Nostalgia

Relembre os melhores Walkmans da era pré-MP3

Hoje em dia, se você curte ouvir músicas enquanto faz outras atividades, muito provavelmente faz isso em um Mp3 player ou em seu celular. Mas isso nem sempre foi assim, lembra? Se você tem mais de 20 anos, certamente já circulou por aí portando um belíssimo Walkman!

Neste post vamos relembrar os jurássicos Walkmans com fita K7 e AM/FM dos anos 80 e 90, aqueles pequenos notáveis que revolucionaram o modo de ouvir música, dando mais mobilidade (e mais privacidade) àqueles que não vivem sem a companhia de suas canções prediletas.

Mas qual foram os modelos que fizeram a cabeça da juventude que viveu a era de ouro do video clipe? Naquela época que, sem Internet, muito menos Spotify, tínhamos que nos virar gravando em fitinhas K7 com o melhor das FMs. Vamos relembrar agora!

Sony: o começo de tudo

Criado no Japão em 1979, por um coordenador de áudio da Sony Corporation para satisfazer a vontade de um dos sócios da empresa que gostava de ouvir ópera enquanto executava seu trabalho estressante, o Walkman, que originalmente era chamado de Soundabout, desafiou todas as previsões de fracasso e foi um mega sucesso de vendas no mundo todo. Desde então, a marca Walkman® passou a ser utilizada para se referir à qualquer toca-fitas portátil com AM e FM. De qualquer marca.

O primeiro e mais icônico modelo de Walkman. Até Steve Jobs babava por um desses.
O primeiro e mais icônico modelo de Walkman. Até Steve Jobs babava por um desses.

Philips: os mais ousados

Pegando carona no sucesso dos pequenos Walkmans Sony, a Philips apresentou, na década de 90, a sua linha de aparelhos de som portáteis chamada Moving Sound – composta por um micro system em forma de bazuca, um pequeno rádio à prova d’água e um bizarro Walkman triangular

Com design arrojado, colorido e marketing focado nas características estéticas e comportamentais da “juventude videoclipe” daquela década, a linha se popularizou e permaneceu na memória de muita gente.

Aliás, o comercial brasileiro da linha Moving Sound Philips é lembrado até hoje, especialmente por contar com o grande clássico dançante dos anos 90, “Pump up the jam“, do grupo Technotronic. Segura:

E quem não se lembra dos ótimos walkman Aiwa?

Maior acionista da Sony nas décadas de 80 e 90, a Aiwa era uma concorrente que respeitava as regras do mercado da Sony e ambas mantinham desta forma uma concorrência saudável. Mas essa irmãzinha de marca era insuperavelmente melhor.

Quem teve uma belezinha dessas certamente se lembra da qualidade sonora incrível que um Walkman Aiwa proporcionava.
Quem teve uma belezinha dessas certamente se lembra da qualidade sonora incrível que um Walkman Aiwa proporcionava.

Os modelos da Aiwa eram pequenas maravilhas, repletos de tecnologia em áudio. Na década de 1980 e início de 1990, a Aiwa chegou ao auge com alguns modelos que traziam as características normalmente encontradas em equipamentos de som estéreo doméstico como o redutor de ruído C Dolby. E aproveitando ótimo momento, a marca apareceu em um dos maiores sucessos de bilheteria dos cinemas de 1985, “De volta para o futuro”. Dá uma olhada na cena!

Infelizmente, no início de 2000, a linha de produtos da Aiwa foi reduzida a nada, incapaz de suportar a forte concorrência em um mercado de áudio portátil em rápida evolução.

E aquele amarelinho da CCE, você teve?

A empresa brasileira, Comércio de Componentes Eletrônicos, conhecida com CCE, também entrou no mercado dos Walkmans, na década de 80, com uma proposta jovem e colorida.

Considerada uma marca de inferior qualidade, os produtos da CCE sempre ganharam o consumidor por oferecer um preço mais acessível, e desta forma os famosos Walkmans amarelos também se espalharam pelo país. Vale lembrar que o Walkman CCE era praticamente uma cópia do modelo Sport da Sony (aquele lá do início do post).

Ainda é possível encontrar alguns aparelhos CCE sobreviventes no Mercado Livre, como o da foto abaixo.

O PS89X da CCE era cópia do Walkman Sports da Sony. Mas até que era legalzinho, vai!
O PS89X da CCE era cópia do Walkman Sports da Sony. Mas até que era legalzinho, vai!

Walkman atual

Muitos pensam que o Walkman só foi objeto de desejo nos anos 80 e 90, e é verdade que ele não possui mais o mesmo apelo de antigamente. Mas saiba que o aparelho ainda existe e continua evoluindo, atraindo novos e antigos apaixonados por música e movimento. Por exemplo, a Sony, criadora da linha que se tornou referência no mercado, aposta no aparelhinho até hoje.

A empresa continua inovando na ideia de som portátil de altíssima qualidade. E um dos ícones dessa busca por excelência sonora é o Walkman Sony NW-ZX2, que apesar de prometer a melhor qualidade em som da atualidade, assusta a maioria dos audiófilos com seu preço salgado, em torno de US$ 1.000,00.

walkman atual

E não podemos esquecer os modelos à prova d’água da marca – NWZ W273 e NWZ W274S, muito utilizados pela galera dos esportes aquáticos.

sony walkman nwz273
Sony Walkman NWZ273 – quem faz natação adora.

Resistentes à uma profundidade de até 2 metros e com o formato de pequenos fones de ouvido emborrachados. Este Walkman é projetado para agradar àqueles que não abrem mão de música nem debaixo d’água. No Brasil, este modelo é encontrado no Mercado Livre, com o preço médio de R$650,00.

E você, lembra de algum modelo clássico que não mostramos aqui? Compartilhe com a gente nos comentários. Vamos viajar juntos nessa nostalgia!