Dicas

Smartphones estão 40% mais caros no Brasil – o que fazer?

A desvalorização do real em relação ao dólar e o aumento da inflação, somados a suspensão temporária da Lei do Bem atingiram em cheio o mercado de smartphones no Brasil.

Estas são as informações divulgadas há poucos dias pelo diretor da GfK, Oliver Römerscheidt, em uma pesquisa encomendada pelo Grupo Eletrolar e apresentada no evento Eletrolar Show.

De acordo com a pesquisa o resultado da ação destes três fatores sobre os preços dos gadgets brasileiros, foi um aumento de 40% no preço, quando comparado ao mesmo período do ano passado. E isso só vem confirmar uma crise observada mundialmente. Mas, como as novidades não param de chegar ao mercado, e a necessidade ou desejo por adquirir um dispositivo novo são constantes, o que fazer?

Mais pesado no bolso

A pesquisa realizada pela GfK levou em consideração os cinco primeiros meses do ano, e constatou que o preço médio dos dispositivos de R$ 603, neste ano subiu para R$ 891, ou seja, são quase R$ 300 mais pesados no bolso.

O estudo observou também que o aumento médio adquirido pelos smartphones foi o dobro da média de outras categorias de consumo observadas na pesquisa. A Linha Marrom, que ocupa a segunda colocação, teve um aumento de 15%, seguidos pela Informática e Eletroportáteis que tiveram 13%, Linha Branca 5% e Ar Condicionado 3%.

smartphones dinheiro

Todos querem 4G

Os analistas acreditam que essa alta no seguimento se deve, principalmente, pela mudança de padrão de consumo dos brasileiros, que passaram a adquirir dispositivos mais caros, em sua maioria, com tecnologia 4G.

De 13,5% no ano passado, subiu para 54,7% neste ano, a venda de gadgets com esta característica. Talvez, o que impulsionou estas aquisições foi uma boa retraída no preço médio dos dispositivos 4G, de R$ 1.256 caiu para R$ 1.190, em relação ao mesmo período do ano passado.

Como a busca por este tipo de tecnologia tende a aumentar com o passar do tempo, principalmente impulsionada pelos novos lançamentos, a expectativa de vendas de dispositivos 4G para o ano que vem já é calculada próxima aos 70% em relação aos dispositivos 3G e 2G.

smartphones distantes

Reflexos mundiais

Entre todos os setores, o de eletrônicos é um dos que ainda conseguiu manter estabilidade. Outros setores tiveram uma queda média de 9% a menos do que em 2015. E de acordo com a pesquisa quatro em cada dez consumidores gastaram com smartphones neste período.

Estes dados não são totalmente positivos, visto que as vendas em smartphones, ainda assim, caíram 28% em relação ao mesmo período de 2015 continuando uma queda que começou em 2014 e que de acordo com especialistas do mercado pode se manter até 2017.

O estudo mostrou também que o Brasil perdeu o protagonismo no setor de eletrônicos frente à América Latina. De 43% no ano passado, caiu para 40% neste ano e já foi de 52% em 2014.

Römerscheidt diz que “Um consolo é que não estamos sozinhos. Nos últimos anos, gastou-se menos em todo o mundo”, e continua “O mundo está ansioso por novas tecnologias. A grande pergunta é: qual é a próxima tecnologia que vai nos convencer a abrir a carteira? “. O analista comentou, no entanto, que prevê uma estabilização do setor em 2017.

smartphones bolso

O que fazer?

Faz algum tempo que o refrão vem se repetindo “não está fácil para ninguém”. Mas, entre altas de preços, inflação e política caótica a vida segue, e cada um com suas necessidades e prioridades.

O smartphone para muitas pessoas não é apenas um acessório, é um item indispensável para o trabalho. E durante as crises quem tem mais informação e criatividade tem maior poder para superá-la. Por isso mesmo, aqui no Mobizoo já demos várias dicas de como comprar um smartphone sem gastar muito.

Vamos lembrar três ótimas opções para quem precisa comprar um novo dispositivo, sem pesar tanto no bolso:

  1. Os celulares com melhor custo-benefício do momento. Neste artigo você irá encontrar dicas de como identificar os dispositivos com o melhor custo-benefício, sem abrir mão de nenhum item que agrega valor ao dispositivo;
  2. Aprenda a importar celulares da China. Para quem quer aprender a fazer um ótimo negócio, comprando um celular da China, mas tem muitas dúvidas sobre as melhores lojas, produtos, escolhas e formas de envio.
  3. O incrível mundo dos celulares usados. O artigo mostra as principais formas de comprar um celular usado de maneira segura e fazer um bom negócio sem gastar tanto.

Gostaram das dicas? Curta, compartilhe e deixe seu comentário!