Aplicativos

Aplicativo Fogo Cruzado ajuda cariocas e turistas a evitarem tiroteios

Anistia Internacional lançou no início de julho o aplicativo Fogo Cruzado para smartphones, com o objetivo de disponibilizar um mapa colaborativo que registra em tempo real os tiroteios da cidade maravilhosa.

O foco inicial do app era dar visibilidade ao volume monstruoso de ocorrências de tiroteios na cidade, unificando numa mesma plataforma todos os dados, que antes eram contabilizados de forma pulverizada, por diversas instituições (Polícia Civil, Polícia Militar, Prefeitura, TV, Rádio, Internet, etc.).

Mas com menos de 1 mês de utilização, o sistema já provou que pode ir além, ajudando a própria população à “fugir” das áreas de confronto.

App Fogo Cruzado

Rio, Cidade Olímpiu pow pa para pa pow

As novelas passam para o Brasil a imagem de que o Rio de Janeiro é sinônimo de Bossa Nova, sol, mar, e gente saudável. Isso existe sim, mas é só para quem pode pagar pelos metros quadrados mais caros do Brasil (Ipanema, Leblon).

Na real a paisagem urbana do Rio é composta por Cidade de Deus, Jacarezinho, Manguinhos, Maré, Alemão e mais uma centena de favelas que formam um verdadeiro mar de casas sem reboco, sem saneamento, expostas à todo tipo de “poder paralelo”.

app fogo cruzado

E apesar da “glamurização” que a mídia criou em torno dessas comunidades, a vida não é nada fácil para quem vive nelas. A rotina de tiroteios é constante, e mesmo iniciativas como as UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) não deram conta de conter a violência latente dessas áreas.

E não é só nas favelas que as trocas de tiros acontecem. Eu mesmo já presenciei algumas vezes tiroteios acontecendo em vias expressas como a Linha Vermelha, numa avenida movimentada de Madureira e até numa estação de metrô. Todos que circulam pela cidade correm risco.

Este ano, com a falência total do Governo do Estado do Rio de Janeiro a coisa piorou um bocado, e para agravar ainda mais a situação mais de 260 policiais foram baleados, com mais de 60 mortes registradas.

Pessoas se protegem de tiroteio que aconteceu mês passado na Linha Vermelha.
Pessoas se protegem de tiroteio que aconteceu mês passado na Linha Vermelha.

E quem poderá nos ajudar??? A tecnologia!

Segundo a Anistia Internacional, a ideia do aplicativo Fogo Cruzado surgiu a partir de pesquisas autônomas que contabilizaram tiroteios no Rio de Janeiro no ano de 2015 através de informações disponíveis na imprensa, boletins policiais e redes sociais.

O app está disponível gratuitamente para Android e iOS, e qualquer morador pode se cadastrar para registrar ocorrências de tiroteios em seu bairro.

A informação enviada é então transformada pelo sistema em uma notificação que aparece no mapa da cidade, disponível no próprio app e no site da iniciativa. Desta forma todos os moradores e visitantes pode ficar informados, e evitar transitar pelas áreas de confronto, no momento em que eles acontecem.

Somente em Julho, o app Fogo Cruzado recebeu quase 800 registros de tiroteios.
Somente em Julho, o app Fogo Cruzado recebeu quase 800 registros de tiroteios.

Além de ajudar a população, o app também deve expor a realidade da “cidade maravilhosa” de forma “não maqueada” para todo o Brasil e o Mundo, gerando mais reações e iniciativas (governamentais ou não) de combate à criminalidade. Assim espero.

Para você que é turista e acha super “cool” visitar uma favela durante sua estadia no Rio, recomendo fortemente consultar o app ou o site do Fogo Cruzado antes de iniciar sua incursão.

Na verdade, é bom você ficar ligado no mapa o tempo todo, pois como eu disse anteriormente, nem a Linha Vermelha – que liga o Aeroporto Internacional à cidade – está livre dos tiros.