Games

Kung Fury revive a era de ouro da porradaria nos fliperamas

Talvez os leitores mais novos não entendam muito bem do que se trata. Até porque eles não viveram essa época.

Mas certamente a galera mais velha vai ficar feliz, assim como eu fiquei, com o novo game que está chegando de graça para iPhone e Android: Kung Fury.

Kung Fury é, sem dúvida, uma preciosidade. Um jogo somente possível nos dias de hoje, com a cena independente de games fervilhando em todo mundo, e cheia de pessoas como nós, que cresceram nos anos 80 e 90, jogando clássicos como Double Dragon e Streets of Rage nos fliperamas e assistindo os toscos filmes de kung fu, kickboxer e “briga de rua” que passavam na sessão da tarde.

Ele é uma grande homenagem ao clima retrô-trash-new wave que predominava nas séries de TV, filmes e jogos daquela época. É um game que não só possui jogabilidade e história típicos dos clássicos dos arcades, mas também traz todo o Look-and-Feel daquela era de ouro. A começar pela capa, sente só:

O game é cheio de referências à cultura pop americana e conta com uma trilha sonora cheia de músicas criadas no clima do synth pop, trash metal, new wave e new romantics.

Pra completar o pacote de nostalgia, recomendo que você também assista ao filme que deu origem ao game: Kung Fury. Um curta-metragem escrito, dirigido, produzido e estrelado por David Sandberg.

O curta foi muito aplaudido nos festivais internacionais de cinema, e corre o risco de virar um longa. Já pensou?

Assim como o game, o filme está disponível inteirinho de graça no YouTube. Portanto, pegue a pipoca, clique no play e boa viagem no tempo!