dos grandes ídolos da música.

Ele trouxe cores aos computadores numa época em que tudo era cinza. Ele trouxe uma nova forma de interagir com as máquinas(iPhone e iPad), quando tudo se resumia a um emaranhado de botões. O futuro que ele vislumbrou é muito mais humano do que as ficções da década de 60.

A essa altura ele provavelmente já deve estar batendo um papo com Ghandi e Lennon.

“It’s better to be a pirate than to join the Navy.”

Steve Jobs (1955-2011)